1-0, min.8, Lima. 2-0, min.30, Jonas. 3-0, min.61, Pizzi. 4-0, min.62, Lima.
Benfica esmaga Penafiel: Águia voa para o 34
Foto: SL Benfica

Benfica esmaga Penafiel: Águia voa para o 34

Em jogo a contar para a jornada 32 da Liga NOS, os encarnados receberam e venceram o Penafiel por 4-0, ficando agora a apenas 3 pontos de revalidarem o título. O Penafiel, com a derrota, encontra-se matematicamente relegado para a 2ª Liga.

fredericotavorapedro
Frederico de Távora Pedro

Em jogo a contar para a jornada 32 da Liga NOS, os encarnados receberam e venceram o Penafiel por 4-0, ficando agora a apenas 3 pontos de revalidarem o título. O Penafiel, com a derrota, encontra-se matematicamente relegado para a 2ª Liga. O Benfica partiu como favorito na recepção ao Penafiel, e confirmou esse favoritismo ao vencer a equipa comandada por Carlos Brito por 4 golos sem resposta, goleada que envia, definitivamente, o Penafiel para a Segunda Liga.

Entrar a ganhar com os inevitáveis Lima e Jonas

Os encarnados, que até parecem ter entrado com um pouco de nervosismo, rapidamente se tranquilizaram, com Lima a cabecear para o fundo das redes aos 8 minutos assistido por Maxi Pereira, que centrou em boa conta após brilhante entendimento entre a asa direita benfiquista e Jonas. 

O jogo prosseguiu, e continuou com a mesma toada: ataque após ataque, o Benfica esteve sempre mais perto de ampliar a vantagem do que o Penafiel de igualar o marcador, até que ao minuto 30, à novo golo da equipa da casa - insistência de Salvio pelo corredor central, que à boca da área serve Jonas, que com toda a classe que lhe é reconhecida, atira a contar para a baliza defendida por Haghighi. O brasileiro, que chegou ao Benfica a custo-zero, marcou o seu 18º golo na presente edição da Liga NOS, encontrando-se agora empatado com Jackson Martínez no topo da lista de melhores marcadores. 

Segunda parte apenas serviu para avolumar o resultado

Até ao intervalo, não houve qualquer incidente digno de relevo, numa primeira parte jogada a ritmo morno e com o Benfica a cumprir com aquilo que não só era esperado, como também exigido. Na segunda parte, nada de novo: mesmo ritmo morno, com a corrente do jogo a manter-se a favor dos homens de Jorge Jesus. Após dois ensaios, ao minuto 61 o Benfica chegou mesmo ao 3-0, através de uma correria de Lima pela esquerda, que assistiu Pizzi à entrada de área, que ajeitou a bola e atirou a contar para o golo, assinando o seu nome na lista pela segunda vez na Liga NOS 2014/2015, desta vez com algumas culpas para Haghighi

Imediatamente após, o Benfica faz o quarto, no seguimento de um mau atraso da defesa penafidelense para Haghighi interceptado por Lima, que tirou o guardião iraniano do caminho e bisou na partida, para o seu 17º golo no campeonato. Até final, o Benfica limitou-se a gerir a vantagem, com nota para uma iniciativa de Rabiola, que viu Jardel cortar a bola em cima da linha, e para um lance entre Mbala e Rúben Amorim, com o internacional português a derrubar na área o extremo luso-congolês. Penalty por assinalar, mas que em nada afectou o resultado final.

Com os quatro golos, o Benfica reforça a veia goleadora da equipa e comprova que o Benfica de Jorge Jesus só sabe terminar temporadas com mais de uma centena de golos apontados. Destaque também, a nível disciplinar, para um desentendimento entre Maxi Pereira, Samaris e Vitor Bruno, que afasta o médio grego do primeiro match-point dos encarnados, no próximo fim-de-semana, frente ao Vitória de Guimarães na Cidade-berço. 

Homem do jogo: Com dois golos e uma assistência, o melhor em campo tem de ser Lima. O avançado encarnado, que nesta temporada até tem estado mais desinspirado na hora do golo do que nas épocas transactas, jogou e fez jogar, merecendo por isso maior destaque a nível individual.

VAVEL Logo
CHAT