Quaresma atingiu meta dos 200 jogos pelo FC Porto
Foto: Catarina Morais

Quaresma atingiu meta dos 200 jogos pelo FC Porto

Alinhou contra o Rio Ave, numa morna partida da Taça da Liga e nesse dia 30 de Dezembro perfez 200 jogos com a camisola do FC Porto vestida. Uma marca que reflecte a importância do «Mustang» na História contemporânea do Dragão.

vavel
VAVEL

Jogou contra os vilacondenses do Rio Ave no dia 30 de Dezembro e, assim, atingiu os 200 jogos pelo FC Porto ainda antes do ano terminar. O extremo portista Ricardo Quaresma atingiu, num jogo da Taça da Liga, a marca dos 200 jogos ao serviço do clube do Dragão, sendo agora o quadragésimo sétimo jogador da História do clube com mais jogos de Dragão ao peito.

Quaresma, que brilhou intensamente na sua primeira passagem pelo Porto, entre 2004/2005 e 2007/2008, época em que saiu do Dragão para se aventurar no Inter de José Mourinho. Nessas quatro épocas, Quaresma foi peça-chave de um FC Porto ganhador que apenas perdeu o campeonato de 2004/2005, precisamente na época inicial do extremo português no reino portista.

Esteve às ordens do espanhol Victor Fernández em 2004/2005, acabando a temporada sob o comando de José Couceiro, numa época perdida para o Benfica do pragmático Trapattoni - como consoldação, o Porto conquistou a Taça Intercontinental, diante do Once Caldas. Nas 3 épocas seguintes, o sucesso bateu de novo à porta do Porto: três campeonatos conquistados impuseram um domínio portista do qual Quaresma fez parte.

Conhecido pelas fintas imprevisíveis, condução de bola refinada e trivelas tão venenosas quanto suculentas, Quaresma foi baluarte portista até à data da sua saída, beneficiando muito da inteligência táctica e experiência de Jesualdo Ferreira, que potenciou as características furtivas do extremo, hoje com 31 anos de idade e nem sempre titular nesta sua segunda passagem pelo Porto de Julen Lopetegui.

A marca dos 200 jogos acaba por traduzir a forte ligação do jogador, formado no Sporting, ao clube do Porto: o extremo comemorou duas centenas de partidas com o Dragão ao peito, único clube no qual foi capaz de atingir um nível extremamente elevado em termos competitivos e de constância de rendimento. 

VAVEL Logo