Mercedes nomeia Williams ameaça

Mercedes nomeia Williams ameaça

Niki Lauda considerou que a Williams de Massa e Bottas, à semelhança do que aconteceu em 2014, é a equipa mais bem posicionada para incomodar as Flechas de Prata.

hugopalmeida
Hugo Picado de Almeida

Niki Lauda, histórico piloto e director não-executivo da Mercedes, reconheceu que a Williams é actualmente o competidor mais forte das Flechas de Prata

Respeito e reconhecimento para Massa e Bottas

De facto, a equipa inglesa de Sir Frank Williams mostrou-se muito sólida, fiável, e com bom andamento durante os testes de Inverno, continuando o bom trabalho que alcançou durante a temporada de 2014, onde foi a única escuderia a aproximar-se dos todos-poderosos Mercedes. Para 2015, a Williams apostou na continuidade, e Felipe Massa e Valtteri Bottas, novamente formando dupla nos monolugares brancos, merecem os cuidados da Mercedes: "O Valtteri Bottas é o maior dos talentos jovens, mas nunca se deve subestimar o Felipe Massa, que pode andar na frente num dia bom.", declarou Niki Lauda.

Ferrari e Red Bull uns furos abaixo

Afirmando com todas as palavras que vê a Williams "como os maiores concorrentes [da Mercedes]", Lauda relegou Ferrari e Red Bull para a luta pelo terceiro lugar na temporada.

E se o alemão admite que com Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen "a Ferrari tem uma muito boa equipa", destacando a competição que haverá entre os dois homens de Maranello, a Red Bull parece merecer menos consideração de Lauda. O histórico tri-campeão de F1 considerou Daniel Ricciardo como a estrela da equipa austríaca, mas confessou não esperar demasiado do jovem russo Daniil Kvyat, este ano promovido da Toro Rosso para a Red Bull.

VAVEL Logo
CHAT