Atlético x Barcelona: Barça sagra-se 'campéon' com tiro de Messi

Atlético x Barcelona: Barça sagra-se 'campéon' com tiro de Messi

Num domingo de campeões ibéricos, destaque para a consagração do Barcelona que festejou o 24o título na sua história. Relevo para o tento de Messi que deu os 3 pontos da glória no terreno do Atlético de Madrid.

francisco-dias
Francisco Dias

Em terras madrilenas o Barcelona festejou na passada tarde de domingo o 24º título da sua história, batendo a difícil formação do Atletico de Madrid por uma bola a zero. O suspeito do costume Messi deu um baile argentino aos rivais recolocando o Barça no caminho das grandes conquistas.

Quem conta com Messi até abdica de Suarez...Barça campeão espanhol

Em pleno estádio Vicente Calderon, Atlético e Barcelona entraram em campo para travar uma batalha táctica , que proporcionou um verdadeiro espectáculo para os aficionados presentes no recinto. A jogar ao mesmo tempo que o rival Real Madrid, o Barcelona dependia somente de si mesmo para se sagrar campeão e eis que Messi se agigantou mais uma vez oferecendo o título a 1 jornada do fim da Liga BBVA

O ritmo da partida foi intenso do primeiro ao último suspiro, e foi o Atlético de Madrid a colocar em sentido o último reduto do Barcelona nos 10 minutos iniciais. Neste período, relevo para a velocidade de Arda Turan que passava como um foguete pelos laterais catalães, criando lances de perigo para as redes de Bravo. Ao minuto 8, Gímenez esteve pertíssimo de inaugurar o marcador mas Claudio Bravo defendeu sem apelo nem agrado, negando a festa dos colchoneros. Uma vez cumprido o primeiro quarto de hora, destaque para a subida das linhas do Barcelona, que aumentou a pressão, ganhando mais vezes o esférico no miolo.

Depois do ímpeto dos madrilenos emergiu o génio de Messi, dando início a um duelo cerrado entre o astro argentino e o ex-Benfica Jan Oblak. Registo para as defesas do guardião do Atlético, que aguentou como pode as investidas de Neymar, Pedro e Messi. Ainda no primeiro tempo Dani Alves fica a reclamar grande penalidade, mas o juiz do encontro assinalou falta fora da área. Na conversão do livre e quase sem ângulo, quem mais do que Messi para encontrar aquele espaço, aquele buraquinho, levando o esférico a sobrevoar   a barreira de uma forma espantosa. A barra acabou por se ficar a rir mas fica a nota artística para um livre fantástico da pulga argentina. O intervalo chegou e o nulo insistia em permanecer, apesar das chances de golo de parte a parte. 

À imagem da primeira parte, o Atlético começou a todo o gás e foi já com o Real Madrid em vantagem na outra partida, com tento de Ronaldo, que os colchoneros estiveram perto do golo com Antoine Griezmann ao minuto 48 a ganhar posição, atirando ligeiramente ao lado das redes do Barça. O espectáculo táctico de Simeone e Luís Henrique levava ao rubro toda a torcida nas bancadas e os nervos instalavam-se nos jogadores do Barcelona. Para desatar o nó do encontro e oferecer o título ao Barcelona, basta recordar o minuto 65 deste jogo, quando o inevitável Messi decidiu, como só ele sabe, atirar a contar depois de um lance extremamente bem desenhado. Destaque para as tabelas geniais de Messi e Neymar que baralharam a defesa colchonera sobrando o esférico para o substituto de Suarez, o espanhol Pedro, que teve arte e engenho para servir o astro, o extra terrestre Messi para o primeiro e único tiro certeiro do encontro. 

Até final um nota de destaque para a entrada em campo do veterano mágico Xavi, que levou ao rubro todos os presentes no Vicente Calderón numa verdadeira demonstração de fair play com aplausos merecidos a um dos melhores jogadores de sempre do futebol espanhol. Com Xavi (aparentemente) de saída para o Qatar e já com o Real Madrid a golear o Espanyol, o Barcelona resistia à magra vantagem e foi já no fim que Pedro quase ampliava o marcador. No último suspiro do Atlético, a ex-águia Siqueira quase balançou a rede, mas a verdade é que o 0-1 subsistiu e o título já não fugia aos catalães. Ironicamente a festejar o título em Madrid com golo de Messi, na outra partida o Real ganhava em Barcelona ao Espanyol, com hat-trick de Ronaldo. 

A uma jornada do fim as contas não enganam, Barça supera Real

37 jornadas depois do início da Liga Espanhola de 2014/2015 eis que está encontrado o campeão dos campeões. Depois da surpresa da temporada passada em que o Atlético festejou, desta feita foi o Barcelona a suceder aos colchoneros no topo da classificação. Curiosamente, o Barça sagra-se campeão no reduto do Atleti, quando, há um ano, foram os madrilenos a festejar o título no território catalão de Camp Nou. O Real Madrid terminará a época sem qualquer título e vê o rival Barcelona com a possibilidade de conquistar a Taça do Rei e a Liga dos Campeões. 

A uma jornada do fim, a liga BBVVA  dita que o Barça seja primeiro, com 93 pontos, logo seguido do Real Madrid com 89. A luta individual entre Ronaldo e Messi é ainda o foco de interesse que resta ao Campeonato, com estes monstros do futebol a disputarem o título de melhor marcador da Liga e de toda a Europa. À partida para o derradeiro jogo, CR7 está no topo com 45 tiros, logo seguido de Messi, em segundo com 41 festejos. Somando os dois encontramos a modesta quantia de 86 golos, uma marca incrível de dois atletas que estarão sempre na história do futebol mundial. 

VAVEL Logo
CHAT