Espanha: Treinadores que resistiram menos tempo que Carlo Ancelotti

Ancelotti foi despedido do cargo de treinador do Real mas já ouve outros casos de técnicos que estiveram bem menos tempo nos seus cargos.

paulopereira79
Paulo Pereira
Espanha: Treinadores que resistiram menos tempo que Carlo Ancelotti

Com o despedimento de Carlo Ancelotti do Real Madrid (para dar lugar à vinda de Rafael Benítez) o treinador que foi campeão europeu pelos «merengues» em 2013/2014 teve uma passagem relativamente efémera pelo Santiago Bernabéu. Mas houve outros treinadores, em Espanha, que perduraram muito menos tempo no lugar que o italiano.

- Quique Flores: O espanhol ex-Benfica esteve no Getafe dois meses antes de emigrar para os Emirados Árabes Unidos.

- José Antonio Camacho: O antigo treinador do Benfica assinou pelo seu clube do coração, Real Madrid, em 1998 e renunciou 20 dias depois por discrepâncias com Lorenzo Sanz, na altura o presidente do clube.

- Luis Aragonés: O veterano técnico esteve no Bétis apenas uma jornada em 1981. Aragonés está na história do futebol espanhol como o elemento fundamental para a melhor selecção de sempre.

- Marcelo Bielsa: O técnico argentino ocupou o lugar de treinador do Espanyol antes de se tornar seleccionador da sua Argentina.

José Omar Pastoriza: O argentino durou apenas 35 dias no cargo de técnico do Atlético de Madrid, mas com Jesús Gil como presidente era complicado continuar ao leme técnico do clube.

- Juan Ramón López-Caro: Chegou ao Racing de Santander com as palavras «venho aqui para lutar», mas...dias depois abandonou.

VAVEL Logo
CHAT