Petr Cech no Arsenal: mais um galáctico «gunner» com vista à afirmação total

Petr Cech no Arsenal: mais um galáctico «gunner» com vista à afirmação total

O Arsenal continua, ano após ano, apostado em reforçar o plantel com nomes sonantes que abalam a confiança de qualquer adversário: depois das contratações de Ozil e Alexis Sánchez, chega agora aos «gunners» Petr Cech, um dos melhores guarda-redes do mundo. Será o Arsenal 2015/2016 um força capaz de voltar a afirmar-se na Premier League?

vavel
VAVEL

A contínua aposta do Arsenal dos craques mundiais prossegue - a gradual saga do reforço galáctico do plantel tem neste defeso mais um capítulo, com a contratação do guarda-redes Petr Cech, um dos melhores guardiões do planeta. O jogador de 33 anos abandonou o Chelsea e optou por juntar-se aos «Gunners» de Arsène Wenger, onde será titular, estatuto do qual já não gozava em Stamford Bridge desde a chegada do jovem belga Thibaut Cortouis.

Cech é mais um reforço «galáctico»

Relançada a carreira com a fé que os «Gunners» depositam no «keeper» checo - tanta que o internacional David Ospina é dado como reforço do Fenerbahçe - Petr Cech prepara-se para ser o guardião infalível dos rivais londrinos, quebrando com um ciclo assinalável de 11 anos de camisola «blue» ao peito, com a qual foi campeão inglês e até campeão da Liga dos Campeões. O seu estatuto e credenciais proporcionam a inabalável fé que os adeptos necessitam para acreditar na candidatura ao título, após uma seca de 11 anos.

A chegada de Petr Cech obedece e aprofunda a política de contratações do Arsenal nos últimos anos, política essa que se tem baseado no resgate de craques de cariz mundial com valor para melhorar, de imediato, o poderio da equipa principal - foi assim com o alemão ex-Real Madrid Mesut Ozil, com o ex-Barcelona Alexis Sanchéz e até com o ex-United Danny Welbeck. O Arsenal contrariou assim, desde 2012/2013 o comportamento de anos anteriores e abriu os cordões à bolsa para lutar em pé de igualdade com Chelsea, City e United.

A contratação do internacional checo vem dar ainda mais experiência e traquejo a uma formação que ainda se vê longe do topo da Premier League, mas que, ano após ano, dispõe, cada vez mais, de valores inegáveis que permitem sonhar com altos voos - com Cech, Ozil, Alexis Sanchéz,  Welbeck, Cazorla, Arteta, entre outros, o Arsenal transforma-se, progressivamente, numa equipa capaz de rivalizar com os gastadores Manchester City ou Chelsea. Começarão a faltar desculpas para abdicar da luta pelo campeonato...

Um símbolo do renovado Chelsea do século XXI

Petr Cech realizou 494 jogos pelo Chelsea, tornando-se, pela segurança, domínio aéreo e reflexos apurados, um dos melhores guarda-redes das últimas décadas e um símbolo do renovado, milionário e vencedor Chelsea. Campeão nacional por 4 vezes, foi considerado pela UEFA o melhor guarda-redes por três ocasiões, arrebatando uma Liga dos Campeões e uma Liga Europa - na hora da despedida, Cech deixou elogios ao técnico José Mourinho e aos fãs «blues».

«José é um dos melhores treinadores do mundo e a nossa relação não mudou em nada desde que me tornei suplente do Courtois. Continuamos a respeitar-nos», afirmou, não esquecendo os adeptos: «Os adeptos de verdade enviaram-me mensagens de agradecimento e com coisas positivas. Os verdadeiros adeptos apreciam o que fiz no clube e o legado que deixei», atirou directamente, aludindo àqueles que criticaram a sua saída para o rival londrino Arsenal, não percebendo a necessidade do «keeper» em prosseguir a sua carreira.

VAVEL Logo
CHAT