1-0, min. 74, Mitroglou; 2.0, min. 78, Jonas; 3-0, min. 82, Jonas; 4-0, min. 88, Nélson Semedo.
Resultado Benfica x Estoril na Liga NOS 2015 (4-0)

Resultado Benfica x Estoril na Liga NOS 2015 (4-0)

francisco-dias
Francisco Dias
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

Depois das vitórias do FC Porto e do Sporting, o Benfica responde com uma goleada somando também 3 pontos, acendendo ainda mais a chama na luta que se prevê intensa pela conquista do campeonato 2015/2016. Agradecemos a preferência no acompanhamento deste directo da VAVEL Portugal depois de um grande jogo entre Benfica e Estoril, que termina 4-0 para os encarnados.

A partir do minuto 74 tudo mudou e o Benfica desatou o nó com Mitroglou a inaugurar o marcador estreando-se a marcar no seu primeiro jogo a titular. Depois deste golo, o fulminante Jonas marcou dois golos de rompante ficando o 4º golo reservado para a grande figura do jogo, Nélson Semedo que combinou de forma artística com Gaitán para fixar o resultado final em 4-0.

Os últimos 15 minutos do Benfica x Estoril foram infernais e foram o espelho do entusiasmo dos 53 mil adeptos presentes no estádio da Luz. As águias entraram em campo para defender o título e esmagaram o Estoril por 4 bolas a 0. Os primeiros 70 minutos de jogo foram equilibrados e repartidos no número de ocasiões de golo para cada lado, com destaque no lado dos encarnados para Nélson Semedo, Gaitán e Jonas. No entanto, foram Luisão e Mitroglou a terem as melhores oportunidades no 1º tempo. Do lado do Estoril, Gerso e Bonatini foram os mais interventivos na frente obrigando Júlio César a várias defesas de altíssima qualidade. 

Apito final

90+3'. Apito final no estádio da Luz.

90'. O árbitro dá 3 minutos de compensação.

O camisola 50, Nélson Semedo combinou com o Picasso Gaitánn e foi com classe que deu o último toque rumo à rede do Estoril. O miúdo merecia este golo e foi sem dúvida o melhor jogador ao longo dos 90 minutos.

88'. Gooolooo do Benfica!!

87'. Livre perigoso pasra o Benfica, Talisca para bater mas o remate sai à figura do guardião polaco.

84'. SAI: Mitroglou, ENTRA: Gonçalo Guedes.

Novamente Jonas! O internacional brasileiro facturou sem apelo nem agrado e cabeceou de forma sublime depois de um cruzamento bem desenhado por Víctor Andrade. Em poucos minutos o Benfica destruiu o Estoril e a minutos do fim do jogo a vitória não fugirá aos encarnados.

82'. Gooolooo do Benfica!!

80'. Cartão amarelo para Afonso Taira.

Na cobrança da grande penalidade, Jonas rematou de forma extraordinária oferecendo os quase certos 3 pontos às águias.

78'. Gooolooo do Benfica!!

78'. Cartão amarelo para Mattheus. Penálti para Benfica. Mão na bola de Mattheus depois de um remate de Talisca, Jonas prepara-se para bater a grande penalidade.

O grego Mitroglou abre o activo aparecendo de forma muito oportuna ao 2º poste depois de um cruzamento absolutamente genial de Gaitán. O reforço usou a cabeça para dar tranquilidade aos 53 mil adeptos presentes na Luz fazendo respirar Rui Vitória.

74'. Gooolooo do Benfica!!

71'. SAI: Gerso, ENTRA:Bruno César. SAI: Anderson Luís, ENTRA: Mattheus.

70'. Lisandro e Jonas protagonizam um lance que é o espelho da desorganização benfiquista. O central argentino combinou com Jonas que quando se virou para atacar a baliza do Estoril depara-se sem qualquer desmarcação por parte dos extremos ou do segundo avançado Mitroglou, faltando claramente conexão no 4x4x2 de Rui Vitória.

68'. Mitroglou assistido por Jonas resolve falhar o alvo depois de estar com a baliza escancarada à sua frente. O empate a 0 subsiste.

