Protagonistas da edição 14/15 da Liga dos Campeões

Protagonistas da edição 14/15 da Liga dos Campeões

Com a final de Berlim a menos de um mês de distância, com o encontro agendado entre FC Barcelona e Juventus, debruçamo-nos sobre aqueles que foram os maiores protagonistas desta edição da Champions League

ffontes93
Francisco Fontes

FC Barcelona e Juventus têm encontro marcado para o início de mês de Junho para decidir quem será coroado Rei da Europa e vencedor da Champions 14/15. Esta última trouxe jogos que vão ficar na retina de todos os amantes do desporto-rei por inúmeros anos e com eles vieram grandes performances individuais também. Neste artigo, tentaremos apontar aqueles que foram os melhores jogadores desta edição. Na nossa análise, iremos destacar 2 jogadores por posto do terreno.

Guarda-Redes

Na baliza, a questão é muito debatida, à semelhança dos outros postos. O nosso destaque vai para os seguintes jogadores:

Gianluigi Buffon:  O veterano guarda-redes Italiano prova que a idade não o afecta. Em 12 jogos na Champions, sofreu apenas 7 golos, uma marca impressionante que ajudou a equipa a atingir a tão desejada final de Berlin, 12 anos depois da última presença da Vecchia Signora em finais Europeias. Uma lenda do futebol que mostrou a sua melhor forma ao longo de toda a prova, ainda para mais se tivermos em conta que 3 dos seus 7 golos sofridos foram a cabo do actual Campeão Europeu Real Madrid.

Uma lenda viva da Juventus, Buffon. (Fonte: UEFA)

Daniel Subasic: O guarda-redes do Monaco é a grande surpresa deste ano, naquilo que toca aos Guarda-Redes. Se a equipa de Leonardo Jardim chegou aos quartos de final, muito se deve à coesão defensiva e à qualidade do guarda-redes dos Monegáscos. Se formos a olhar apenas para guarda-redes que tenham passado da fase de grupos, Subasic é dos menos batidos, encaixando apenas 5 golos. Autor de exibições monumentais, os Benfiquistas bem se lembrarão do jogo que fez no Mónaco na fase de grupos.

Menções Honrosas: Joe Hart e Te- Stegen

Lateral Esquerdo

Evra: Mais um nome da Juventus, mais um veterano. Dado como acabado no futebol de alta roda, o pequeno grande jogador Patrice Evra mostrou a fibra de que é feito. A sua experiência e qualidade foram fundamentais em embates frente ao Mónaco ou ao Real Madrid. O francês mostrou grande capacidade física e técnica. Certamente ficará na retina a exibição em Turim frente ao Real, onde secou por completo Gareth Bale.

Bernat: O jovem jogador espanhol, ex-Valencia,conquistou a Europa com o seu futebol ofensivo no Bayern. Um homem da confiança de Guardiola, foi fundamental na caminhada dos Bávaros. Dono de um belo pé esquerdo, o espanhol está constantemente em incursões pela lateral esquerda e tem um grande poder desiquilibrador. Tem tudo para ser um lateral de topo, apenas lhe falta a concentração em alguns momentos chave e um melhor sentido posicional, nomeadamente na defesa. Daqui a poucos anos será, sem dúvida, um dos melhores no seu posto (aliás, já o é).

Bernat,uma das sensações da época. (Fonte: Getty Images)

Menções Honrosas: Alex Sandro, Maxwell e Marcelo

Lateral Direito:

Dani Alves: Com um pé praticamente fora do Barça e apontado por muitos como um elemento a mais no plantel Blaugrana, o excêntrico lateral brasileiro justificou na Champions League o seu salário. Uma verdadeira locomotiva do lado direito, um jogador que confere grande profundidade ao lado direito do ataque e que é muito forte defensivamente. A sua qualidade é indisctível e os números não mentem: 4 assistências e 6 jogos em que participou e a sua equipa não sofreu golos.

Fabinho: Mais um elemento da fantástico defesa do Monaco. O brasileiro que em tempos fez parte das fileiras do Rio-Ave tem vindo assumir-se cada vez mais como um lateral de topo e parece estar destinado a outros voos. Apesar de não impressionar naparteofensiva do seu jogo e por consequente não ter um jogo tão vistoso, a solidez defensiva que apresenta é suficiente para conquistar um lugar naquela que achamos ser a equipa do ano. Rápido, agressivo e com forte sentido posicional, não seria de estranhar ver Fabinho assinar por um gigante Europeu este verão.

Fonte: Madein Foot

Defesas Centrais:

Boateng: Apesar da recente imagem com que todos ficaram, em que Boateng foi deixado no chão por Lionel Messi, continua a merecer todo o respeito. O alemão é sem dúvida um dos melhores centrais do futebol Mundial e se o Bayern conseguiu uma meia-final, muito deve aos serviços do Germânico. Imperial no ar,  seguro pelo chão e possante fisicamente, o central alia ainda às suas qualidades defensivas um nítido faro pelo golo. 3 golos, 3 assistências e 5 jogos com a baliza inviolada fazem deste central um dos melhores desta edição da Champions.

Boateng continua a ser um dos melhores centrais da competição: (Fonte: FIFA)

Chiellini: Mais um veterano da Juventus a figurar na lista. Totalista nos 12 encontros do campeão de Itália, Chiellini mostrou ser a alma e o coração da equipa transalpina. Sem dúvida, o central mais forte fisicamente da Champions, praticamente intransponível na defesa. As suas exibições na fase a eliminar, frente ao Dortmund, Monaco e Real Madrid foram de encher o olho. Apesar de ainda não ter facturado nesta edição da Champions, o Barcelona terá que ter especial atenção às bolas aéreas do Italiano.

