1-0, min. 23, Ronaldo (g.p). 1-1, min. 57, Morata.
Liga dos Campeões: 'Traição' de Morata coloca Juventus na final

Liga dos Campeões: 'Traição' de Morata coloca Juventus na final

Fim de linha para Cristiano Ronaldo e companhia na Liga dos Campeões. O Real Madrid, em pleno Santiago Bernabéu, empatou a um bola perante a Juventus ficando assim fora da final de Berlim. Ironia do destino com o ex-merengue Morata a ser o marcador do tento decisivo que coloca os italianos na sua primeira final europeia em 12 anos.

leandro-dinis
Leandro Dinis

Em campo duas das equipas mais importantes e vencedoras do panorama europeu. Em causa o acesso à final da prova mais importante das competições europeias. Real Madrid e Juventus  proporcionaram uma partida com um grau de intensidade elevado, disputando sempre cada lance como se fosse o último numa luta de titãs que o futebol agradece em ver.

Primeira-parte de domínio 'merengue'

Após o jogo da primeira-mão em que a equipa da Juventus saiu vencedora por 2-1, esperava-se uma pressão e domínio quase avassalador da equipa de Madrid em busca de um resultado favorável rumo à final de Berlim. Com uma primeira-parte dominante, usando uma troca de bola rápida e eficaz, os madrilenos conseguiram remeter sempre os bianconeri ao seu meio-campo. Bale testou as mãos de Buffon à passagem do minuto 20 para dois minutos mais tarde ser assinalada grande penalidade por falta de Chiellini sobre James. Chamado a converter, Cristiano Ronaldo não perdoou e bateu 'Gigi' com um remate seco a meio da baliza.

Minutos mais tarde e num veloz contra-ataque guiado pelo regressado Benzema, Cristiano Ronaldo surge em excelente posição e, após tirar completamente Chiellini do caminho, tenta assistir ao francês mas Evra intercepta o passe. A equipa de Turim mal se viu no primeiro tempo mas o rumo dos acontecimentos estava prestes a mudar...

Maldade de Morata para júbilo italiano

Numa primeira parte pouco conseguida por parte da equipa de Massimiliano Allegri, muito por culpa do ímpeto inicial e da pressão do público, a verdade é que a entrada no segundo tempo demonstrou uma equipa da Juventus bastante serena na posse de bola, procurando unir as suas linhas nas fases de construção, sempre com certezas na altura de efectuar o passe. Minuto 57 e o momento crucial da eliminatória. Disputa de bola pelo ar, em plena grande área espanhola e outro espanhol, da cantera madridista, apontava o golo decisivo destas meias-finais. Morata, à ponta-de-lança oportunista, não se fez rugado perante Casillas e atira a contar para delírio dos adeptos italianos.

Gareth Bale e James tiveram hipótese de empatar a eliminatória mas o futebol da equipa de Ancelotti não se assemelhava ao apresentado na primeira parte. Foi até a equipa visitante quem dispôs de duas excelentes ocasiões para 'matar' a eliminatória mas nem Marchisio nem Pogba conseguiram desfeitar Casillas. Vários adeptos dos 'blancos' apresentavam-se incrédulos e desiludidos com a oportunidade desperdiçada pelos seus atletas em marcar presença na final da Champions, podendo sagrar-se bi-campeão europeu. 

Dia de festa para o campeão italiano que volta assim à final da Liga dos Campeões volvidos 12 anos. Os homens de Allegri superaram todas as expectativas e vão encontrar, a dia 6 de Junho, no OlympiaStadion, a equipa do Barcelona, numa final inédita da competição.

VAVEL Logo
CHAT