20ª Jornada da Primeira Liga: Porto mais perto do líder
Foto: Miguel Riopa/AFP

20ª Jornada da Primeira Liga: Porto mais perto do líder

Era uma jornada bastante ansiada por todos, principalmente pelo grande Derby que se perspectivava. Foram visíveis verdadeiras reviravoltas em que os mais “pequenos” surpreenderam.

RaulFC17
Raul Costa

Moreirense - FC Porto

O FC Porto via-se obrigado a vencer em Moreira de Cónegos com a possibilidade de ganhar terreno para o Benfica e assimentar a vantagem para o Sporting em véspera de Derby. Assistiu-se a uma partida bem pisputada, em que nos primeiros 20 minutos de jogo o desafio estava bastante equilibrada. Mas, o suspetio do costume, Jackson Martinez abriu o marcador para a equipa nortenha aos 28'.

Na segunda parte, a equipa da casa foi atrás do empate, mas tornou-se tarefa quase impossivel quando Casemiro faz o 2-0 ao decorrer do minuto 59. Apesar de tudo, foi um jogo complicado para os visitantes, tendo um Moreirense sido uma equipa com disciplina táctica e bem orientada.

Arouca - Nacional da Madeira

O Nacional da Madeira entrava em campo como favorito para esta partida, e tal facto foi visivel, quando aos 17 minutos o Venezuelano Rondon inaugurou o marcador. Passados 7 minutos do primeiro tento da partido, o mesmo Rondon iria bisar na partida, colocando os madeirenses a vencer por 2-0. A partir daqui, algo inesperado iria acontecer. Rui Sampaio, médio do Arouca iria reduzir a desvantagem a faltar 5 minutos para os jogadores irem para os balneários.

A equipa da casa entra forte na segunda parte, atrás do empate, e isso iria mesmo acontecer aos 80 minutos através do ponta de lança, Roberto. 4 minutos depois, iria bisar na partida, dando a reviravolta ao marcador. Quando se esperava que a história do jogo estava concluida, iria aparecer a estrela da equipa visitante, Rondon iria fazer um hat-trick, igualando a partida. Foi um jogo impróprio para cardíacos, entre duas equipa que apresentaram um excelente futebol. 

Maritimo – Gil Vicente

O Maritimo recebia no Estádio dos Barreiros a equipa do Gil Vicente com o objetivo de subir ao 9º lugar da tabela. A equipa da casa entrou bem na partida, e 30 minutos depois do apito inicial, Ebinho, ponta de lança insular dá a liderança à equipa da casa.

À chegada do intervalo, é assinalado um penalti para a equipa de Barcelos, em que João Vilela converte e leva a sua equipa com um empate para os balneários. Aos 65', aconteceu a surpresa do jogo, Tochukwu, coloca a equipa visitante a ganhar, resultado que se iria manter até ao fim da partida.

Paços de Ferreira - Penafiel

O Paços de Ferreira recebeu o Penafiel e tendo o dobro dos pontos do adversário na classificação só conseguiu alcançar a vitória nos minutos finais da partida. O encontro só começou a ter história na segunda parte. Ao decorrer do minuto 60, João Martins, extremo da equipa visitante, faz o primeiro golo.

Mas ainda muito estava para chegar. Dois livres de Nélson Pedroso resultaram em dois golos para os pacenses. Cícero, lutou entre os centrais adversários, assistiu os companheiros, resolveu e foi a figura da partida. Primeiramente, ganhou espaço e aproveitou um ressalto na área e rematou para o golo, fazendo o empate. Três minutos depois, atrapalhou Ferreira, capitão do Penafiel que acabou por colocar a bola na baliza. Estava feita mais uma reviravolta nesta jornada.

Vitória de Guimarães - Belenenses

O Belenenses é a primeira equipa da liga a sair do D. Afonso Henriques com três pontos amealhados. Carlos Martins, marcou o golo da vitória, quando estava cumprida uma hora de jogo, aproveitando ao máximo a estratégia dos azuis do Restelo. Nem de grande penalidade os Vimaranenses conseguiram colocar a bola no fundo da baliza de Ventura.

