Sporting na Taça: Operação «Resgaste da temporada 2014/2015»

Sporting na Taça: Operação «Resgaste da temporada 2014/2015»

Depois dos desaires que ditaram o afastamento da luta pelo campeonato, o Sporting concentra as suas tropas na obtenção da redenção da Taça, troféu que salvará a temporada leonina. Mas, na rota desse resgate, o Leão terá, à melhor de dois jogos, o moralizado Nacional.

vavel
VAVEL

Começa hoje a operação «Resgate da temporada», liderada pelo treinador Marco Silva e pelo conjunto leonino; hoje, à melhor de duas partidas, o Sporting tentará superiorizar-se ao oponente Nacional, último obstáculo no caminho para a tão desejada final do Jamor. Após terem visto as últimas réstias de esperança na Liga escaparem, aos leões resta apenas lutar para salvar a época, vencendo o único troféu que ainda há para vencer - a Taça de Portugal.

O período do Sporting não é o melhor - a equipa situa-se a 12 pontos do líder do campeonato, com 8 pontos de atraso para o segundo lugar; longe do título, longe do lugar de acesso directo aos milhões da Liga dos Campeões e fora de todas as outras provas (Taça da Liga e Liga Europa), o Leão tem apenas uma tábua de salvação - conquistar o reputado troféu da Taça de Portugal, algo que foge desde 2008.

É certo que o momento psicológico do Leão é o pior da temporada, mas a altura poderá ser encarada como ideal para cerrar os dentes e ir à luta com a motivação de ganhar o que resta; é verdade que, desde o trágico empate em Alvalade contra o rival Benfica, o Sporting tem perecido às mãos da desmotivação e do cansaço, mas Marco Silva encara este duelo como o momento de dar uma resposta cabal ao fraco percurso dos últimos tempos.

Mas o contexto desportivo do Leão não se esgota na necessidade de inverter os ânimos, passa também, incontornavelmente, pelo imperativo desesperado de um rugido que devolva o clube à rota dos sucessos desportivos - caso falhe a final da Taça de Portugal, a situação do Leão ficará perto da insustentabilidade, devido a uma temporada onde nada haverá para relembrar. Marco Silva e seus pupilos estão obrigados a bater o Nacional.

Por muito que Marco Silva diga que não será a Taça de Portugal a bóia de salvação do Leão em 2014/2015, a verdade é que o enquadramento da prova obriga o Sporting a ser o favorito - Benfica está fora e o Porto foi eliminado precisamente pelos bravos leões na 3ª eliminatória. A expectativa no reino leonino é que o Sporting erga a Taça no Jamor e dê um bom motivo de celebração aos adeptos, sedentos de títulos.

É natural que o treinador não contextualize a eliminatória de forma tão dramática mas a realidade é que uma eliminação contra o Nacional seria um golpe tremendamente duro na estabilidade leonina. O clube entrou de forma agitada em 2015, vê-se agora longe do segundo lugar e ameaçado pelo SC Braga, que apenas está a um ponto de distância e já nem o elixir da Europa poderá motivar os Leões.

A deslocação à Choupana é, portanto, o primeiro teste de fogo à resistência emocional do Sporting mas também uma prova de fogo à qual o Leão não poderá sucumbir, sob pena de comprometer a passagem à final do Jamor. Nani será a grande baixa na turma de Alvalade, Jefferson a boa novidade - o atleta pediu desculpa à direcção e será utilizado no onze titular, relegando Jonathan Silva para o banco.

 

 

VAVEL Logo
    CHAT