20ª Jornada da Primeira Liga: Porto mais perto do líder
Foto: Miguel Riopa/AFP

Moreirense - FC Porto

O FC Porto via-se obrigado a vencer em Moreira de Cónegos com a possibilidade de ganhar terreno para o Benfica e assimentar a vantagem para o Sporting em véspera de Derby. Assistiu-se a uma partida bem pisputada, em que nos primeiros 20 minutos de jogo o desafio estava bastante equilibrada. Mas, o suspetio do costume, Jackson Martinez abriu o marcador para a equipa nortenha aos 28'.

Na segunda parte, a equipa da casa foi atrás do empate, mas tornou-se tarefa quase impossivel quando Casemiro faz o 2-0 ao decorrer do minuto 59. Apesar de tudo, foi um jogo complicado para os visitantes, tendo um Moreirense sido uma equipa com disciplina táctica e bem orientada.

Arouca - Nacional da Madeira

O Nacional da Madeira entrava em campo como favorito para esta partida, e tal facto foi visivel, quando aos 17 minutos o Venezuelano Rondon inaugurou o marcador. Passados 7 minutos do primeiro tento da partido, o mesmo Rondon iria bisar na partida, colocando os madeirenses a vencer por 2-0. A partir daqui, algo inesperado iria acontecer. Rui Sampaio, médio do Arouca iria reduzir a desvantagem a faltar 5 minutos para os jogadores irem para os balneários.

A equipa da casa entra forte na segunda parte, atrás do empate, e isso iria mesmo acontecer aos 80 minutos através do ponta de lança, Roberto. 4 minutos depois, iria bisar na partida, dando a reviravolta ao marcador. Quando se esperava que a história do jogo estava concluida, iria aparecer a estrela da equipa visitante, Rondon iria fazer um hat-trick, igualando a partida. Foi um jogo impróprio para cardíacos, entre duas equipa que apresentaram um excelente futebol.

Maritimo – Gil Vicente

O Maritimo recebia no Estádio dos Barreiros a equipa do Gil Vicente com o objetivo de subir ao 9º lugar da tabela. A equipa da casa entrou bem na partida, e 30 minutos depois do apito inicial, Ebinho, ponta de lança insular dá a liderança à equipa da casa.

À chegada do intervalo, é assinalado um penalti para a equipa de Barcelos, em que João Vilela converte e leva a sua equipa com um empate para os balneários. Aos 65', aconteceu a surpresa do jogo, Tochukwu, coloca a equipa visitante a ganhar, resultado que se iria manter até ao fim da partida.

Paços de Ferreira - Penafiel

O Paços de Ferreira recebeu o Penafiel e tendo o dobro dos pontos do adversário na classificação só conseguiu alcançar a vitória nos minutos finais da partida. O encontro só começou a ter história na segunda parte. Ao decorrer do minuto 60, João Martins, extremo da equipa visitante, faz o primeiro golo.

Mas ainda muito estava para chegar. Dois livres de Nélson Pedroso resultaram em dois golos para os pacenses. Cícero, lutou entre os centrais adversários, assistiu os companheiros, resolveu e foi a figura da partida. Primeiramente, ganhou espaço e aproveitou um ressalto na área e rematou para o golo, fazendo o empate. Três minutos depois, atrapalhou Ferreira, capitão do Penafiel que acabou por colocar a bola na baliza. Estava feita mais uma reviravolta nesta jornada.

Vitória de Guimarães - Belenenses

O Belenenses é a primeira equipa da liga a sair do D. Afonso Henriques com três pontos amealhados. Carlos Martins, marcou o golo da vitória, quando estava cumprida uma hora de jogo, aproveitando ao máximo a estratégia dos azuis do Restelo. Nem de grande penalidade os Vimaranenses conseguiram colocar a bola no fundo da baliza de Ventura.

