Peter Sagan respondeu à exigência de Tinkoff com triunfo no Tour da Califórnia

Peter Sagan respondeu à exigência de Tinkoff com triunfo no Tour da Califórnia

Invectivado pelos exigentes reparos de Oleg Tinkoff, dono da equipa Tinkoff-Saxo, Peter Sagan respondeu da melhor maneira: o eslovaco venceu o Tour da Califórnia e mostrou estar ao nível das mais ambiciosas expectativas.

vavel
VAVEL

O irreverente ciclista eslovaco Peter Sagan trocou a Cannondale pela poderosa Tinkoff-Saxo na final da temporada passada mas a travessia de 2015 teimava em não atingir as expectativas do exigente patrão da esquadra Tinkoff - Sagan, de 25 anos, arrancou a época em Fevereiro mas, até inícios do mês de Maio, apenas contabilizava uma vitória na etapa Rieti-Porto Sant'Elpidio (etapa 6 do Tirreno-Adriático).

Não tardaram a surgir as exigentes críticas do frontal Oleg Tinkoff, que aludiu à necessidade de Peter Sagan corresponder ao investimento em si feito, com vitórias, pois claro. O patrão russo tornou públicas as exigências desportivas da equipa, traçando um rumo ambicioso que colocou no foco das objectivas mediáticas, não só Sagan como todo o colectivo Tinkoff-Saxo, com Alberto Contador, chefe-de-fila da formção,à cabeça.

Questionado sob a pressão de Tinkoff, Peter Sagan partiu para o Tour da Califórnia (em Maio) em silêncio, afastando uma reacção mediática; na pista, o corredor eslovaco provou que poderá ser um óptimo activo para a equipa - Sagan venceu duas das oito etapas da competição (etapa 4 Pismo Beach-Avila Beach e etapa 6 de contra-relógio Big Bear Lake-Big Bear Lake) coleccionando três segundos lugares, acabando por conquistar a geral individual graças às bonificações (menos 3 segundos que Julian Alaphilippe).

Além da consistência apresentada pelo versátil corredor (que sabe aguentar o ritmo na montanha e superar-se no sprint), a capacidade para ser ágil e veloz nos contra-relógios foi crucial para este triunfo (algo inesperado) no Tour da Califórnia. Sem a concorrência de Andrew Talansky (abandonou a prova por alergias) e contando com as ausências de Tejay van Garderen, de Bradley Wiggins (vencedor da edição 2014) e de Tom Danielson, Sagan, oportuno, soube agarrar a chance de brilhar na geral.

VAVEL Logo
CHAT