Vitor Pereira provocou o caos no «derby» de Atenas
Técnico provocou a ira dos adeptos do Panathinaikos(Foto: abola.pt)

Tudo aconteceu quando as equipas se preparavam para os exercícios de aquecimento. Os jogadores do Olympiakos entraram em campo, e Vitor Pereira dirigiu-se junto da baliza, cuja a bancada estava ocupada pelos adeptos do Panathinaikos, que ao verem o aproximar do técnico português junto das redes, atiraram tochas, cadeiras e tudo o que tinham à mão para atingir Vitor Pereira.

A situação ganhou proporções de maior gravidade, quando os mesmos descontrolados adeptos invadiram o relvado e correram na direcção do treinador que teve de fugir para os balneários, escoltado pela polícia. Por incrível que pareça o encontro acabou por se realizar e o Panathinaikos venceu por 2-1, estando agora a três pontos do líder e rival, Olympiakos.

No final do jogo, Vitor Pereira explicou o que aconteceu. «Ninguém tem orgulho no que aconteceu. Eu tenho o ritual de ir às redes das balizas quando entro em campo. Eles receberam-nos com a intenção de assustar e ainda assustaram. Veio um mascarado ter comigo e disse-lhe que não tinha medo. Quem acredita que isto foi um jogo de futebol, engana-se. Se tivesse ocorrido em Portugal ou noutro país europeu, o jogo era suspenso», afirmou.

VAVEL Logo