1-0, MIN. 11, JACKSON; 2-0, MIN. 86, JACKSON.
Porto vence gilistas com Jackson a puxar a carroça do Dragão
Foto: Reuters

Porto vence gilistas com Jackson a puxar a carroça do Dragão

O FC Porto venceu hoje o Gil Vicente e agudizou ainda mais a crise de resultados dos gilistas, que lutam ainda pela manutenção. Jackson Martínez, com dois golos, manteve o Porto na (quase) perdida luta pelo título nacional.

vavel
VAVEL

Fim de tarde no Dragão, FC Porto focado em não deixar o Benfica festejar já o título e um Gil Vicente desesperado por pontos que permitam a fuga aos lugares de despromoção. O favoritismo, todo portista, cedo se denotou, e, com o avançar dos minutos, a natural superioridade do segundo classificado da Liga veio ao de cima. Jackson Martínez, pilar ofensivo dos Dragões, foi estrela cintilante à medida que a noite caia - bisou na partida, fechando a contagem com um brilhante pontapé de bicicleta.

Aos 11 minutos, já o Porto se adiantava no marcador - Cadú cometeu falta sobre o avançado colombiano e, Quaresma, perdulário, viu Adriano Facchini defender o seu remate com perícia. Mas, se Quaresma perdoou na cara do guarda-redes gilista, Jackson, habituado a bater guardiões, não perdoou, cabeceando de forma certeira após a sequência do lance. Quaresma assistiu o avançado na perfeição e este, nas alturas, disparou para as malhas do Gil Vicente.

Com Adriano atento, o Porto insistiu no assédio à baliza gilista, mas, sem sucesso - Danilo tentou mas Adrianou sacudiu a tempo, aos 28 minutos. A baliza dos pupilos de José Mota viria a estar em grandes apuros aos 72 minutos, após remate de ressaca de Evandro que apenas foi parado pelo poste. Mas, aí, a reacção forasteira foi rápida: Paulinho, à meia-volta, rematou e testou a atenção de Helton. E foi o Porto a fechar as contas do jogo - novamente por Jackson, mas, agora, com laivos de espectacularidade.

Perante a passividade do sector defensivo do Gil Vicente, Jackson Martínez, assistido por Quaresma (foi fulcral para dar vida aos dois golos do colombiano), executou um grandioso pontapé de bicicleta de levantar todo o estádio, à passagem do minuto 86. Ao bisar na partida, Jackson destaca-se na liderança dos artilheiros da Liga, contabilizando agora 20 golos e distanciando-se da dupla goleadora do Benfica, Jonas e Lima (18 e 17 golos respectivamente).

Com esta vitória, o FC Porto mantém-se, ainda que de forma totalmente precária e efémera, na luta pelo título, adiando a festa encarnada por mais uma semana. Para poder continuar a sonhar com a conquista do campeonato - que hoje mais parece uma miragem no horizonte - terá de rezar por um empate ou derrota do Benfica na cidade de Guimarães, na jornada 33 da Liga. O Gil, preso na décima sétima posição (com apenas 23 pontos), sobreviveu à jornada devido à derrota do Vitória de Setúbal (em Moreira de Cónegos).

De ressalvar ainda que o Porto segue invicto no Dragão (para a Liga) desde a derrota diante do Benfica, em Dezembro de 2014 - são já nove jogos sempre a vencer em casa, com a particularidade continuar com as redes caseiras invioladas durante esse período de tempo. Os últimos golos infligidos no Dragão tiveram a assinatura de Lima, que bisou no triunfo encarnado do dia 14 de Dezembro de 2014.

VAVEL Logo
CHAT