67'. Cartão amarelo para Sebá. Falta perigosa de Sebá sobre Víctor Andrade.

66'. Nélson Semedo sem medo ensaia mais uma cruzamento valendo o corte de Yohan Tavares.

65'. A entrada de Talisca em campo significa também que o Benfica passará a jogar muito exposto uma vez que apenas Fejsa se encontra a equilibrar o meio-campo defensivo. Ao longo desta partida os encarnados têm revelado pouca organização táctica o que perante um Estoril tão ofensivo poderá vir a trazer alguma surpresa no resultado final.

Rui Vitória aposta no talismã de 19 anos, Víctor Andrade para tentar mudar o rumo dos acontecimentos.

61' SAI: Pizzi, ENTRA: Talisca; SAI: Ola John, ENTRA: Víctor Andrade.

60'. Remate disparatado de Pizzi que se prepara para ser substituido.

60'. Mais um remate de Chaparro que passa perto do poste de Júlio César.

59'. O dinamismo do sistema táctico do Estoril tem impedido o Benfica de desenvolver o seu jogo dominador preparando-se já Rui Vitória para colocar Víctor Andrade e Talisca no relvado.

55'. Carrega o Benfica com Jonas a tentar servir Mitroglou valendo Yoha Tavares a cortar para canto, do qual não resulta qualquer perigo.

54'. O inevitável Nélson Semedo cruzou, mas Jonas foi ineficaz na hora de atacar o esférico.

53'. Nélson Semedo bem tenta remar contra a maré apresentando-se como incansável nas subidas pelo flanco direito, mas continua a faltar organização ao conjunto de Rui Vitória.

51'. Remate de Chaparro mas o imperador Júlio César resolve sem dificuldade.

48' Cartão amarelo para Anderson Luís.

47'. Canto marcado por Gaitán, mas a defesa compacta do Estoril resolve muito bem.

46'. Defesa extraodinária de Júlio César depois de remate novamente de Bonatini. O Estoril começa a assustar cada vez mais.

46'. O árbitro apita novamente.

Jogo interrompido na Luz com os adeptos do Benfica a enviar tochas para o relvado, difultando a visão dos jogadores.

45'. Recomeça a partida.

Na primeira parte, destaque para um jogo equilibrado com domínio territorial do Benfica de Rui Vitória. De volta ao 4x4x2, o Benfica não apresenta os mesmos automatismos da época passada existindo até uma desorganização na forma como Fejsa e Pizzi lançam o esférico para o ataque. Os destaques encarnados vão para Nélson Semedo, Gaitán e Jonas, mas as grandes oportunidades de golo foram protagonizadas por Mitroglou com um tiro fantástico para defesa Kieszek e mais tarde Luisão que viu o esférico embater com um estrondo na barra estorilista. O Estoril apresenta uma táctica cautelosa mas não deixa de ter períodos de atrevimento no ataque dos quais destacamos: um remate de Gerson para defesa apertada de Júlio César e já no final da 1ª parte Bonatini de forma escandalosa a não conseguir bater o gigante Júlio César. Em termos globais o empate aceita-se, mas é de realçar que ficou uma grande penalidade por assinalar a favor do Benfica por alegada mão de Mano na grande área.

Intervalo

45+1'. Falha escandalosa do Estoril. Bonatini estava isolado em frente a Júlio César, mas o imperador das redes encarnadas agigantou-se e mostrou o porquê de ser um dos melhores guarda-redes do mundo.

45'. O árbitro dá 2 minutos de compensação.

44'. Que garra e técnica de Nélson Semedo! O jovem lateral encarnado tem sido o principal desiquilibrador nos primeiros 45 minutos tanto a atacar como a defender (já ninguém se lembra de Maxi Pereira na Luz).

41'. Mano corta a bola com o braço ficando uma grande penalidade por assinalar a favor do Benfica.

40'. Que falhanço de Luisão em posição privilegiada acaba por flahar enviando o esférico à bara de Kieszek a 5 minutos do intervalo eis que o Benfica consegue a primeira grande oportunidade de golo.

38'. Livre tenso batido por Gaitán, com Lisandro a cabecear ao lado dos postes do Estoril.

