Copa América: Brasil sem ilusão cai perante Paraguai combativo

Copa América: Brasil sem ilusão cai perante Paraguai combativo

Mais um jogo que apenas se decidiu nas fatídicas grandes penalidades: o Brasil esteve ontem com o pássaro na mão mas o combativo Paraguai obrigou a adiar a decisão para a marca dos 11 metros, onde teve sucesso.

vavel
VAVEL

Outro duelo a ser decidido apenas nas fatídicas grandes penalidades, à semelhança do emotivo e imprevisível Argentina x Colômbia; o Brasil entrou bem na partida e precisou apenas de 15 minutos para chegar ao golo, por intermédio de Robinho, que não desperdiçou o bom cruzamento de Dani Alves. A selecção «canarinha», clara favorita frente ao Paraguai, realizou uma primeira parte competente mas a postura burguesa da segunda parte deitou tudo a perder.

Munida de uma apatia gritante, a selecção brasileira foi perdendo o controlo das incidências do jogo, fiando-se na estratégia do contra-ataque implementada por Dunga. De tanto esperar pelo contra-golpe, o Brasil foi perdendo-se no jogo, e foi a turma de Rámon Díaz a crescer à medida que a partida se encaminhava para o fim. Aos 72 minutos, um erro do central Thiago Silva (colocou a mão na bola na área de rigor) permitiu a Derlis González restabelecer a igualdade.

Já sem chama, o Brasil apenas se arrastou até ao fim do tempo regulamentar. Na marca dos 11 metros, Éverton Ribeiro e Douglas Costa falharam o alvo, cabendo novamente a Derlis González o momento efusivo do festejo - o avançado cobrou a penalidade que decidiu a passagem do Paraguai às meias-finais da Copa América, que poderia ter antes sido carimbada pelo experiente Roque Santa Cruz, que não conseguiu bater Jefferson.

VAVEL Logo
CHAT