Porto na Madeira - «take 3»: Regresso à ilha maldita

Porto na Madeira - «take 3»: Regresso à ilha maldita

Os dragões viajam até à Madeira para decidir, nos Barreiros, quem acompanhará o Benfica até à final da Taça da Liga. O Marítimo tem os portistas em alerta vermelho: em duas deslocações à Madeira, o Porto ganhou...zero jogos.

vavel
VAVEL

O FC Porto visita hoje os Barreiros para decidir, com o Marítimo, quem irá fazer companhia ao finalista Benfica na final da Taça da Liga. Os portistas procuram conquistar pela primeira vez um troféu que, noutros tempos, foi altamente desvalorizado pelas altas chefias do Dragão - os «Leões da Madeira» tentarão obrigar o Porto a passar pelo mesmo filme de terror presenciado pela turma portista na jornada 18: inesperada derrota do Dragão às mãos de um Marítimo super-defensivo.

Ilha maldita - «take 3»

Aliás, a esse filme de terror (aos olhos portistas) junta-se outro filme de má memória, também vivido pelo Dragão, na mesma ilha da Madeira, para o campeonato nacional: na última rocambolesca jornada da Liga, o FC Porto visitou a Choupana com a motivação providenciada pela derrota do líder e rival Benfica (2-1 contra o Rio Ave) mas acabou por perder dois pontos na corrida pela aproximação ao primeiro lugar - o golo de Tello foi anulado pelo tento de Wagner.

A Madeira tem sido, em 2014/2015, uma autêntica ilha maldita para o FC Porto: nas duas deslocações efectuadas, ambas para a Liga NOS, o FC Porto nunca venceu e em ambas as ocasiões (primeiro contra o Marítimo e depois diante do Nacional) comprometeu seriamente as possibilidades de se sagrar campeão. Cinco pontos perdidos na intensa luta pelo topo da tabela classificativa - quantia que chegaria, hoje, para liderar o campeonato.

Marítimo em baixa forma 

Neste «take 3» realizado na Madeira, o FC Porto tentará mudar a tendência da temporada e, finalmente, resgatar da ilha maldita um triunfo; o Marítimo, ciente de que pode ser feliz (se já uma vez o foi, porque não tentar novamente a hercúlea proeza?), tentará fechar os caminhos da baliza de Salin, fiando-se depois nos contra-ataques rápidos e nos lances de bola parada. Mas, obviamente, as probabilidades jogarão contra os insulares - o próprio momento de forma do Marítimo é, no mínimo, irregular.

A equipa treinada agora por Ivo Vieira (Leonel Pontes saltou fora do barco a pedido da direcção) não apresenta fio-de-jogo organizado e tem enfrentado tremendas dificuldades para se manter à tona em termos exibicionais - o jovem técnico até entrou a vencer mas cedo se viu perante dois resultados negativos (derrota caseira frente ao Sporting e empate forasteiro contra Moreirense), acompanhados por fraquíssimas actuações da equipa.

Porto chega à Madeira...ferido pela Madeira

O FC Porto atravessou um período de excitante alta forma exibicional mas o empate na Choupana, 1-1, amenizou as celebrações e baixou a crista do Dragão - na Madeira, o Porto perdeu uma oportunidade idílica para diminuir a desvantagem para o Benfica e até esteve a uma nesga de se ter encontrado a perder na Choupana, valendo ao Porto o falhanço do avançado Lucas João. A equipa foi criticada pela apatia geral apresentada, precisamente durante 90 minutos cruciais para as aspirações do Porto na Liga - o empate soube, claramente, a derrota.

Por todas as razões, o FC Porto leva na bagagem más recordações das duas deslocações à Madeira: se na jornada 18 foi o Marítimo a colocar o Dragão perto da total derrota no campeonato (bastaria que o Benfica batesse o Paços no dia seguinte...), na jornada 26 foi o Nacional da Madeira a impedir que a equipa de Julen Lopetegui relançasse ainda mais a luta pela Liga NOS 2014/2015. Agora, com a Taça da Liga em jogo, novo tropeção poderá aumentar as incertezas quanto à capacidade da equipa em aguentar a pressão da recta final da temporada.

Benfica x FC Porto: a provável final da Taça da Liga?

Caso o triunfo sorria ao FC Porto, a Taça da Liga terá uma nova final entre Benfica e FC Porto - será a reedição da final de 2009/2010. Nessa final, disputada no Estádio do Algarve, o Benfica venceu o Dragão mediante um 3-0 categórico, completando o Benfica do estreante Jorge Jesus a dobradinha.

VAVEL Logo