Paços de Ferreira e Sporting em busca da esperança

Paços de Ferreira e Sporting em busca da esperança

Paços de Ferreira e Sporting encontram-se este sábado à noite, em partida relativa à 27ª jornada da Liga NOS. Depois dos triunfos de V.Guimarães e Sp.Braga, os pacenses não querem perder os minhotos, procurando os três pontos que mantenham vivo o sonho europeu. Mas do outro lado está um Sporting vindo de três triunfos consecutivos e ainda com esperança de chegar perto dos dois primeiros; uma reedição do resultado do ano passado é suficiente para dar mais uma vitória ao leão.

Francisco_Ferreira
Francisco Ferreira Gomes

Sonhar alto

Olhando para a tabela classificativa, quer pacenses, quer leões têm mais razões para olhar para cima, do que propriamente para quem lhe sucede. Com o objectivo «permanência» mais do que garantido, o Paços de Ferreira ainda luta por uma presença nas competições europeias da próxima época. Depois das vitórias dos dois principais opositores nesta contenda (V.Guimarães e Sp.Braga), os castores não podem perder pontos, isto se ainda ambicionarem alcançar, pelo menos, o quinto posto.

Já o Sporting conseguiu cavar um fosso relativamente confortável para o Sporting de Braga com as três vitórias consecutivas, entrando para esta ronda com nove pontos de avanço sobre os arsenalistas. Assim, e tendo em conta os deslizes de Benfica e FC Porto na jornada anterior, a motivação leonina será certamente alta, tendo em vista uma maior aproximação aos dois rivais. Num terreno tradicionalmente complicado, caberá ao leão procurar uma vitória que aumentará a pressão sobre o duo da frente, mantendo vivo o sonho de alcançar, pelo menos, o segundo lugar.

Para além das habituais dificuldades na visita à capital do móvel, os homens de Marco Silva certamente não se esqueceram do jogo da primeira volta, em Alvalade. À 10ª jornada do campeonato, o Sporting recebeu uma equipa pacense que até foi a primeira a marcar, graças a um golo de Hurtado; a reação leonina deu-se apenas na segunda parte, fruto de um grande golo de Montero. (foto: observador.pt)

Uma Mata realmente equilibrada

Não se pode dizer que sejam muitas as visitas do Sporting a Paços de Ferreira; com efeito, castores e leões encontraram-se por apenas dezasseis ocasiões na Mata Real, estabelecendo assim uma contabilidade pouco impressionante, mas bem distribuída.

Assim, destes dezasseis encontros, o Sporting saiu vencedor por sete vezes, a última das quais na temporada passada. Jogava-se a jornada 26 do campeonato quando, num nevoeiro sebastianista, a equipa de Alvalade ganhou por 1-3, isto graças aos golos de Marcos Rojo, William Carvalho e Adrien.

O triunfo mais volumoso dos verde-e-brancos deu-se na época 2001/2002, altura em que os comandados de Lazlo Boloni atropelaram os pacenses de José Mota por esclarecedores 0-6. Os bis de Jardel e Niculae, a juntar aos tentos de Beto e Sá Pinto fizeram o resultado final, contribuindo para a caminhada vitoriosa dos leões rumo ao título nacional.

Para além dos quatro empates entre ambas as formações, é preciso ter em conta ainda os quatro triunfos do Paços de Ferreira. O último deu-se na época 2012/2013, o ano de ouro dos pacenses; na recepção ao Sporting, o golo solitário de Tony embalou ainda mais os castores rumo ao terceiro lugar do campeonato. (foto: ASP)

Apesar do triunfo em ano glorioso, uma vitória verdadeiramente memorável deu-se na temporada 2002/2003. Um ano após ter perdido por seis golos, os pacenses vingaram-se e derrotaram o Sporting por claros 4-0. Um golo de Carlos Carneiro e um hat-trick de Mauro selaram o resultado final.

Pressão constante

Na antevisão da partida deste sábado, Marco Silva realçou que não é por se estar num período decisivo da temporada que a pressão é maior; o técnico leonino defende que essa pressão tem sido constante no Sporting desde o dia em que tomou as rédeas da equipa leonina. (foto: ASP)

«Temos precisamente a mesma pressão, desde o primeiro dia de trabalho e do primeiro jogo. Desde o primeiro dia que nos preparámos para tudo isto. Estamos numa altura de decisões em termos classificativos, e o jogo seguinte a este será a eliminar, é verdade [Taça]. Mas nada de maior pressão.».

Quanto ao adversário desta ronda, o treinador dos leões espera muitas dificuldades de um adversário muito forte a jogar em casa. Para Marco Silva só um Sporting em alta rotação poderá levar os três pontos da Mata Real.

«Por norma, o Paços cria sempre enormes dificuldades naquele estádio, a qualquer adversário. Mas estamos preparados para jogo difícil. A ambição é a de sempre, os três pontos. O nosso adversário tem qualidade, estamos preparados para a qualidade do campo, agora até com melhores condições. Espero que Paços veja um Sporting forte, bem perto do nosso melhor, para alcançar o que ambicionamos, a vitória.». Quanto à lista de convocados, as novidades são as presenças de Naby Sarr e Diego Capel, que assim substituem os castigados Paulo Oliveira e Adrien Silva.

Lista de convocados

Guarda-redes: Rui Patrício e Marcelo Boeck

Defesas: Miguel Lopes, Cédric, Sarr, Tobias Figueiredo, Ewerton e Jefferson

Médios: William, Oriol Rosell, João Mário e André Martins

Avançados: Carrillo, Capel, Carlos Mané, Nani, Tanaka, Montero e Slimani

Espectáculo em perspectiva

Do lado do Paços de Ferreira, o técnico Paulo Fonseca antevê um grande jogo este sábado, diante de um Sporting que, apesar de aquém do seu objectivo principal, ainda à espreita do segundo lugar. (foto: ASP)

«Penso que vai ser um jogo fantástico. Defrontar equipas grandes proporciona sempre jogos gratificantes, que nos motivam imenso. Apesar de o Sporting estar um pouco longe dos seus objectivos, já disse que pretende ganhar todos os jogos para chegar ao segundo lugar, o que é legítimo. As equipas ambiciosas não olham para o retrovisor.». Apesar de bem colocado na tabela classificativa, o técnico dos pacenses rejeita a ideia de uma possível qualificação para as competições europeias como critério de avaliação para a época da sua equipa.

«O Paços não está obcecado com a luta europeia. Aconteça o que acontecer, não há nenhum argumento que vá beliscar a excelente temporada que estes jogadores estão a realizar.». Quanto aos convocados, os avançados Hurtado e Cícero são as novidades na lista para o embate com os leões. Em sentido contrário estão Romeu e Edson Farias, ambos por opção técnica.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Rafael Defendi e António Filipe.

Defesas: Fábio Cardoso, Ricardo Ferreira, Rodrigo Galo, Ricardo, Hélder Lopes e Nélson Pedroso.

Médios: Manuel José, Seri, Minhoca, Sérgio Oliveira, Rúben Pinto, Diogo Rosado e Vasco Rocha.

Avançados: Diogo Jota, Bruno Moreira, Hurtado e Cícero.

VAVEL Logo
CHAT