Com este triunfo foi o regresso às vitórias por parte do Belenenses, que somava um empate e uma derrota nas últimas duas jornadas. Lito Vidigal, susteve a equipa do V. Guimarães e num contra-ataque deu o golpe decisivo na equipa minhota, que somou a terceira jornada consecutiva sem vencer.

Vitória de Setúbal – Académica

Um jogo sem muita história. O Setúbal entrou melhor, e encostou a Académica bem lá atrás durante grande parte do jogo, e quando tentava sair, era a um ritmo bastante lento. Foram precisos longos minutos de jogo, para se ver um remate à baliza, do lado da equipa da casa. Foi um jogo mal jogado, em que faltou discernimento e ambas as equipas.

Um jogo em que o empate foi o resultado mais justo, e que para a Académica, até acaba por ser positivo. Para os Sadinos, nem tanto, que não conseguem a vitória em vésperas de jogo com o Benfica.

Estoril – Sp. Braga

O Sp. Braga queria regressar a casa no quarto lugar, depois da inesperada derrota do V. Guimarães em casa e foi sempre a equipa mais insatisfeita com o nulo, que persistia no António Coimbra da Mota.

Com as linhas muito subidas e quase sempre instalado no meio campo contrário, o Sp. Braga foi juntando situações de golo na primeira parte O intervalo fez bem bracarenses, que resolveram o jogo em poucos minutos.

Os arsenalistas entraram a todo o gás na segunda parte e foi sem surpresa que quebraram o esforço da equpa da casa. Djavan numa combinação com Rafa que cruza para Rúben Micael, a abrir a contagem na Amoreira. O golo deu confiança à formação minhota, que aumentou a vantagem por Pedro Santos ao minuto 61, num remate junto ao poste direito da baliza do polaco, Kieszek.

Sporting - Benfica

Perspetivava-se um grande jogo no Estádio de Alvalade. O Sporting foi dono e senhor do jogo ao longo de toda a partida, apesar de não ter tido muitas oportunidades para marcar. Com a formação que Jorge Jesus apresentou, abdicando de Talisca e Pizzi, colocando André Almeida a médio, era visível que ficaria satisfeito com um empate.

As oportunidades de golo só chegaram na segunda parte. Artur ao longo do encontro ia mostrando sinais de insegurança, e esse primeira sinal foi aquando de um cruzamento na direta de Cédric Soares, o guarda-redes encarnado socou a bola para fora desncessariamente. O Sporting ia pressionando até que ao minutos 86, numa recuperação de bola, Montero remata para defesa de Artur, mas o lateral esquerdo leonino, Jefferson, na recarga coloca os leões em vantagem.

No último lance da partida e primeira vez que o Benfica chega à área verde e branca, em que Jonas recebe a bola com a mão, o defesa central Jardel remate para o fundo das redes de Rui Patricio.

Boavista – Rio Ave

O Boavista a realizar um bom campeonato recebia a equipa de Vila de Conde. As esperanças da equipa da casa na vitória diminuiram logo aos 9 minutos de jogo. Beckeles vê cartão vermelho direto por falta na grande área sobre Hassan. O mesmo Hassan, avançado egipcio que neste mercado de Inverno esteve ligado ao Sporting, converte o penalti, colocando os visitantes à frente do marcador.

Quando toda a gente estava a espera que os 3 pontos seriam levados pelos visitantes, o arbitro, aos 93' assinala penalti para o Boavista. O médio Tengarrinha converte e assegura o empate para os axadrezados.

Globalmente, não se viu muitas mexidas na tabela classificativa. A equipa vencedora da jornada pode-se considerar que é o FC Porto, beneficiando do empate no Derby, reduzindo a desvantagem para o Benfica para 3 pontos, e aumentado a vantagem para o Sporting em igualmente 3 pontos. No fundo da tabela houve uma troca. Com a vitória do Gil Vicente e a derrota do Penafiel, o primeira passa para 17º e a equipa de Rui Quinta desce para último.

VAVEL Logo
CHAT