Clássico Benfica x FC Porto: as razões do favoritismo encarnado
Foto: SL Benfica

Clássico Benfica x FC Porto: as razões do favoritismo encarnado

Vavel Portugal elenca as razões do favoritismo encarnado, analisando todos os pontos em que o Benfica leva teórica vantagem sobre o rival FC Porto.

vavel
VAVEL

Um clássico de equipas equilibradas é sempre um jogo de tripla: verdade de La Palice repetida até à exaustão por comentadores, jornalistas e analistas. Mas, será que este Benfica x FC Porto se rege pelos padrões competitivos dos clássicos das últimas duas décadas? A resposta, à primeira vista, é não. Isto porque o contexto é diferente: o Benfica leva pontos de avanço, tem vantagem no confronto directo e joga no seu estádio (cheio). 

Nos últimos anos o panorama tem sido diferente, quase sempre com vantagem contextual a favor dos Dragões. Mas, amanhã, o cenário beneficia o líder Benfica, seja pelo factor pontual, seja também pelo aspecto psicológico: o FC Porto vem de uma gorda derrota em Munique, vendo destroçadas as esperanças de atingir as meias-finais da Liga dos Campeões. O falhanço europeu dos encarnados já lá vai, longe na memória, e o foco é, estritamente, o campeonato. 

Analisemos, então, as razões que tornam o Benfica no favorito deste clássico Benfica x FC Porto do próximo Domingo:

* O Benfica parte com 3 pontos de avanço para o duelo da jornada 30; ganhando, deixa o rival a 6 pontos a apenas quatro jornadas do fim, ficando com o campeonato praticamente no bolso.

* O Benfica tem, além dos 3 pontos de avanço, uma preciosa vantagem no confronto directo, já que bateu o FC Porto por 0-2 no Dragão; para sair da Luz em segundo lugar, terá de perder por dois golos de desvantagem. Um empate na Luz servirá também os propósitos encarnados.

* O Benfica lidera a Liga NOS há imensas jornadas, enquanto o FC Porto tem sido o perseguidor, constantemente fazendo as despesas da corrida, em busca do primeiro lugar. Apesar do Benfica estar pressionado e obrigado a vencer a Liga, o FC Porto, eliminado de todas as outras provas, está forçado a impedir novo ano de jejum após o investimento na equipa.

* O Benfica joga a decisão do título no Estádio da Luz, perante um público vermelho que apoiará a equipa durante os 90 minutos. A onda vermelha, impulsionadora da equipa, far-se-á sentir e poderá enervar os jogadores adversários - muitos deles nunca visitaram a Luz neste contexto competitivo.

* A equipa das águias apresenta uma média de idades bem mais elevada que a do FC Porto e está munida de vários craques habituados às vicissitudes do campeonato português; jogadores como Luisão, Maxi Pereira, Gaitán, Lima, Salvio e Jardel conhecem bem a prova e as suas contingências. Experientes como Eliseu, Júlio César ou Jonas dão maior tarimba ao colectivo.

* A equipa do FC Porto está no seu primeiro ano de gestação, ainda num processo de amadurecimento que se estende ao corpo técnico: Julen Lopetegui faz o seu ano de estreia na Liga lusa, assim como a grande parte dos titulares -  Martins Indi, Marcano, Casemiro, Óliver Torres e Brahimi. 

* A equipa do Benfica, pelo contrário, vive o seu sexto ano de reinado de Jorge Jesus: a formação está, apesar de saídas e entradas, adaptada às ideias do treinador, também ele um proficiente técnico habituado a lidar com as especificidades competitivas da liga portuguesa. 

VAVEL Logo
CHAT