Marselha x PSG: Vinte minutos de loucos acabam com triunfo dos parisienses
Foto: Sports Mole

Marselha x PSG: Vinte minutos de loucos acabam com triunfo dos parisienses

O Paris Saint-Germain deslocou-se ontem ao Vélodrome para defrontar o Marselha, numa partida de nervos que colocava frente-a-frente dois candidatos ao título da Ligue 1. Dos 31 aos 51 minutos, os golos contaram a história de um empolgante jogo que poderá ter aberto as portas do título ao PSG.

vavel
VAVEL

No «classique» Marselha x Paris Saint-Germain de ontem, foram os visitantes parisienses a reclamar a vitória, por 2-3, e a escancarar, com tal triunfo, as portas da consagração da Ligue 1. Num jogo que valeu o valor do bilhete, Marselha e PSG mediram forças e apresentaram um espectáculo aguerrido e equilibrado no Vélodrome.

O PSG, que seguia atrás do líder Lyon, à condição, ansiava pela vitória no espinhoso reduto da formação de Bielsa - o jogo começou de feição para o Marselha, com o primeiro golo da partida a ser marcado aos 31 minutos, por intermédio do avançado André-Pierre Gignac, que esteve num excelente plano. A resposta parisiense foi imediata, logo aos 36 minutos, responsabilidade do médio incansável Blaise Matuidi. Ao golo de cabeça de Gignac, o médio do PSG respondeu com um esplêndido remate em arco, disparado ainda fora da área.

Mal sabiam os adeptos que, naquele jogo de nervos, a história do duelo seria escrita com golos entre o minuto 31 e o minuto 51 - Gignac viria a bisar, marcando o 2-1 aos 43 minutos e renovando a esperança dos fãs marselheses. Eficaz e letal, Gignac rematou tranquilamente para o fundo das redes de Sirigu. Marquinhos voltou a deixar o jogo empatado, aproveitando um ressalto para finalizar com oportunismo, aos 49 minutos.

Aos 51 minutos, completando os tais vinte minutos de azáfama goleadora de ambas as partes, Zlatan Ibrahimovic, solicitado por Javier Pastore, finalizou de forma letal, fugindo à marcação do defesa central e batendo o guarda-redes Mandanda. Matuidi ainda esteve perto do quarto golo mas Mandanda negou o intento, defendendo com as pernas. Desta feita, a equipa de Laurent Blanc soma 62 pontos e lidera a classificação da liga francesa, com mais um ponto que o Lyon.

De destacar será, sem dúvida, a exibição do médio argentino Javier Pastore, cujo critério na condução de bola e a visão de jogo foram valias fundamentais para a boa prestação do PSG - o médio organizador (com laivos de díez) descobriu Matuidi no lance do primeiro golo dos parisienses (vindo atrás buscar jogo) e assistiu Ibrahimovic para o 2-3 final.

VAVEL Logo
CHAT