O melhor onze da Primeira Liga 2014: a escolha da redacção VAVEL

O melhor onze da Primeira Liga 2014: a escolha da redacção VAVEL

O escalonamento do melhor onze da Primeira Liga está feito: a redacção do Vavel Portugal disse de sua justiça e elaborou uma votação que está plasmada neste artigo. Veja as opções dos redactores e jornalistas da equipa VAVEL, opine e junte a nós as suas preferências.

vavel
VAVEL

Olhamos agora para o ano que findou, circunscrevendo-nos à competição da Primeira Liga, objectivo primacial dos três grandes de Portugal, FC Porto, Benfica e Sporting, onde outras equipas também souberam apimentar a competitividade de uma prova que, cada vez mais, urge melhorar e fortalecer. O ano de 2014 viu um Benfica campeão roubar as faixas que eram do Porto, e viu, de seguida, um arranque de campeonato marcado pela clara liderança vermelha.

A formação de Jorge Jesus segue no topo da tabela, na melhor posição para a revalidação do título de campeão nacional, com o rival FC Porto a seis pontos e o rival lisboeta Sporting a dez. De destacar a corrida de Vitória de Guimarães e SC Braga, que se intromete com ganas na caminhada, almejando o sonho europeu, substituindo o papel que fora do Estoril na época transacta.

Com base nas avaliações e preferências técnicas dos nossos redactores, jornalistas, colaboradores e editores, a redacção do Vavel Portugal escalou o onze ideal da Primeira Liga referente ao ano de 2014, escolhendo, para o efeito, os craques que mais se destacaram nas diferentes posições. 

Rui Patrício: o guarda-redes leonino foi praticamente unânime entre as escolhas, colhendo mais de 90% dos votos. O internacional português ganhou assim o lugar da baliza no onze ideal VAVEL, pela constância, segurança, carisma e estabilidade que oferece à equipa sportinguista. Tornado já um simbolo do Sporting, Patrício arrebata o prémio de melhor guarda-redes do ano 2014 da Primeira Liga. 

Danilo: o lateral direito portista ganhou a votação para assumir a sua posição no onze ideal VAVEL, correndo de modo renhido contra outro grande candidato, Maxi Pereira. O lateral brasileiro ganhou o lugar pelas suas arrancadas influentes, pelo poderio físico e pela forma apta e perigosa como integra a manobra ofensiva do clube portista. Tido como um dos grandes defesas laterais a actuar na Europa, Danilo foi de uma inegável valia para o Porto de 2014.

Jefferson: o lateral direito faz parceira com o compatriota Danilo no onze ideal VAVEL, colhendo a larga maioria dos votos. Jefferson, que actuou de forma constante e consistente ao longo de 2014, apenas fraquejou por alguns jogos no final do ano, mantendo-se mesmo assim como dono do lugar no Sporting nos jogos a doer. Por se ter afirmado na grande época do Sporting 2013/2014, vindo do Estoril, Jefferson ultrapassou com facilidade Alex Sandro.

Luisão: a votação coroou o central capitão do Benfica como um dos centrais eleitos para o onze ideal, como uma maciça maioria de mais de 90%. O brasileiro experiente, símbolo encarnado e bastião do Benfica moderno, foi peça-chave nos sucessos da águia durante o ano de 2014, desempenhando um papel crucial na organização defensiva e na consolidação de uma mística encarnada, personificada no Girafa. Um líder defensivo inquestionável que passou por um dos melhores momentos da carreira - uma escolha fácil para a redacção VAVEL.

Paulo Oliveira: os membros da redacção VAVEL seleccionaram o central português Paulo Oliveira para fazer parceira com Luisão no melhor onze do ano 2014, premiando a ascenção a pulso do competente central agora ao serviço do Sporting, mas que dividiu o ano entre as boas exibições no Vitória de Guimarães e a afirmação total no candidato ao título Sporting, carente de uma voz de comando que Oliveira veio finalmente dar. O jogador leonino ultrapassou Marcelo, do Rio Ave, e acabou por vencer com boa margem - Garay e Rojo, centrais de qualidade estratosférica, ficaram de fora por não terem completado o ano no futebol luso.

