Kimi Räikkönen escapa a penalização na Malásia
Kimi Räikkönen no SF15-T (Foto: Ferrari/Ercole Colombo).

Kimi Räikkönen escapa a penalização na Malásia

O piloto finlandês da Ferrari teve de abandonar a prova australiana com um problema numa roda, mas a Ferrari foi isentada de responsabilidades.

hugopalmeida
Hugo Picado de Almeida

Kimi Räikkönen teve de abandonar o GP da Austrália após uma paragem problemática na via das boxes, mas a direcção de corrida considerou que a Ferrari se comportou dentro da legalidade, pelo que não haverá nenhuma penalização para o finlandês no próximo GP da Malásia.

Telemetria mostra que o carro saiu da box com condições de segurança cumpridas

Räikkönen retirou-se na volta 41, depois da roda traseira esquerda ter ameaçado soltar-se. O problema aconteceu no pit stop anterior, com os mecânicos da Ferrari a terem problemas no aperto da referida roda do monolugar do Ice Man. Com o regresso do piloto à pista, a Ferrari arriscava uma penalização de 10 segundos stop/go para Kimi na próxima corrida, mas a investigação dos comissários da prova concluiu que, de acordo com a telemetria do carro, não se verificou um "unsafe release" (libertação insegura do carro da box para a pista).

Além disso, os comissários da prova salientam também o facto da Ferrari ter feito o piloto abandonar a prova assim que detectou o problema.

O problema com a roda traseira do monolugar de Räikkönen poderá ter-se originado logo na primeira curva da corrida, quando o piloto da Ferrari sofreu um toque do Toro Rosso de Carlos Sainz na mesma roda.

VAVEL Logo
CHAT