Resumo da 15ª Jornada da Primeira Liga

Resumo da 15ª Jornada da Primeira Liga

Foi uma jornada com muitos golos, esta. 29 ao todo, em apenas 9 jogos, o que dá uma média de 3,2 golos por jogo. Os três grandes, golearam. As equipas do fundo da tabela, afundaram-se!

TiagoPratas
Tiago Pratas

Belenenses 0-0 Académica

Um jogo sem muita história. O Belenenses entrou melhor, e encostou a Académica bem lá atrás durante grande parte do jogo, e quando tentava sair, era a um ritmo bastante lento. Foram precisos 37 minutos, para se ver um remate à baliza, do lado da equipa de Belém. Um jogo bastante agressivo, e com bastantes faltas, e cartões. Um jogo em que o empate foi o resultado mais justo, e que para a Académica, até acaba por ser positivo. Para o Belenenses, nem tanto, que já não consegue uma vitória à 5 jogos, consecutivos. 

Paços de Ferreira 1-2 Rio Ave

Num confronto em que o equilíbrio costuma liderar, desta vez, não foi excepção. Um jogo emocionante, até ao cair do pano. A formação Pacense dominou os primeiros 40 minutos, perante um Rio Ave bastante apagado, que mesmo assim, chegou ao golo mesmo antes do apito para o descanso. Saíram bem, e entraram ainda melhor, ao chegarem ao segundo tento, logo ao começar do segundo tempo. A formação de Paços de Ferreira bem ia tentando, mas a excelente exibição de Cássio, não permitia que o a equipa da casa, chegasse ao golo. No entanto, ao passar do minuto 78', a equipa da casa lá chegou ao golo de honra, num remate em que o guardião, nada pôde fazer.

Marítimo 2-1 Braga

Ao fim de três meses sem conhecer o sabor da derrota, os bracarenses voltaram da madeira com uma derrota merecida. O Braga marcou cedo, e dominou os primeiros 40 minutos do encontro. Porém, os últimos 5 minutos da primeira metade, só deram Marítimo, e foi assim que conseguiram chegar ao empate. 

A equipa madeirense estava com vontade, e dominava o jogo, e nos primeiros minutos da 2ª parte, fecharam as contas do jogo, com um grande golo de Bruno Gallo. Até final, souberam gerir da melhor forma a vantagem, que até podia ter sido maior, não fosse a astúcia do guardião do Braga

Sporting 3-0 Estoril

Depois dos problemas entre Bruno Carvalho, e Marco Silva, estarem aparentemente resolvidos, os leões entraram confiantes, e tendo conseguido obter vantagem relativamente cedo no jogo, apenas precisaram de gerir o resultado, o que aliado a uma enorme segurança defensiva, e o apoio vindo das bancadas, tornou esta, uma missão fácil de concretizar.

Gil Vicente 1-5 FC Porto

A turma de Lopetegui não fez mais que a sua obrigação, ao vencer o último classificado da Liga. O resultado ainda teria sido mais desnivelado, não fosse o guardiãi gilista estar inspirado, em algumas situações. O Porto foi dono e senhor do jogo, tendo sido superior em todos os aspectos, e a expulsão de Jander, apenas veio ajudar ainda mais, a formação Portista.

Vitória Setúbal 2-1 Moreirense

Domingos Paciência está longe de puder respirar em paz, sem preocupações. Venceu, mas podia ter perdido, não fosse um auto-golo da formação do Moreirense, que veio dar algum alento aos jogadores de Setúbal. O Moreirense foi para o intervalo em vantagem, com um auto-golo de Ricardo Dani aos 39'. Mas na segunda parte, a equipa da casa, beneficiou também da falta de sorte de Marcelo Oliveira, e assim, estava igualada o resultado. O Moreirense a jogar com uma defesa bastante pressionante, não deixava a equipa da casa ter a bola no pé, mas depois do auto-golo que deu o empate, a equipa ganhou um novo ânimo, e partiu em busca da vitória, e conseguiu, mesmo ao cair do pano, e quando já ninguém o fazia prever, Pelkas atirou para o golo da vitória.

Boavista 3-1 Arouca

Num jogo de rivais, pelo menos no que toca aos objetivos. O Boavista entrou melhor, e foi criando várias ocasiões de perigo para Goicoechea, que foi defendendo, até puder, no entanto, ao passar do minuto 44', a remate de Zé Manuel, nada pôde fazer, e inaugurou-se assim, o marcador, no Bessa.

O Arouca entrou bem na segunda metade, e chegou ao empate aos 55'. Mas não teve tempo para mais nada, porque o Boavista assumiu o jogo, e a partir daí, foi sempre a subir, e chegou facilmente ao 2-1, e posteriormente ao 3-1, resultado final. Antes de chegarem ao 3-1, o Boavista falhou uma grande penalidade, graças à defesa de Goicoechea.

Nota de registo para o jogo 100º de Pedro Emanuel, enquanto treinador.

Vitória Guimarães 4-0 Nacional

Depois da derrota frente ao Sporting, a meio da semana, o Vitória de Guimarães aplicou chapa quatro ao Nacional. André André marcou três, e Ricardo, fez um golaço. Antes do empate ser desfeito, havia grande equilibrio, as equipas estavam bastante bem informadas uma da outra, e nada fazia com que houvessem deslizes, nas duas formações. Durou 30 minutos, este equilibrio. Até que chegou Ricardo, com uma bomba, a abrir o jogo! Em apenas 9 minutos, o Vitória de Guimarães, já vencia por 3-0. O mesmo jogador, André André, ainda faria o terceiro na conta pessoal, aos 81'. O Guimarães pôe assim, um ponto final na sua série de maus resultados. O Nacional continua sem conseguir ganhar fora de portas. 

Penafiel 0-3 Benfica

O resultado engana, visto que o Benfica teve bastantes dificuldades, para vencer o penúltimo classificado. Somente depois do 0-2, puderam respirar em condições, visto que mesmo em desvantagem, a equipa da casa, nunca deitou a toalha ao chão. Chegou mesmo a festejar o golo do empate, mas este, foi anulado, por estar em fora-de-jogo. O Penafiel foi sempre tentando contra-atacar, geralmente, pelas alas, e com a velocidade de Quiñones. Foi o golo que desfez o empate, que abriu um pouco o jogo, que até ali, não tinha tido grande interesse, devido ao equilíbrio que o Penafiel foi tentando manter. Mesmo a jogar com menos 1, o Penafiel nunca desistiu, e foi tentando sempre chegar ao empate, mas o segundo golo da turma benfiquista, acabou completamente com a partida. Jardel ainda teve tempo para fazer o 0-3. Vitória justa, mas suada, de um Benfica com algumas saudades de Enzo

Classificação Actual

Neste momento, o Benfica lidera o campeonato com 6 pontos de vantagem sobre o seu adversário directo que é o FC Porto. O Guimarães continua a sonhar com um apuramento directo para a Liga Europa, ou quem sabe, a qualificação para a Liga dos Campeões. O Sporting tem vindo a melhorar um pouco a sua prestação no campeonato, e vai ganhando terreno na competição. 

Do lado oposto, o Penafiel, a Académica, e o Gil Vicente, vão lutando pela sobrevivência, mas não tem sido fácil, e esta jornada, apenas serviu para se afundarem ainda mais na tabela classificativa.

 

VAVEL Logo
CHAT