Benfica prepara época 2015/2016: Rui Vitória exclui 5 do plantel
Foto: SL Benfica

O plantel do Benfica começa pela primeira vez a encurtar desde que Rui Vitória assumiu o controlo. O treinador começa a limpar a casa e dos 32 jogadores com que começou a trabalhar nos relvados do Seixal, cinco foram excluídos. Ruben Amorim, Pelé e Rui Fonte ficaram em Portugal para também tentarem arranjar outro clube.   

Rui Vitória: «A falar é que a gente se entende»

O técnico português Rui Vitória fez questão de esclarecer individualmente a cada um dos dispensados as razões que originaram a sua decisão. César, defesa central brasileiro de 22 anos, irá ser cedido, por um ano, ao Flamengo, um dos maiores emblemas do Brasil. Este regresso ao país de origem está ligado ao facto de o jovem jogador não ter uma grande probabilidade de alinhar com regularidade nos onzes delineados por Rui Vitória. A sua saída abre a porta à integração de Victor Lindelöf. O sueco pode desempenhar as funções de defesa central, lateral direito e médio defensivo. A polivalência do campeão europeu sub-21 é uma mais valia para o treinador dos bicampeões. O destino dos seus conterrâneos, Derley e Diego Lopes é semelhante ao do central brasileiro. Sem espaço na Luz, Derley (27 anos) e Diego Lopes, avançado de 20 anos, contratado ao Rio Ave, rumam por empréstimo para os turcos do Kayserispor.  

O internacional sub-20 alemão Hany Mukhtar talvez seja a maior surpresa desta lista de dispensas. Contratado ao Hertha Berlim, em janeiro passado, por 500 mil euros,  foi vitima da quantidade de jogadores que ocupam a sua posição. Sem espaço na equipa encarnada, vários são os clubes interessados no empréstimo deste jovem talento. Na mesma situação encontram-se Pelé, que alinhou no Belenenses, e o bem conhecido Ruben Amorim. Rui Fonte, que recupera de uma lesão no joelho no Seixal, também não faz parte dos planos de Rui Vitória e um empréstimo para o Sporting Clube de Braga é a possibilidade mais falada nos últimos dias. 

Jhon Murillo reforça Tondela por empréstimo

Já o internacional venezuelano, Jhon Murillo, contratado ao Zamora, vai jogar por uma temporada no Tondela. O empréstimo do jovem jogador foi ontem oficializado pelo clube do distrito de Viseu. O Tondela, que vai experienciar pela primeira vez a dificuldade da 1º Liga, terá à sua disposição um jogador com vontade de impressionar e demonstrar o seu potencial. Na Luz ninguém coloca em questão o talento do possante venezuelano que conta com uma cláusula no empréstimo que permite ao clube da Luz resgatá-lo em janeiro (César também goza das mesmas condições). A promessa foi feita pelo técnico português: o sonho não morre para maior parte dos jogadores que não fazem agora parte da primeira escolha. Serão seguidos com atenção nos próximos meses e, caso assim o clube entenda, poderão regressar à Luz antes do término da época. 

No final da digressão à América do Norte, o treinador Rui Vitória terá de riscar mais seis ou sete nomes da lista. Com Salvio a recuperar da lesão, e a SAD encarnada atenta ao mercado, o número de jogadores à sua disposição subirá para 32 ou 33 disponíveis. Momento que não se avizinha fácil para o treinador encarnado que sempre se assumiu sensível ao instante em que tem de formalizar dispensas. 

VAVEL Logo