1-0, MIN. 35, JOÃO PEDRO. 1-1, MIN.57, LUISÃO. 1-2, MIN. 64, ELISEU. 1-3, MIN.72, JONAS.
Benfica dá a volta em Moreira de Cónegos: Chapa 3 a fazer lembrar 1ª volta
Luisão marcou o 1º tento encarnado

Benfica dá a volta em Moreira de Cónegos: Chapa 3 a fazer lembrar 1ª volta

O Benfica saiu vitorioso de Moreira de Cónegos, com a vitória por 3-1 e a liderança confirmada a, pelo menos, 4 pontos de vantagem. Ainda assim, o jogo não foi fácil para as águias que terminaram o primeiro tempo a perder. (Foto SL Benfica)

maraguerra
Mara Guerra

Volvidos exactamente cinco meses, o Benfica volta a vencer o Moreirense nesta edição do campeonato, por 3-1, tal como havia acontecido a 21/09/2014, na 5ª jornada. E em modo de espelho, João Pedro voltou a inagurar o marcador da partida, obrigando os encarnados a esforço redobrado para virar o jogo. E, se semelhanças não bastassem, Eliseu volta a estar entre o trio de marcadores para o trio de pontos. 

Moreirense sai vencedor da primeira parte 

O jogo deste sábado revelou-se tarefa mais complicada que o expectável para a equipa de Jorge Jesus, que, embora tenha entrado de forma pressionante no jogo, terminou  o primeiro tempo a perder. Aos 35 minutos, no 3º remate da equipa na partida, o Moreirense chegou ao golo da vantagem por intermédido de João Pedro, que não encontrou obstáculos na defesa encarnada. 

Até então, o Benfica usufruia de muitos lances de bola parada e Jonas já tinha arremessado uma bola ao poste. O ataque encarnado pendia para o lado esquerdo, com subidas favoráveis na ala por parte de Eliseu, mas má concordância com Ola Jonh. Pizzi tentava aparecer no jogo, puxando o trabalho ofensivo para o meio-campo.

O Moreirense revelava-se lento a fechar o seu sector defensivo nas invistadas visitantes, mas conseguia encontrar meio de se proteger, com segurança nas redes de Marafona. Nos primeiros 45 minutos, a posse de bola equilibrada (48%-52%) fazia salientar o bom trabalho dos pupilos de Miguel Leal.

Cantos e expulsão fazem a reviravolta

Após o intervalo, o Benfica entrou no jogo com uma boa oportunidade de golo, falhada na concretização por Jonas e, permitiu, de seguida a que se assistisse a um bom trabalho de pressão do Moreirense na utilização do corredor central. Contudo, os encarnados continuavam a usufruir de um largo de número de lances em bolas paradas, tendo sido este o meio para chegar ao golo do empate. Aos 58 minutos, no 12º canto a favor do Benfica, Pizzi marcou em jeito para a cabeça de Luisão, que respondeu eficazmente. Estava feito o empate, antes do momento que viria a mudar definitivamente o rumo da partida.

Foi na expulsão de André Simões, aos 60 minutos, que o Benfica encontrou o factor desiquilibrante do Moreirense, que lhe permitiu tomar de assalto o jogo. Três minutos depois de se defrontar contra 10, e na sequência de mais um canto, Eliseu pôs o Benfica na vantagem (1-2), que viria a ser alargada por Jonas aos 72', após cruzamento de Salvio (1-3). O Moreirense já não voltaria a conseguir estruturar-se, nem tão pouco lançar-se em jogadas de risco, em virtude da inferioridade numérica, permitindo aos visitantes dominar o restante confronto. 

Formações sem treinador

No momento de exaltação da expulsão do atleta do Moreirense, foram também expulsos Miguel Leal e Jorge Jesus. Os técnicos entraram no terreno de jogo e receberam a punição correspondente. «Só queria acalmar os meus atletas», justificou o técnico da casa, enquanto Jesus explicou que se distraiu na tentativa de dar indicações a Jonas. 

Na análise da partida, o treinador encarnado considera ter sido uma «vitória justa, conseguida com muito esforço e categoria», apesar do mau início: «Por vezes não conseguimos levar a melhor sobre o adversário na primeira parte, como aconteceu, apesar de o Moreirense ter feito golo num único remate. Falámos ao intervalo, pois era preciso mudar a atitude e alguns processos, pois entrámos com pouca dinâmica e pouca agressividade ofensiva».

Miguel Leal, vê na sua formação a atitude correcta durante o embate: «Todos sabem que de jogo para jogo tenho que fazer uma equipa nova e isso cria dificuldades mas estes jogadores têm estado bem e é com estes que vou para a guerra. Enquanto houve jogo a minha equipa esteve bem. Depois do primeiro golo [dos encarnados], o Benfica venceu bem»

VAVEL Logo
CHAT