Retrospectiva: A caminhada do Sporting até ao Jamor

Retrospectiva: A caminhada do Sporting até ao Jamor

O Sporting está a final da Taça de Portugal, mas para lá chegar, teve de ultrapassar uma série de adversários. Uma breve análise a toda a caminhada dos leões.

TiagoPratas
Tiago Pratas

O Sporting apurou-se para a final da Taça de Portugal 2015, no Jamor.  Até aqui chegar, os leões tiveram de ultrapassar imensos obstáculos, uns mais fáceis, e outros nem tanto. Foi uma caminhada longa, com bastantes precaussos, mas acima de tudo, uma grande expectativa em estar presente na final da tão prestigiada competição, como é o caso da Taça de Portugal. 

Chegar a esta final, é a oportunidade única dos adeptos voltarem ao festejo de títulos, algo que já não acontece desde a temporada de 2007/08, em que venceram a Taça de Portugal, áquela data, frente ao FC Porto, encontro que terminou em 2-0. 

FC Porto x Sporting: triunfo categórico no Dragão

Os leões tiveram como oponente, logo na terceira eliminatória (que é a primeira onde entram as equipas da Primeira Liga), os rivais do Norte, o FC Porto. Os Dragões recebiam os leões no seu reduto, e esperava-se que o resultado fosse terminar a favor da equipa da casa, devido a toda a pressão existente num jogo a eliminar, e até porque, semanas antes, as duas equipas tinham-se defrontado em Alvalade, e o encontro tinha terminado empatado. O Porto, no Dragão, partia como favorito...

No entanto, não foi isso que aconteceu, e o Sporting conseguiu arrecadar a vitória por 1-3. A formação leonina foi superior em quase todo o jogo, e acabou por merecer o triunfo, afastando assim, o FC Porto da caminhada até ao Jamor. Menos um 'grande' na luta. Marcano marcou um auto-golo, e ao empate de Jackson Martínez, Nani respondeu com um tiro certeiro que resultou no 1-2; Carrillo fixaria o resultado em 1-3.

Nani conduziu equipa a 0-3 categórico no Dragão

Sp. Espinho x Sporting: passeio nada espinhoso

Na 4ª eliminatória, calhou em rifa o Espinho. Equipa acessível, à partida. E foi assim mesmo que o jogo decorreu. Os espinhenses ainda aguentaram alguns minutos, mas o poderio leonino fez com que o encontro terminasse com um resultado avolumado de 0-5, a favor dos leões. Sem espinhas nem esperanças numa partida de tomba-gigantes: o Sporting passeou e venceu tranquilamente.

Tarefa fácil contra o Espinho

Vizela x Sporting: suar para qualificar

Mais uma vez, o Sporting tinha como adversário, uma equipa do Campeonato Nacional de Séniores. Se os adeptos leoninos pensavam que este jogo iria ser tão fácil de ultrapassar como o anterior, estavam enganados. A formação da casa fez o jogo da vida. Bateram-se como nunca, e fizeram frente ao Sporting, uma equipa 2 escalões acima. Os leões ultrapassaram grandes dificuldades para trazer a vitória de Vizela

Leão suou para bater o Vizela atrevido

Sporting x Famalicão

Nos quartos-de-final, saíu na rifa ao Sporting, a equipa sensação do Campeonato Nacional de Séniores, o Famalicão. Formação que começou a ser bastante falada, após ter afastado da luta pela Taça de Portugal, o Paços de Ferreira. De Famalicão vieram milhares de adeptos para assistir ao encontro que poderia proporcionar a esta equipa chegar ainda mais longe na competição. No entanto, tal como à semelhança do Espinho, a equipa aguentou alguns minutos, mas quando os leões impuseram uma velocidade superior, foram-se abaixo, e os golos sucederam-se, tendo terminado 4-0, a favor da formação verde e branca. 

Regresso aos triunfos calmos na Taça

Nacional x Sporting (1ª Mão)

Depois de três jogos contra equipas teoricamente inferiores, chegou a vez do Sporting defrontar uma formação do mesmo escalão. Aqui, já ocorreram grandes dificuldades para a formação de Marco Silva. O Nacional ficou na frente primeiro, sendo que o Sporting empatou logo de seguida, mas a formação madeirense viria a fazer o segundo. Apenas ao cair do pano, os leões conseguiram chegar ao empate, que deixou alguma tranquilidade para o jogo da segunda mão, visto que pela regra dos golos fora, um empate a zeros em Alvalade, chegava para o Sporting seguir para o Jamor. 

Empate esforçado na Choupana

Sporting x Nacional (2ª Mão)

Era o jogo do tudo ou nada para ambas as equipas. Foi um jogo bastante pobre em ocasiões, e em futebol praticado. Um golo de uma das equipas bastava para rumar à final. Esse golo apareceu já nos minutos finais, por intermédio de Ewerton, na sequência de um livre.  Os leões chegam assim à final, e procuram vencer pela 16ª vez, a Taça de Portugal, onde o adversário mais provável, deverá ser o SC Braga, pela vitória que impôs ao Rio Ave, na primeira mão das meias-finais, por 3-0.

VAVEL Logo
CHAT