Mercedes: Nico Rosberg critica «gestão» de Lewis Hamilton
Apesar do domínio da Mercedes houve troca de criticas entre os pilotos Foto: Mercedes

Mercedes: Nico Rosberg critica «gestão» de Lewis Hamilton

Após mais um GP de Formula 1 desta feita no circuito de Xanghai na China aqui ficam as principias declarações dos pilotos que participaram no pódio marcado pelo domínio da Mercedes com novamente a Ferrari a chegar ao pódio.

joao-pereira
João Pereira

Apesar de ter sido um GP marcado pelo domínio avassalador de Lewis Hamilton que conquistou a pole-position e a vitória na corrida ficou marcado pelo ataque que o seu companheiro de equipa o alemão Nico Rosberg fez á forma como o inglês geriu a corrida.

Hamilton defende-se o dizendo que Rosberg podia passa-lo

O inglês fez uma corrida soberba e não percebe as críticas do seu companheiro referindo «Não me cabe a mim olhar pela corrida do Nico, o meu trabalho é gerir o meu monolugar e levá-lo até ao fim nas melhores condições possíveis. Quando me pediram para acelerar, fi-lo, e não fiz nada intencionalmente, simplesmente estava focado apenas na minha corrida. Se o Nico achava que eu estava lento sempre poderia tentar passar-me...», foi esta a resposta as críticas que sofreu do alemão.

Rosberg declara que inglês não pensou na equipa

O alemão que teve momentos complicados durante a corrida devido a alguma pressão que sofreu do Ferrari de Sebastian Vettel diz que Hamilton podia ter comprometido a dobradinha para os flecha de prata e que não pensou em equipa proferindo «É interessante ouvir o Lewis afirmar que pensa nele próprio, quando isso estava a comprometer a minha corrida. Ao pilotar mais lento fez com que o Sebastian pudesse ficar perto de mim e abriu-lhe a oportunidade de tentar parar mais cedo e passar-me nas boxes. Por isso tive que seguir a mesma tática dele. Portanto, foi perfeitamente desnecessário o Sebastian ter andado tão perto e isso custou-me tempo porque tive de olhar para trás em vez de olhar para a frente.», declarações em relação a tática de corrida que foi obrigado a optar.

O alemão declara as consequências dessa gestão «Como consequência, fiquei sem pneus no final porque parei demasiado cedo. Portanto, não estou muito feliz com isso...», estas declarações fazem com que os ecos de uma nova batalha interna esteja novamente no horizonte tal como aconteceu no ano passado após os incidentes como por exemplo do GP da Bélgica do ano passado.

Vettel diz que Mercedes são muito fortes com pneus médios

O alemão consegue mais um pódio com a scudria Ferrari e como sequencia disso esta em segundo da classificação geral do mundial de pilotos, Vettel afirma «Foi uma boa corrida no geral. Estamos mais perto dos pilotos da Mercedes com o composto de pneus macio e conseguimos por pressão neles.». Em relação a tática usada o alemão diz «Tentamos parar primeiro que eles no último conjunto de pneus mas os Mercedes estão bastante rápidos com os pneus mais duros».

Vettel mostra-se bastante feliz com início de carreira com a Ferrari e declara «Três pódios nas três primeiras corridas e bastante bom», comentando também as mudanças que a equipa fez durante a pré-epoca «Existiram bastantes mudanças durante o inverno, muitas coisas mudaram e sinto-me feliz na equipa. Esperamos que ficar mais perto de desafiar os Mercedes». O próximo grande premio e já no fim-de-semana de 17 a 19 de Abril no GP do Bahrain no circuito de Sakhir.

VAVEL Logo
CHAT