Benfica repudia tarja e averigua identidade dos prevaricadores
Foto: Lusa

Benfica repudia tarja e averigua identidade dos prevaricadores

Luís Filipe Vieira veio ontem a terreiro defender o clube das críticas endereçadas pelo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho. O líder do Benfica repudiou a infame tarja «Very Light 96», presente no «derby» de futsal do passado Sábado, e garantiu que as autoridades estão a investigar a autoria do acto.

vavel
VAVEL

Presente na cidade de Leiria, com intuito de celebrar a nova inauguração da Casa do Benfica em Leiria, o presidente encarnado Luis Filipe Vieira respondeu finalmente às críticas da direcção do Sporting quanto à omissa conduta da administração da Luz sobre os incidentes do «derby». Ontem chegou a altura da resposta de Filipe Vieira.

O responsável máximo das águias repudiou a presença da infame tarja «Very Light 96» no «derby» de futsal do passado Sábado, no Pavilhão da Luz: «Em relação à tarja do nosso pavilhão: É lamentável. É injustificável. Há um processo de investigação em curso para apurar quem foi o responsável. Não há conivência da Direcção do Benfica com gestos desta gravidade, mesmo havendo antecedentes e provocações. Nada justifica aquela tarja. Lamento o que sucedeu», declarou.

O presidente encarnado explicou a actuação do clube face ao problema criado pela claque «No Name Boys»: «No sábado, depois de ver a tarja e depois de perceber o que lá estava escrito, pedi ao nosso director de segurança que fosse retirada. Foi entendimento da PSP e do nosso director de segurança que ter uma intervenção imediata para retirar a tarja poderia provocar problemas de segurança bem maiores, não apenas na zona da tarja, mas em todo o Pavilhão.

O discurso de Luis Filipe Vieira prosseguiu com perguntas lançadas à direcção leonina: «A tarja está na posse das autoridades e há um processo de investigação a decorrer. Será que podem dizer o mesmo das tarjas de Alvalade? A tarja do pavilhão da Luz entrou sem autorização e sem nosso conhecimento. Não foi preparada nos nossos Pavilhões, não foi pintada nas nossas garagens! E as tarjas de Alvalade? Alguém pode explicar? Foram ou não pintadas na garagem do estádio? Foram ou não preparadas nas instalações do estádio de Alvalade? E as camisolas da Juve Leo não merecem condenação? Não foram essas camisolas o rastilho de tudo isto? Ou será que querem branquear uma parte da história deste fim-de-semana?», atirou o dirigente encarnado.

 

VAVEL Logo
CHAT