Um olhar pela História: As finais de Barcelona e Juventus

Um olhar pela História: As finais de Barcelona e Juventus

Os dois clubes foram por sete vezes à final da Liga dos Campeões, mas os catalães venceram a competição quatro vezes enquanto que os italianos apenas por duas vezes fizeram a festa. Na antecâmara de uma final inédita, Vavel Portugal dá um olhar pela História das finais de ambas as formações.

paulopereira79
Paulo Pereira

Tanto Juventus como Barcelona já foram sete vezes à Final da Liga dos Campeões. Os italianos venceram por duas vezes e os espanhóis quatro. A primeira vez que os catalães foram à final foi contra o Benfica em 1960/61 e perderam por 3-2. Partida em que os portugueses acabaram com a hegemonia do Real Madrid. Em 1985/86 nova derrota para o Barça, desta vez frente ao Steaua de Bucareste e por 2-0 em grandes penalidades.

A primeira vitória aconteceria em 1991/92 frente aos italianos da Sampdoria. «Entrem em campo e divirtam-se», foram as últimas palavras que Johan Cruyff dirigiu aos jogadores do Barça antes de formarem por baixo das antigas torres gémeas de Wembley e, à terceira tentativa, darem o primeiro título ao clube. Hristo Stoichkov rematou ao poste, antes de Ronald Koeman bater o «keeper» Gianluca Pagliuca num espectacular livre directo a oito minutos do fim.

Koeman marcou de livre (Foto: Bob Thomas/Bob Thomas/Getty Images)

Na época 1993/94 voltarm à final frente ao AC Milan e foram derrotados por 4-0. Pareciam destinados a conquistar o segundo título em três épocas quando defrontou um adversário que estava privado dos titulares Franco Baresi e Alessandro Costacurta na defesa, mas o «dream team» do craque holandês Cruyff foi goleado de forma espectacular em Atenas.

Em 2005/06: Barcelona 2-1 Arsenal. A equipa de Frank Rijkaard ficou em superioridade numérica quando o guarda-redes do Arsenal, Jens Lehmann, foi expulso aos 18 minutos, mas não evitou ficar em desvantagem no marcador devido a um golo de cabeça de Sol Campbell em Saint-Denis. Henrik Larsson saiu do banco para inverter a situação no último jogo pelo clube, fazendo os passes para Samuel Eto'o empatar aos 76 minutos e para Juliano Belletti apontar o golo decisivo quatro minutos depois.

Golo decisivo de Belleti

Em 2008/09 nova vitória do Barça, desta vez por 2-0 ante o Manchester United, O Barcelona venceu facilmente o detentor do troféu em Roma. «Amanhã vou deixar o comando da equipa, não posso fazer melhor do que isto», gracejou Pep Guardiola depois de se tornar na sexta pessoa a conquistar a Taça dos Campeões Europeus como jogador e como treinador, fazendo ainda a tripla em Espanha na época de estreia no banco. Na temporada de 2010/11 o Barcelona voltou a derrotar o Man. United desta vez por 3-1. «Esta foi a melhor equipa que defrontei em toda a minha carreira de treinador», reconheceu Alex Ferguson.

Barcelona bateu United na final (Foto: Manu Fernandez/AP)

O percurso da Juventus começa em 1972/73 quando a formação transalpina perde para o Ajax por 1-0 com um golo de Johnny Rep. Em 1982/83 nova derrota, desta vez com o Hamburgo em Atenas. 1984/85 é a data da primeira vitória dos italianos, frente ao Liverpool - A final ficaria para sempre lembrada pelos distúrbios trágicos que levaram 39 adeptos à morte. Uma grande penalidade convertida pelo mago francês Michel Platini aos 56 minutos deu o troféu à Juventus.

Juventus bateu Liverpool em 1985

Na época 1995/96 a Juve venceu nas grandes penalidades o Ajax por 4-2 após o empate nos 120 minutos a um. Os golos foram convertidos por Fabrizio Ravanelli para a Juve e Jari Litmanen pelos holandeses. Angelo Peruzzi brilhou no desempate ao defender os remates de Edgar Davids e Sonny Silooy, permitindo que Vladimir Jugovic convertesse a grande penalidade decisiva.

Vialli levanta a Taça em 1996 (Foto: Getty Images)

No ano seguinte a equipa voltou à final mas foi batida pelo Borussia Dortmund 3-1. Karl-Heinz Riedle marcou dois golos na primeira parte e deixou a equipa de Marcello Lippi em dificuldades. O lendário Alessandro Del Piero ainda reduziu, mas Lars Ricken confirmou o triunfo com um terceiro golo que ficou para a história. Em 1997/98 a Juventus regressou à final no ano seguinte, mas voltou a falhar. Pedrag Mijatovic marcou na segunda parte o golo que deu o sétimo título europeu ao Real Madrid. A última final em que a «Vecchia Signora» esteve foi em 2002/03 frente a outro opositor italiano, o AC Milan. Após um nulo o Milan foi mais forte no desempate por grandes penalidades (3-2).

VAVEL Logo
CHAT