Triunfo em Vila do Conde: FC Porto não desarma na corrida pelo título
FC Porto soma e segue em busca do título. (FOTO: LUSA/Estela Silva)

Triunfo em Vila do Conde: FC Porto não desarma na corrida pelo título

Quaresma, Danilo e Hernâni marcaram e os azuis-e-brancos venceram o Rio Ave por 1-3, mantendo a distância pontual para o Benfica.

pedrocorreia
Pedro Correia

O FC Porto deslocou-se esta noite a Vila do Conde para defrontar e vencer o Rio Ave, num jogo a contar para a 28ª jornada da Liga NOS. Numa partida que se adivinhava difícil, num terreno onde o líder Benfica havia perdido, o FC Porto sabia que teria de suar para levar os três pontos para o Dragão.

Os azuis-e-brancos entraram melhor na partida e poderiam ter materializado essa superioridade em golos por intermédio de Yacine Brahimi se o tento do argelino não tivesse sido mal anulado por um alegado fora-de-jogo, ainda numa fase prematura da partida, à passagem do minuto 8.

Os erros da equipa de arbitragem não ficariam por aqui: aos 25', Vasco Santos voltaria a ser traído pelo julgamento de um dos seus auxiliares, que não viu um fora-de-jogo de Danilo, permitindo que o ataque dos dragões continuasse e resultasse num penalty por falta clara de Marvin Zegelaar sobre o lateral brasileiro. Na conversão da grande penalidade, Quaresma não perdoou e abriu o marcador.

A supremacia da equipa orientada por Lopetegui manteve-se e traduzir-se-ia em mais um golo antes do intervalo: Danilo, à entrada da grande área, num remate colocado fez o centésimo golo do emblema da Invicta esta época e tranquilizou os adeptos, criando uma vantagem aparentemente confortável. 

No segundo tempo da partida, o FC Porto manteve a boa forma até Tarantini entrar em acção aos 71' para reduzir a desvantagem vila-condense para 1-2,  o que causou alguma instabilidade aos azuis-e-brancos. O médio bateu Fabiano, num remate de primeira, já dentro da grande área, após um cruzamento de Zeegelaar, vindo da esquerda.

Tn>Tarantini e Aboubakar foram decisivos (FOTO: REUTERS/Miguel Vidal)</figcaption> </figure> </div>  <p style=Nesta fase do encontro, a vantagem azul-e-branca parecia algo tremida e, 3 minutos depois do golo sofrido, Lopetegui agiu, colocando Rúben Neves no lugar de Brahimi, o que equilibrou o jogo da sua turma. A partir deste momento, o sofrimento portista durou apenas mais 9 minutos (até aos 83'), altura em que Hernâni (ex-Guimarães) foi assistido por Aboubakar - o camaronês fez quase tudo - e concretizou o seu primeiro golo com a camisola do FC Porto, entregando 3 pontos preciosos à sua equipa, num terreno onde o Benfica havia perdido esta temporada.

Com esta divisão de pontos, o apito final em Vila do Conde permitiu ao FC Porto manter 3 pontos de distância e, consequentemente, a pressão sobre os encarnados na corrida pelo título de campeão nacional, numa altura em que há seis jornadas por disputar, um clássico Benfica x Porto na 30ª ronda e, certamente, emoção até ao final na Liga NOS.

VAVEL Logo
CHAT