Mercedes também lidera no pagamento das taxas de inscrição
Mercedes vai ter de pagar bem para se inscrever na F1 ( foto in : wired.com)

A Mercedes quebrou muitos recordes em 2014 e já quebrou um para 2015. Por certo os alemães não estarão muito contentes com este, mas é uma inevitabilidade. Quando se fala no corte nos custos da F1, eis que surge a notícia de que as taxas de inscrição para o campeonato de 2015 sofreram um aumento e a Mercedes pagou a taxa mais alta de sempre.

Para fazer a inscrição no campeonato, as equipas têm de pagar um montante de acordo com o número de pontos conquistado no ano anterior. Ou seja, no ano passado as equipas pagaram mais de 434 mil euros para se inscreverem, mais 4300 euros por cada ponto conquistado. Este ano as equipas têm de pagar 441 mil euros mais 4410 euros por cada ponto conquistado. No entanto, a equipa campeã do mundo, para além dos 441mil euros tem de pagar 5300 euros por cada ponto conquistado. Sendo que a Mercedes conquistou 701 pontos, a equipa terá de desembolsar 4.2 milhões de euros para a inscrição em 2015; um preço bem superior ao da 2ª classificada Red Bull que terá de pagar 2.2 milhões de euros.

Nem tudo são más noticias para a Mercedes que por ser campeã, recebeu 87 milhões de euros. Já é uma ajuda para o pagamento da inscrição.

Juntando todas as equipas e excluindo a Manor e a Caterham, entrarão para os cofres da FIA à volta de 21 milhões de euros, só em inscrições de equipas da F1. Como se pode ver, a F1 é rica em números grandes. Gigantes mesmo. É um negocio de muitos milhões e com isto se entende a renitência de muitos em fazer baixar os custos.

VAVEL Logo