Com este triunfo foi o regresso às vitórias por parte do Belenenses, que somava um empate e uma derrota nas últimas duas jornadas. Lito Vidigal, susteve a equipa do V. Guimarães e num contra-ataque deu o golpe decisivo na equipa minhota, que somou a terceira jornada consecutiva sem vencer.

Vitória de Setúbal – Académica

Um jogo sem muita história. O Setúbal entrou melhor, e encostou a Académica bem lá atrás durante grande parte do jogo, e quando tentava sair, era a um ritmo bastante lento. Foram precisos longos minutos de jogo, para se ver um remate à baliza, do lado da equipa da casa. Foi um jogo mal jogado, em que faltou discernimento e ambas as equipas.

Um jogo em que o empate foi o resultado mais justo, e que para a Académica, até acaba por ser positivo. Para os Sadinos, nem tanto, que não conseguem a vitória em vésperas de jogo com o Benfica.

Estoril – Sp. Braga

O Sp. Braga queria regressar a casa no quarto lugar, depois da inesperada derrota do V. Guimarães em casa e foi sempre a equipa mais insatisfeita com o nulo, que persistia no António Coimbra da Mota.

Com as linhas muito subidas e quase sempre instalado no meio campo contrário, o Sp. Braga foi juntando situações de golo na primeira parte O intervalo fez bem bracarenses, que resolveram o jogo em poucos minutos.

Os arsenalistas entraram a todo o gás na segunda parte e foi sem surpresa que quebraram o esforço da equpa da casa. Djavan numa combinação com Rafa que cruza para Rúben Micael, a abrir a contagem na Amoreira. O golo deu confiança à formação minhota, que aumentou a vantagem por Pedro Santos ao minuto 61, num remate junto ao poste direito da baliza do polaco, Kieszek.

Sporting - Benfica

Perspetivava-se um grande jogo no Estádio de Alvalade. O Sporting foi dono e senhor do jogo ao longo de toda a partida, apesar de não ter tido muitas oportunidades para marcar. Com a formação que Jorge Jesus apresentou, abdicando de Talisca e Pizzi, colocando André Almeida a médio, era visível que ficaria satisfeito com um empate.

As oportunidades de golo só chegaram na segunda parte. Artur ao longo do encontro ia mostrando sinais de insegurança, e esse primeira sinal foi aquando de um cruzamento na direta de Cédric Soares, o guarda-redes encarnado socou a bola para fora desncessariamente. O Sporting ia pressionando até que ao minutos 86, numa recuperação de bola, Montero remata para defesa de Artur, mas o lateral esquerdo leonino, Jefferson, na recarga coloca os leões em vantagem.

No último lance da partida e primeira vez que o Benfica chega à área verde e branca, em que Jonas recebe a bola com a mão, o defesa central Jardel remate para o fundo das redes de Rui Patricio.

Boavista – Rio Ave

O Boavista a realizar um bom campeonato recebia a equipa de Vila de Conde. As esperanças da equipa da casa na vitória diminuiram logo aos 9 minutos de jogo. Beckeles vê cartão vermelho direto por falta na grande área sobre Hassan. O mesmo Hassan, avançado egipcio que neste mercado de Inverno esteve ligado ao Sporting, converte o penalti, colocando os visitantes à frente do marcador.

Quando toda a gente estava a espera que os 3 pontos seriam levados pelos visitantes, o arbitro, aos 93' assinala penalti para o Boavista. O médio Tengarrinha converte e assegura o empate para os axadrezados.

Globalmente, não se viu muitas mexidas na tabela classificativa. A equipa vencedora da jornada pode-se considerar que é o FC Porto, beneficiando do empate no Derby, reduzindo a desvantagem para o Benfica para 3 pontos, e aumentado a vantagem para o Sporting em igualmente 3 pontos. No fundo da tabela houve uma troca. Com a vitória do Gil Vicente e a derrota do Penafiel, o primeira passa para 17º e a equipa de Rui Quinta desce para último.

VAVEL Logo