Jogadores ovacionados no campo adversário
(Foto: JESUS AGUILERA - Diario AS)

No último Domingo Isco foi ovacionado em pleno estádio do Elche, o Martínez Valero, após uma grande exibição. Na história do futebol existem outros casos similares. Raros, é verdade, mas existem. Fique com uma pequena lista contendo alguns exemplos semelhantes, plenos de desportivismo e «fair-play» por parte de adeptos do outro lado da barricada.

Cunningham: Barcelona 0-2 Real Madrid (temporada 1979-1980)- O último jogador do Real a ser ovacionado no Camp Nou. Não marcou golos mas deu cabo da defesa do Barça.

Ronaldo: Manchester United 4-3 Real Madrid (temporada 2002/2003, Liga dos Campeões)- O avançado brasileiro protagonizou uma das suas melhores noites. Marcou os três golos e sentenciou a eliminatória (o Real Madrid tinha vencido 3-1 na primeira mão).

Ronaldinho: Real Madrid 0-3 Barcelona (temporada 2005/2006)- O Barcelona ganhou por 3-0 com dois golos do astro brasileiro.

Alessandro Del Piero: Real Madrid 0-2 Juventus (temporada 2008-2009, Liga dos Campeões)- O jogador italiano marcou dois tentos na incrivel exibição contra o Real.

Lionel Messi: Atlético 1-3 Barcelona (temporada 2008/2009, Taça do Rei)- Na primeira temporada de Pep Guardiola, Messi deu um dos seus recitais e marcou três golos. O Vicente Calderón aplaudiu em contra-gosto.

Andrès Iniesta: Espanhol 1-5 Barcelona (temporada 2010/2011)- Há poucas coisas mais dolorosas, para um adepto, do que ser goleado num "derby", mas os adeptos do Espanhol aplaudiram a exibição de Iniesta.

Xavi: Athletic 2-5 Barcelona (temporada 2014/2015)- A catedral rendeu-se à demonstração da capacidade futebolistica do mitico jogador.

Cristiano Ronaldo: Liverpool 0-3 Real Madrid (temporada 2014/2015, Liga dos Campeões)- Fez o primeiro numa grande exibição.

Frank Lampard: Chelsea 1-1 Manchester City (temporada 2014-2015)- Embora tenha jogado pela equipa adversária, os adeptos do Chelsea não o esqueceram.

VAVEL Logo