Taça de Portugal: Braga e Sporting passeiam e goleiam rumo às meias

Taça de Portugal: Braga e Sporting passeiam e goleiam rumo às meias

Os favoritos Sporting e SC Braga cilindraram ontem as suas oposições e avançaram tranquilamente para as meias-finais da Taça de Portugal.

vavel
VAVEL

Ontem foi dia de Taça de Portugal e dia dos favoritos à vitória final na prova mostrarem a sua superioridade perante o grupo dos competidores: o Sporting recebeu e goleou o modesto Famalicão, da Série B do Campeonato Nacional e Séniores, com quatro golos sem resposta, enquanto o SC Braga cilindrou inapelavelmente o Belenenses, na Pedreira, por expressivos e humilhantes 7-1. 

Sporting e SC Braga são os dois favoritos ao triunfo na Taça e suas respectivas exibições provaram que, perante adversários frágeis, o seu domínio avassalador não estará posto em causa, dada a superioridade das duas equipas em relação à competição existente. Os Leões irão encontrar um adversário insular nas meias-finais (Nacional e Marítimo decidem hoje quem enfrenta o Sporting) e o Braga irá deparar-se com o Rio Ave (eliminou o Gil Vicente).

Jogo tranquilo em Alvalade para executar trabalho fácil

Em Alvalade o jogo teve pouca história e poucos momentos de equilíbrio, dadas as abissais diferenças de qualidade e estofo entre o Sporting e o Famalicão. O guarda-redes Murta ainda adiou, com bravura, o primeiro golo sportinguista, defendendo uma grande penalidade executada por Montero, mas o golo surgiu pelo pé de Carrillo, que, com um toque subtil, abriu alas para a goleada, aos 35 minutos.

João Mário aumentaria, graças a uma carambola, a vantagem, aos 49 minutos, dilatada vinte minutos depois pela cabeça de Paulo Oliveira e finalizada pelo colombiano Fredy Montero, aos 75 minutos de jogo. A acalmia exibicional permitiu nova segura performance do estreante Tobias Figueiredo (estreia na Taça de Portugal), que fez parceira com Oliveira no eixo central da defesa do Sporting.

Arsenalistas fuzilaram Belenenses

No AXA, os arsenalistas cedo mostraram que iriam fazer o Belenenses penar: assim foi, logo aos 16 minutos, com um golo de cabeça do central Aderlan Santos. Rafa Silva aumentou para 2-0, de cabeça, gozando da passividade defensiva dos homens do Restelo. Rúben Micael castigou os belenenses com mais um golo, aos 43 minutos - Deyverson, expulso ainda na primeira parte, condenou a sua equipa a maior sofrimento. 

O colombiano Pardo, que esteve em grande nível, aumentou para 4-0 o castigo, que Éder fez questão de acentuar, com um golo aos 68 minutos. O experiente Alan marcou a meia dúzia e o médio Tiba finalizou a goleada humilhante, que nem o golo solitário de Fábio Nunes atenua. 

VAVEL Logo
CHAT