Manchester City esbanja 68 milhões e contrata Sterling ao Liverpool
USATSI/CBSSports.com Original

Manchester City esbanja 68 milhões e contrata Sterling ao Liverpool

Já é um procedimento típico do clube de Manchester: os «Citizens» atacaram novamente o mercado com ferocidade e mãos largas, largando 68 milhões de euros para adquirir o passe do promissor inglês Raheem Sterling, do Liverpool.

vavel
VAVEL

A colossal transferência deste mercado de Verão está concluída - Raheem Sterling, jovem extremo de 20 anos cujo passe pertencia ao Liverpool, assinou hoje um contrato de cinco anos com o seu novo clube, o Manchester City, que para contar com o promissor inglês nas suas fileiras teve de desembolar cerca de 68 milhões de euros, segundo avançou a generalidade da imprensa desportiva inglesa.

O jogador, formado no clube de Anfield Road, vinha pressionando a direcção para que esta aceitasse a proposta dos «Citizens», e, atingida a incomensurável fasquia dos 68 milhões de euros, o Liverpool acabou por ceder, abrindo mão de um dos mais prometedores activos da nova geração inglesa. O Manchester City, por sua vez, volta a abanar o mercado de transferências, dando nova prova da avidez gastadora a que nos tem habituado (relembrem-se os casos recentes de Mangala ou Bony).

A ida de Sterling para o Manchester City torna-se, assim, na segunda transferência mais cara da História da Premier League, apenas perdendo para o recorde fixado pela ida do argentino Angel Dí Maria para o Manchester United (vindo do Real Madrid por uma quantia a rondar os 75 milhões de euros, em 2014/2015). «É um jovem jogador com tremenda capacidade técnica. Estou certo que os adeptos do Manchester City estão entusiasmados para vê-lo em acção», declarou Manuel Pellegrini, técnico do City.

Sterling troca Liverpool pelo City (Foto: Zimbio)

Formado no gigante da cidade de Liverpool, Raheem Sterling ascendeu à condição de titular nas duas últimas épocas, somando 90 encontros ao serviço do clube e marcando 21 golos. A sua velocidade, apetência para o um-para-um e capacidade de finalizar dentro da área de rigor, chamaram a atenção do futebol inglês, que viu em Sterling a luz de uma nova geração capaz de encher de esperança uma Inglaterra depauperada a nível de selecções.

Nascido na Jamaica e naturalizado inglês, Sterling fará agora parte da turma dos «Citizens», tendo pela frente forte concorrência para o lugar de extremo. O elevadíssimo preço da sua transferência será um fardo de expectativas difícil de carregar, provavelmente mais dura competição que enfrentará nesta primeira temporada ao serviço do clube de Manchester, que luta por voltar aos títulos internos e a mais altos voos na Liga dos Campeões.

VAVEL Logo
CHAT