UEFA Champions League: «sneak preview» dos oitavos-de-final

UEFA Champions League: «sneak preview» dos oitavos-de-final

Segunda rodada de partidas dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões: hoje entram em campo, às 19:45 horas, o Manchester City contra o Barcelona e a Juventus face ao Borussia Dortmund. Fique com a antevisão do Vavel Portugal.

vavel
VAVEL

Hoje é dia de festa para os amantes do futebol de alto gabarito: a segunda rodada de jogos dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões oferece-nos, esta Terça-feira, um elitista e glamoroso Manchester City x Barcelona, e, simultaneamente, no relvado da «Vecchia Signora», um portentoso e equilibrado Juventus x Borussia Dortmund. Grandes expectativas, grandes duelos, craques por metro quadrado e resultados impossíveis de prognosticar.

A armada catalã de Luis Enrique visitará a cidade de Manchester com intuito de flagelar a defesa dos «Citizens» e deixar comprometidas as aspirações da formação de Manuel Pellegrini. Messi, Suárez e Neymar formarão o tridente ofensivo dos «blaugrana», nomes sonantes que se equiparam aos dos tecnicistas da casa, Kun Aguero, David Silva e Samir Nasri. Como encarará o arranque de jogo o City? Numa abordagem defensiva, explorando contra-ataques pelas alas? Ou pegará o jogo pelas rédeas, subindo no terreno para atabalhoar o «tiki-taka» catalão?

Os carismáticos «aurinegros» de Dortmund visitarão o reduto da formação «bianconeri», tentando esquecer, com um sedativo europeu, a dor de cabeça grave, sentida, permanentemente, na Bundesliga. Os pupilos de Jurgen Klopp seguem um trilho sinuoso na liga alemã (apesar de uma recuperação de três vitórias) e entrarão no campo da Juventus com vontade de surpreender, com o seu futebol fluído e irreverente, a experiente e sabida formação orientada por Massimiliano Allegri, confortável na liderança da Serie A.

City x Barcelona: O Etihad sobrelotado de estrelas

Reedição do confronto de estrelas entre o Manchester City e o Barcelona: os «Citizens» irão medir forças com os «culé», tal e qual como na temporada passada, exactamente na mesma paragem do caminho milionário rumo à final da Liga dos Campeões. Nos oitavos-de-final da temporada passada, o Barcelona de Tata Martino bateu, nos dois encontros da eliminatória, o City - no Etihad, os «blaugrana» venceram por 0-2 com golos de Messi e Dani Alves e, na segunda mão, novo triunfo final dos catalães, com os mesmos intérpretes no papel de marcadores: Messi e Dani Alves. Vincent Kompany marcou o tento forasteiro.

Neste terceiro duelo, entre o campeão inglês e o vice-campeão espanhol, o favoritismo declarado é inexistente, apesar do maior corpo histórico do Barcelona, crónico candidato ao troféu da Liga dos Campeões. Luis Enrique poderá estrear o uruguaio Luis Suárez nas competições europeias, alinhando-o à beira de Messi e Neymar. Para respaldar o tridente ofensivo, o Barça irá desenhar um meio-campo com Busquets, Rakitic e o maquinista de serviço, Andrès Iniesta. O Manchester City tentará que o seu 4-2-3-1 contrarie o poderio catalão: Nasri e Navas serão as setas das alas, David Silva jogará atrás do goleador Aguero.

«Vecchia Signora» contra eloquente Borussia de Klopp

O líder destacado da Serie A italiana recebe o conturbado Borussia Dortmund, relegado para posições embaraçosas na Bundesliga - mas será prudente não subestimar o irreverente e corajoso Borussia do afirmativo Jurgen Klopp. A armada do regista Andrea Pirlo e do médio talento Paul Pogba tentará, com o seu actual 4-3-2-1, contrariar a força colectiva e dinamica dos germânicos, alinhados num 4-2-3-1 pleno de movimentações atacantes, exponenciadas por Mkhitaryan, Reus e Kagawa. Se na Juventus o cérebro é Pirlo, no Borussia o pensador é Gundogan, em parceria com Sahin

A força do meio-campo «bianconeri» reside na dinâmica de Pirlo e nos movimentos pendulares de Arturo Vidal e Paul Pogba, os golos ficam a cargo do oportuno Tévez; na barricada alemã, o veloz gabonês Aubameyang é o avançado de serviço. Este será o oitavo duelo entre as duas formações: a Juve venceu quatro partidas, o Borussia duas (registando-se dois empates), mas os últimos dois confrontos terminaram com triunfos alemães: em 1995/1996 (no grupo da UCL) e em 1996/1997, na final - Riedle (2) e Ricken deram a vitória ao Borussia, Del Piero marcou o golo italiano.

Onzes prováveis do Manchester City x Barcelona

Onzes prováveis do Juventus x Borussia Dortmund

VAVEL Logo