Liga dos Campeões: 90 minutos de Basileia entre o Porto e os «quartos»

Liga dos Campeões: 90 minutos de Basileia entre o Porto e os «quartos»

Joga-se hoje, no Dragão, a segunda e decisiva mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões entre FC Porto e Basileia. Com o resultado em 1-1, os portistas partem na frente da eliminatória e estão a 90 minutos do voltar aos quartos-de-final da liga milionária.

vavel
VAVEL

O FC Porto joga hoje a passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, tendo, entre si e o objectivo de se juntar ao lote das oito melhores equipas do continente, a formação do Basileia, treinada pelo luso Paulo Sousa. A noventa minutos de reentrar no grupo restrito do desfile dos milionários, o Porto terá de completar o bom trabalho iniciado em Basileia - os dragões partem em vantagem devido ao 1-1 forasteiro.

A jornada europeia do FC Porto, que cedo começou, devido à disputa da pré-eliminatória de acesso, contra o Lille, tem sido pautada pela solidez de resultados - o FC Porto de Julen Lopetegui, por vezes criticado pela instabilidade exibicional interna, deu na Europa uma contínua e segura resposta de fiabilidade. Em nove partidas, nunca os dragões do basco foram derrotados.

Dos 'quartos' da Liga Europa aos 'quartos' da Champions

Caso passem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, os portistas experienciarão uma guinada significativa, tendo em conta a memória de factos recentes: o FC Porto de Paulo Fonseca (e depois Castro), relegado da «Champions» num rodízio de maus resultados, não passou dos quartos-de-final da mais modesta Liga Europa e, para se deparar com o Sevilha (seu carrasco da altura), teve de penar perante o Eintracht Frankfurt e Nápoles.

Em 2013/2014, Porto acabou atropelado nos quartos da Liga Europa (Foto: LUSA)

Se atingir os quartos-de-final, o FC Porto voltará a saborear uma fasquia competitiva que não sentia desde a temporada 2008/2009, quando, com Jesualdo Ferreira ao comando da nau azul, os dragões atingiram pela última vez os quartos-de-final, depois de eliminarem o Atlético de Madrid nos oitavos, com um agregado de 2-2. Perante a oposição do Manchester United, o Porto cairia, atingido por um míssíl decisivo de Cristiano Ronaldo, em pleno Dragão.

Missão: completar o «trabalho suíço»

Os olhos do Dragão estarão focados na passagem aos quartos-de-final, perseguindo o Porto a sua terceira presença na fase desde a inolvidável época de 2003/2004, em que José Mourinho conduziu a equipa nortenha à glória internacional, com a conquista do troféu. Aproveitando o bom momento de forma, o FC Porto terá hoje que gerir a sua vantagem na eliminatória, impedindo golos forasteiros e calculando os «timings» das possíveis estocadas finais.

Na partida da primeira mão, o FC Porto dominou por completo as incidências mas foi o Basileia a marcar primeiro, por intermédio do veloz Derlis González, avançado ex-Benfica. Os portistas forçaram a entrada na área suíça e até introduziram, por Casemiro, a bola na baliza de Vaclik, mas o lance acabaria anulado devidamente. De desperdício em desperdício, só um «penalty» desfeiteou Vaclik - Danilo marcou o golo forasteiro que poderá fazer toda a diferença.

O grande ausente da partida será o goleador de serviço do FC Porto, Jackson Martínez. O colombiano falhará esta noite o primeiro jogo devido à lesão na virilha, adquirida contra o Braga - no seu lugar estará o camaronês Vincent Aboubakar (que nesta competição marcou um grandioso contra o Shakhtar). No Basileia as baixas são Delgado e Ivanov, ambos incapacitados fisicamente; Marek Suchy, castigado, desfalcará a defesa de Paulo Sousa, enquanto Adama Traoré, ex-vimaranense, continua em dúvida devido a lesão.

Tello, craque em evidência nas duas últimas semanas, poderá ser a ameaça maior para a defensiva do Basileia; o atleta se tem revelado mortífero na hora de finalizar e vem de dois jogos importantes nos quais foi herói; Gashi, do Basileia, vem de um bis frente ao Thun e poderá ser o atleta mais motivado do onze suíço. Streller e Derlis são as ameaças sobejamente conhecidas - num abunda a técnica e a experiência, noutro a velocidade.

Onzes prováveis do FC Porto x Basileia

VAVEL Logo