Menções Honrosas: Varane, Abdennour, Raggi, Piqué e Terry

Médio Centro:

Koke: O jovem prodígio do Atlético Madrid firmou mais uma grande temporada na Champions. Instrumental no jogo ofensivo de Simeone, o Espanhol usufruiu do maior palco do futebol Mundial para mostrar toda a sua qualidade. A sua qualidade de passe e visão de jogo é quase inigualável hoje em dia no futebol e cada vez se adivinha mais uma saída para um clube com ambições maiores. 4 passes para golo e 2 tentos esta temporada para uma das coqueluches do futebol moderno.

Koke foi um dos melhores nesta edição da Champions. (Fonte: AP)

Kroos: O alemão, que trocou o Bayern pelo Real Madrid este verão foi uma das figuras da equipa na Liga dos Campeões. Tendo que assumir as despesas da primeira fase de construção de jogo, a jogar numa posição recuada no meio-campo a maior parte das vezes, o campeão Mundial teve de suprir a ausência de Modric durante grande parte da competiçã. Apesar de não ter a qualidade de transporte de bola e intensidade do Croata, compensa tudo isso com grande acerto no passee visão de jogo. Fundamental para a chegada até à meia final, Kroos contribuiu com 3 passes para golo durante esta edição da Liga dos Campeões.

Menções Honrosas: Herrera, Alonso, Rakitic, Vidal e Verrati

Médio Ofensivo:

Isco: Dada a ausência de Modric ou James durante uma boa fase da competição, Isco foi chamado muitas vezes a substituir os dois colegas e teve sempre performances de grande nível. O espanhol, que até já foi Golden Boy da Europa, voltou a encontrar a sua melhor forma e ficará na memória de todos os grandes dribles vertiginosos e em progressão, assim como a sua maior capacidade  técnica. Depois de uma época em 13/14 menos conseguida, Isco recuperou a sua melhor versão este ano.

Gotze: Apesar do jovem alemão não ser um titular indiscutível para Pep Guardiola, é impressionante a produção deste jogador. Em apenas 747 minutos em campo nesta edição da Liga Milionária, o jogador fez 4 golos e ainda um passe decisivo para golo. Detentor de uma qualidade técnica muito acima da média, apenas lhe falta um maior empenho, nomeadamente no processo defensivo e de pressão na perda da bola para se tornar num jogador de top 10 Mundial. Um dos jogadores que mais gosto dá ver jogar, pois priveligia sempre o futebol de toque rápido, passe curto e drible em progressão.

Gotze tem magia nos seus pés. (Fonte: UEFA)

Menções Honrosas: Çalhanoglu, Iniesta e Pastore

Extremos:

Brahimi: O extremo Argelino do FC Porto aproveitou a maior montra do futebol para mostrar toda a sua qualidade. Rapidez, agilidade e finta curta são nomes que combinam com Yacine Brahimi, um dos mais talentosos jogadores do campeonato Português - senão o mais - a pisar os relvados na Champions. As estatísticas falam por si só; 5 golos, 3 dos quais na mesma partida e 3 assistência são o cartão de visita deste mágico de Futebol que tem os grandes tubarões do futebol Europeu a querer os seus serviços.

Brahimi chegou a apontar um hat-trick este ano, frente ao Bate Borisov. (Fonte: Mais Futebol)

Cristiano Ronaldo: Um nome inconfundível, seja em que competição for. Apesar de não ter apresentado o nível da época passada (ganhou a final e fez 17 golos), CR7 carregou o Real da maneira que pode. 10 golos em 12 jogos e 4 assistências justificam a inclusão de Ronaldo nesta análise. O Real não conquistará já a 11ª Champions da sua história mas tal facto não se deve à performance de Ronaldo, que mais uma vez foi arrasadora.

Menções Honrosas: Neymar Jr., e Arda Turan

Avançados:

Talvez o sector onde a escolha é mais díficil e onde figurariam facilmente 5/6 jogadores

Tevez: O argentino problemático recuperou a sua melhor faceta em Turim e teve contributo significativo para a passagem da sua equipa à final. Mais do que os golos que aponta, que são muitos (7 golos nesta edição), Carlitos traz a garra característica dos sul-americanos para dentro do campo e é um jogador determinante em todos os aspectos do jogo. Pressiona, dá linhas de passe, desmarca-se, assiste, marca... É um jogador completíssimo e um dos que mais prazer deu ver jogar nesta edição da Liga dos Campeões

Messi: O astro Argentino vai encaminhado para mais um ano banhado a prata e provavelmente a Ouro em Janeiro. Época tremenda do Argentino na Champions: 10 golos, 5 assistências e inúmeras jogadas que nos fazem a todos render ao seu talento. Indubitavelmente, o Argentino esá de volta à sua melhor forma e é novamente o jogador mais difícil de parar no planeta. É um deleite ver La Pulga jogar, ele que faz parecer fácil tudo aquilo que faz em campo. A maldade a Boateng nas meias-finais em Camp Nou, culminada com um golo mágico de chapéu a Neuer é sem dúvida o ponto alto da Champions League até agora.

Messi tem sido a figura maior desta edição da Champions. (Fonte: UEFA)

Menções Honrosas: Suarez, Jackson, Lewandowski e Luiz Adriano

VAVEL Logo
CHAT