Benfica: Arouca procura tirar proveito da pressão de ser líder
Foto: Lusa

Benfica: Arouca procura tirar proveito da pressão de ser líder

O Benfica sente agora a pressão de ser líder: os encarnados viajam hora até Arouca para defrontar a formação de Pedro Emanuel e estão obrigados a não ceder terreno para o motivado perseguidor FC Porto, que está; à condição, a um ponto das águias.

vavel
VAVEL

O líder Benfica defronta hoje o décimo quarto classificado da Liga NOS, o Arouca de Pedro Emanuel - pressionado pelas vitórias portistas, o Benfica terá de impôr o seu superior futebol e sair do Municipal de Arouca com os três pontos caso queira manter a distância pontual para o rival Dragão. Atento ao contexto está o anfitrião: o Arouca procurará tirar nabos da púcara da pressão encarnada. Resta saber se os arouquenses conseguirão manter a orientação defensiva e, com isso, perturbar a calma benfiquista.

Arouca posta no adiamento do golo, Benfica quererá ser madrugador

A estratégia arouquense passará, certamente, pela manutenção do nulo durante as primeira dezenas de minutos do jogo, na tentativa de destabilizar a confiança encarnada e, em simultâneo, reforçar a atitude combativa da equipa, que crescerá à medida em que o desespero benfiquista suba. Os golos serão a chave da psicologia de ambas as formações - o Benfica respirará extrema confiança caso marque cedo, o Arouca sentir-se-á sólido se aguentar a pressão táctica do campeão durante o desenvolvimento do jogo.

Mas a tarefa do Arouca não será fácil: para lá do facto do Benfica poder apresentar-se na máxima força, tem também fresca na memória a excelente e avassaladora exibição da jornada transacta, diante do vergado Estoril. Seis golos sem resposta, numa exibição sumptuosa com laivos de brilhantismo técnico que só podem ter deixado o conjunto da Luz a transbordar confiança e auto-estima. O Arouca, privado do extremo Pintassilgo, e dos defesa Miguel Oliveira e Rui Sampaio (castigados), contará no entanto com os regressos dos médios Nuno Coelho, Bruno Amaro e do lateral Tinoco.

Júlio César recuperado, Mukhtar em estreia nos convocados

O Benfica poderá já contar com o guarda-redes internacional Júlio César, que está totalmente restabelecido da lesão ocorrida na partida contra o Boavista. Apesar de constar na convocatória de Jorge Jesus, Júlio César deverá permanecer no banco, sendo Artur Moraes o titular. Sílvio e Amorim regressaram também ao lote dos eleitos, mas a grande novidade nas escolhas de Jesus é o jovem Mukhtar, reforço de Janeiro que se estreia nos convocados do técnico de 60 anos.

Pedro Emanuel em busca do feito histórico

«Temos noção que as nossas probabilidades de sucesso são diminutas face ao poderio do adversário, mas isso não retira a nossa ilusão, que é de alimentar a possibilidade de fazer história ao conquistar pontos. É um sonho que perseguimos, vamos lutar por ele», declarou Pedro Emanuel na antevisão da partida, realçando o facto do clube receber, pela primeira vez, o Benfica no seu próprio estádio, buscando, também, a primeira vitória.

«É o nosso estádio e temos o prazer de proporcionar à vila de Arouca um jogo desta dimensão, trazendo o campeão nacional como nunca tinha acontecido. É entusiasmo grande para a vila e para a população. Isto traz-nos responsabilidade mas não a rejeitamos», corroborou.

Jorge Jesus confirma luta a dois pelo título

«Ninguém tem dúvida que a luta será a dois. O Benfica tem de fazer o que tem feito, sempre com a mesma pressão de ganhar, pensando naquilo que tem de fazer, pois não estamos dependentes de ninguém», concluiu Jorge Jesus, minimizando o possível efeito da pressão inerente à boa ronda portista.

O treinador benfiquista espera um Municipal de Arouca repleto de apoio encarnado: «Queremos jogar ao nível que temos jogado e de certeza que vamos jogar num mini-estádio da Luz, pois se estiveram 7000 pessoas nas bancadas certamente que 6900 são do Benfica», declarou na projecção do jogo.

Onzes prováveis do Arouca x Benfica

VAVEL Logo