37'. Apesar de o Benfica apresentar uma postura ofensiva nota-se alguma desorganização táctica com Fejsa e Pizzi a perder muitas bolas.

36'. Corte extraordinário de Yohan Tavares que tira o pão da boca dos avançados das águias. O Estoril tem sido uma equipa compacta e tem feito a vida muito complicada aos craques benfiquistas.

32'. Mas que subida sublime de Nélson Semedo que encontra Mitroglou para um tiro fulminante do grego que Kieszek defende para canto. Na cobrança nada resulta.

29'. Os destaques do Benfica vão para Gaitán e Jonas que denotam uma criatividade técnica extraordinária faltando apenas o critério para finalizar os lances de envolvimento ofensivo. Em sentido contrário Ola John perdeu a chama inicial e neste momento recebe assobios por parte das bancadas da Luz.

26'. Grande oportunidade para o Estoril com Gerso a deslumbrar-se na cara de Júlio César. O Estoril amaeaça mesmo estando o Benfica a dominar a partida.

24'. Golo bem anulado a Mitroglou, que estava fora de jogo depois de um cruzamento de Gaitán.

22'. No lançamento exactamente a seguir foi Jonas a assistir Mitroglou que disparou de forma defeituosa. Na resposta, Gerso testa a atenção de Júlio César que saí a punhos, evitando o perigo.

21'. Envolvimento rápido de Eliseu que serva Jonas para o primeiro cabeceamento com perigo para a redes de Kieszek.

19'. Que lance fantástico de Gaitán, que cruza com alguma dificuldade alegadamente pressuposta falta do Estoril.

16' Na cobrança, Júlio César foi tocado na pequena área e entra a equipa médica encarnada, mas não deverá ser impeditivo para o guardião brasileiro continuar em campo.

15'. Falta perigosa de Lisandro sobre Bonatini. Cartão amarelo para o argentino do Benfica. Babanco prepara-se para bater.

13'. Mais um sprint de Ola John, mas o holandês peca na hora de cruzar com conta, peso e medida.

Nos primeiros 10 minutos nota para um Benfica pressionante e rápido na condução de bola, perante um Estoril que joga na expectativa mas com muito velocidade no contra-ataque. Em geral, o jogo está equilibrado, sem que qualquer das equipas tenha conseguido sequer um único remate.

8'. Babanco sobe pelo flanco esquerdo de forma supersónica, mas Luisão afasta com corte belíssimo.

Nestes primeiros minutos, destaque para Ola John que tem estado infernal na ala direita com uma velocidade fantástica.

7'. Livre cobrado por Gaitán, o esférico sobra para Ola John que passa para Pizzi, mas o cruzamento sai mal ao português. Fica o registo, para o domínio que o Benfica tenta imprimir no encontro.

6'. Jogada bonita do Benfica com Jonas, Ola John e Nélson a combinarem muito bem, mas no cruzamento falhou acerto aos dianteiros do Benfica.

1'. O  Estoril tenta surpreender com Chaparro, mas o lance acaba sem perigo para Júlio César.

1' Rola a bola na Luz.

20:15. Os dados estão lançados e o estádio da Luz está em êxtase para o primeiro jogo do Benfica no campeonato.

20:13. Onze do Estoril: Kieszek, Anderson Luís, Yohan Tavares, Diego Carlos, Mano; Taira, Chaparro, Babanco, Sebá, Gerso e Léo Bonatini.

20:00. O onze escalado por Rui Vitória para a 1ª jornada do campeonato inclui Luisão mas não Jardel, que fica de fora por acusar fadiga muscular. Para o seu lugar entra Lisandro, num quarteto defensivo que contará também com a nova pérola encarnada Nélson Semedo.

No meio-campo assistimos ao regresso do Benfica ao sistema 4x4x2, que Jorge Jesus utilizava na época passada. Fejsa e Pizzi serão os elementos do miolo com Gaitán e Ola John nas alas e Jonas e Mitroglou na frente de ataque. O grego é mesmo a principal novidade nas escolhas do técnico da Luz. 

