As questões que levaram à demissão de Zubizarreta
Foto: FC Barcelona

As questões que levaram à demissão de Zubizarreta

Para além da declaração em que criticava a actuação do presidente Josep Maria Bartomeu, havia as questões desportivas que determinaram o seu afastamento.

paulopereira79
Paulo Pereira

Zubizarreta foi despedido de director desportivo do Barcelona quando criticou o presidente Josep Maria Bartomeu «[o meu trabalho] é ser responsável pelo futebol e, desse ponto de vista, tanto Sandro [Rosell] quando era presidente, como Barto, sabem que assumo sempre as minhas responsabilidades. A partir daqui, como o vice-presidente desportivo que trabalhava comigo era Barto, era ele quem melhor conhecia a situação e de como se desenrolou todo o processo», afirmou o ex-director. Mas para além dos problemas com o presidente do Barça, Zubizarreta também tinha algumas questões a nivel desportivo.

1- O problema dos centrais: desde a saida de Puyol do plantel que o Barcelona não conseguiu encontrar um reforço à altura. O clube comprou o passe de Mathieu e de Thomas Vermaelen que até hoje está lesionado. O resultado é que Luis Enrique, treinador, tem que utilizar Mascherano nessa posição ou Piqué que já esteve em melhor forma.

2- As vendas de Thiago Alcántara e Fábregas: Thiago Alcantara seria o sucessor natural de Xavi mas Guardiola vendo que estaria ali um jogador promissor levou-o para o Bayern de Munique. Por outro lado Fábregas voltou a Londres com a chegada de Rakitic, mas o jogador croata não conseguiu fazer esqueçer o espanhol.

3- A não renovação de Víctor Valdés: um dos jogadores mais carismáticos do clube saiu pela porta mais pequena, levando o clube a perder um pouco da sua identidade. Claudio Bravo, chileno, tem estado bem na baliza dos «Blaugrana».

4- Os números da transferência de Neymar: a sua gestão neste caso não foi a melhor e até hoje não se sabe bem os números da operação.

5- A sanção da FIFA: neste domingo assumiu a sua responsabilidade na questão da FIFA que proibe o Barcelona de comprar jogadores no ano de 2015 por irregularidades na transferência de jogadores menores de idade. Criticou o presidente e foi demitido.

6- A substituição de Guardiola: a saida de Josep Guardiola fez com que Zubizarreta tivesse que tomar uma posição quanto ao nome do novo treinador. A continuidade protagonizada por Tito Vilanova teve sucesso, mas quando faleceu a opção por 'Tata' Martino não foi a melhor e, neste momento, Luis Enrique é mais contestado que nunca.

7- As escolas do clube estão em baixa: na altura de Guardiola havia vários jogadores da cantera na principal equipa mas agora são muito menos. Bojan, Thiago Alcantara, Cuenca, Tello são apenas alguns exemplos de jogadores que sairam para outros lados e a produtividade da cantera tem sido posta em causa.

Hristo Stoichkov, antiga glória do Barcelona, já falou sobre esta demissão, «o problema foi quem trouxe Zubizarreta. Não foi Rosell nem Bartomeu, mas Guardiola. Não é de hoje que o Barcelona faz mal a ele próprio. Mesmo quando as coisas estão bem, as paredes falam». Segundo o jornal espanhol Marca, Eduardo Macía, que trabalhou no Valência e no Liverpool é o principal candidato a substituir Zubizarreta.

VAVEL Logo
CHAT