William Carvalho: O médio defensivo do Sporting ganhou o lugar de primeiro médio no onze ideal VAVEL, obtendo, após uma luta renhida com o centrocampista vimaranense André André, o colega Adrien e o médio bracarense Pedro Tiba. João Mário, que também correu pelo lugar, acabou por igualmente ser esmagado pelas preferências dos membros da nossa redacção. O médio defensivo leonino foi um dos maiores destaques da temporada 2013/2014, e nem o menor fôlego na primeira metade da nova época lhe valeu o banco de suplentes.

André André: O tecnicista e organizador André André, médio vimaranense, foi o segundo médio mais votado pelos membros de VAVEL, conquistando, depois de William Carvalho, um lugar no onze titular de 2014. O pensador do futebol do Vitória de Guimarães venceu à tangente o médio Adrien. André André afirmou-se concludentemente como maestro do Vitória, transformando-se num valor seguro do futebol português - o médio luso acompanha a bela forma da formação de Rui Vitória, e a constância das suas exibições merece elogios.

Enzo Pérez: escolha unânime entre a redacção VAVEL, Enzo Pérez foi realmente um jogador que não ficou de fora de nenhum onze ideal escalado e votado pelos membros do nosso diário online. A qualidade suprema do internacional argentino foi totalmente reconhecida, tendo este um lugar cativo e de destaque no nosso melhor onze de 2014. O médio construtor do Benfica realizou um ano em cheio, firmando no campo, através da sua técnica, stamina e versatilidade, toda a excelência do futebol que agora irá passear...pelo Valência.

Nicolas Gaitán: o extremo benfiquista foi uma escolha óbvia para a redacção VAVEL, que em massa considerou o argentino titularíssimo da melhor formação de 2014. O mágico do Benfica ganhou um lugar na ala esquerda do ataque encarnado, pelos momentos brilhantes que assinou durante o ano, nunca abdicando de ser uma peça fundamental na manobra ofensiva do Benfica dominador a nível interno. Gaitán permanece um dos extremos mais insuperáveis da Primeira Liga, e o interesse dos colossos europeus é já indisfarçável.

Salvio: Depois de Gaitán, outro benfiquista na extremidade do ataque do onze ideal VAVEL, Salvio foi escolha contundente da nossa redacção, tendo batido o bracarense Rafa Silva. O extremo aguerrido do Benfica conquistou com mérito o seu lugar na nossa formação, pelo papel importante que desempenhou no belo ano de 2014 do Benfica - Salvio marcou, assistiu e nunca virou a cara à luta, empurrando o Benfica para a frente. Não é por acaso que é um dos jogadores mais temidos pelos oponentes dos encarnados. Nani e Brahimi, apesar de intocáveis, não disputaram todo o ano de 2014 em Portugal.

Jackson Martínez: O avançado colombiano, melhor marcador da Primeira Liga 2013/2014, foi a escolha consensual da redacção VAVEL, que, perante os inúmeros golos do internacional do FC Porto, o escolheu para liderar o ataque do onze ideal. O jogador não só se sagrou melhor marcador da Liga passada como lidera actualmente a lista de artilheiros da Primeira Liga 2014/2015. A classe, a inteligência e a veia letal de Jackson marcaram o ano de 2014 e o colombiano foi e continua a ser o grande amuleto do Porto - o Vavel Portugal concorda e dá confia no jogador para encabeçar o ataque VAVEL.

4-3-3: Onze ideal da redacção VAVEL Portugal

Membros da redacção VAVEL Portugal que participaram na votação:

Bruno Falcão Cardoso

Mariana Cordeiro Ferreira

Rodolfo Reis

Rafael Reis

Francisco Ferreira Gomes

Paulo Pereira

Francisco Fontes

João Pita

Augusto António Cabrita

João Rodrigues

Pedro Correia

Frederico De Távora Pedro

Leandro Dinis

Catarina Faria

Bruno Gomes

Joni Francisco

André Cunha Oliveira

José Machado

João Carlos Fervença

Tiago Labreca

Tiago Pratas

VAVEL Logo
CHAT