Porto obrigado a vencer para alimentar sonho (quase) impossível

Porto obrigado a vencer para alimentar sonho (quase) impossível

A vitória do Benfica diante do Penafiel deixa o Porto com um pé fora do título. Obrigados a vencer, os Portistas irão querer adiar a festa do Benfica para Guimarães

ffontes93
Francisco Fontes

Com a vitória do Benfica, no Sábado, frente ao Penafiel, os homens de Julen Lopetegui não podem perder para adiar a festa dos encarnados de Jesus para Guimarães. Aliás, aos Dragões, só a vitória interessa, de maneira a conseguirem alimentar um sonho que se torna cada vez mais numa miragem.

Dois estados de alma idênticos em situações contrárias

Tanto o FC Porto como o Gil Vicente estão obrigados a vencer esta partida. Por um lado, os Dragões querem continuar a pressionar o Benfica para forçar uma escorregadela dos actuais campeões Nacionais enquanto que do outro lado do campo os homens de Barcelos também precisam dos 3 pontos, de maneira a continuarem a sonhar com a primeira Liga. Se do lado dos pupilos de Julen Lopetegui a tarefa da conquista do título é muito díficil - o Benfica só precisa de somar 3 pontos, isto se o Porto ganhar todos os seus compromissos - a dos homens de José Mota é tanto ou mais Herculeana. Caso se confirme o cenário mais provável para este jogo (vitória do FC Porto) e se Académica, Setúbal e Arouca vencerem, o Gil Vicente é imediatamente relegado para a segunda divisão.

Dificilmente os homens do Dragão conseguirão o  título de campeão Nacional. (Fonte: Marca)

Aos azuis e brancos, resta-lhes ganhar, como fizeram na última jornada frente ao Setúbal, nem que seja pela margem mínima. Já ao Gil Vicente, convém não repetir a prestação da última jornada, em que foram cilindrados pelo Benfica em Barcelos, com cinco golos encarnados sem qualquer resposta da casa. De relembrar que a mesma chapa fora aplicada pelo Dragão na jornada 15 da Liga: 1-5 em Barcelos, jogo de má memória para os Gilistas.

A 2a Liga parece cada vez mais uma certeza para José Mota. (Fonte: Getty)

No lançamento do jogo, os dois treinadores foram cautelosos. O espanhol do FC Porto frizou as dificuldades que espera encontrar, visto que este é um confronto de tudo ou nada para ambas as partes, deixando no ar ainda a possibilidade de lançar Tello no onze portista. Já o treinador dos Gilistas admite que o FC Porto mas não dá a descida para a segunda divisão consumada e diz que espera pontuar no Dragão, algo que o Gil nunca conseguiu em 17 partidas na casa do clube da Invicta.

Lançamento da partida

Como é de esperar, o Porto tentará desde logo ter uma atitude dominadora desde o primeiro minuto. Muito da estratégia de Julen Lopetegui passará por aquilo que o Dragão tem feito este ano. Pressão alta, muita posse de bola e jogo criativo pelo centro do terreno. Um golo na primeira meia-hora será fundamental, tanto para a equipa, como os seus adeptos serenarem e partirem para uma vitória que se espera confortável.

Do lado do Gil Vicente, com certeza que José Mota quererá uma equipa com linhas baixas e blocos coesos, de maneira a suster as ofensivas dos jogadores da Invicta. Por outro lado, o treinador Português ira com certeza privilegiar o jogo directo, nomeadamente nos lançamentos compridos para os seus homens da frente. Aguentar um empate a zero até ao intervalo será com certeza um dos objectivos de José Mota, que com certeza será um treinador feliz se os Gilistas conseguirem conquistar um ponto na fortaleza do Dragão.

Onzes prováveis do FC Porto x Gil Vicente

Caption


  


 

VAVEL Logo
CHAT