Roberto: de besta em Portugal a bestial na Grécia
Roberto foi eleito o melhor guarda-redes da liga grega.

Roberto: de besta em Portugal a bestial na Grécia

Roberto é conhecido em Portugal pelas exibições menos positivas no Benfica porém hoje é um herói do futebol grego ao ter conquistado o prémio de melhor guarda-redes da liga helénica.

ines-figueiredo
Inês André de Figueiredo

Roberto é a sensação do momento no futebol grego mas ninguém esquece a sua estadia em solo português, vestido de vermelho e branco, com inúmeros erros, defesas incompletas e muitas vezes mal batido.

Investimento avultado, falhanço total

Roberto Jiménez Gago, natural de Espanha, passou por clubes como o Atlético Madrid e chegou ao Benfica na época 2010/2011. O investimento foi elevado, as expectativas eram altas mas a sua passagem pelo clube da Luz deixou marcas bastante negativas. Muitas vezes os seus golos foram intitulados de frangos, culpado por diversas derrotas (principalmente no arranque da temporada), deixou o Benfica logo na época seguinte.

Uma venda envolta em polémica, valores desconhecidos, números ditos e desmentidos, esclarecimentos sobre direitos e muito mais. No final de todas as questões, foi confirmada a venda do guarda-redes por 8.6 milhões de euros, numa transferência que valorizou o jogador em cerca de 100 mil euros.

Segunda vida no campeonato grego

A viragem na carreira dá-se na ida para a Grécia, foi este ano distinguido com o prémio de melhor guarda-redes do campeonato grego ao serviço do Olympiakos. As exibições não são comparáveis com aquelas que os adeptos portugueses se lembram e Roberto tem sido fundamental na equipa do Olympiakos. Na deslocação à Luz no jogo a contar para as competições europeias, Roberto negou, na Liga dos Campeões, uma série gigantesca de golos ao antigo clube e mostrou as suas qualidades entre os postes.

VAVEL Logo
CHAT