19:57. Onze do Benfica: Júlio César, Nélson Semedo, Lisandro, Luisão, Eliseu, Fejsa, Pizzi, Ola John, Gaitán, Jonas e Mitroglou.

19:55. Já se sabem os onze escolhidos por Rui Vitória.

19:00. A grande novidade no lote de convocados do Benfica é a aparição do nome do jovem brasileiro Victor Andrade, promessa que regressou ao Benfica na temporada passada e desde então não saiu da equipa B. Agora merece o voto de confiança de Rui Vitória e poderá ter a oportunidade de mostrar o seu valor na equipa principal das águias. No sentido oposto está Jonathan Rodríguez, que depois de ser aposta na pré-época, parece estar devotado a ficar no banco de suplentes.

Victor Andrade tem chance na formação principal

18:45. Um duelo da primeira jornada entre Benfica e Estoril não acontecia há já 71 anos; no remoto ano de 1944, o Benfica levou a melhor sobre o Estoril com um triunfo de 2-0. Longo é também o feito do Estoril de vencer em casa do Benfica: tal não acontece há 65 anos, quando, no reduto encarnado, os «canarinhos» levaram de vencida a formação do Benfica, no ano de 1950 - a turma de Fabiano Soares tentará quebrar uma malapata que perdura.

18:25. No Estádio da Luz, o Benfica raramente arrancou a Liga com uma derrota: nas 39 vezes que iniciou o campeonato na Luz, o Benfica apenas foi derrotado 3 vezes, uma delas já na era de Jorge Jesus, diante da Académica (2-1), na temporada 2010/2011. Já o Estoril apenas por uma ocasião logrou iniciar o campeonato da melhor forma numa deslocação - aconteceu na temporada 1982/1983, portanto, um feito com mais de trinta anos.

18:10. O historial de aberturas de campeonato não é nada famoso para os lados da Águia: nas últimas oito temporadas, apenas por uma vez o Benfica conseguiu iniciar a luta pelo título com uma vitória, precisamente na temporada passada, diante do Paços de Ferreira, na Luz (2-0). Nas seis temporadas na Luz, Jorge Jesus apenas dessa vez conseguiu arrancar a Liga com três pontos na primeira jornada. Rui Vitória obteve 3 triunfos iniciais nas últimas cinco temporadas.

17:55. No Estoril, a grande novidade é o reforço de peso Bruno César, antigo jogador do Benfica que agora veste as cores do Estoril, tendo sido a grande contratação de Verão da equipa estorilista. O médio de 26 anos regressou da aventura pelo Médio Oriente e junta-se a nomes de peso presentes no plantel, como os compatriotas Sebá, o avançado Léo Bonatini e o defesa Anderson Luís e os portugueses Diogo Amado e Yohan Tavares.

17:40. No Benfica não se esperam titularidades de reforços à excepção do avançado grego Konstantinos Mitroglou, que deverá fazer parelha de ataque com o brasileiro Jonas, num possível regresso ao 4-4-2 testado durante a digressão em terras americanas. De resto, Adel Taraabt não será opção, assim como o extremo Mehdi Carcela, a contas com problemas físicos. Raúl Jiménez, contratado durante a semana passada, não deverá entrar ainda nas escolhas de Vitória.

Reforço Mitroglou deve saltar para o 11 (Foto: SL Benfica)

17:25. O Estoril, de Fabiano Soares, vem de uma pré-temporada positiva e acalenta a esperança de surpreender o favorito Benfica em pleno estádio da Luz, tentando explorar a pressão inerente aos maus resultados da pré-temporada encarnada e ao facto dos rivais, candidatos ao título, terem entrado com o pé direito no campeonato nacional. O Benfica de Rui Vitória está obrigado a ganhar esta noite, de preferência com uma exibição que acalme e dê esperança à massa adepta.

17:10. O Benfica procura ainda a primeira vitória da era pós-Jesus, depois de seis partidas sem qualquer triunfo; nos cinco desafios da preparação para 2015/2016, o Benfica não foi capaz de vencer qualquer um no tempo regulamentar (PSG, Fiorentina, NY Red Bulls, America Cali e Monterrey, na Eusébio Cup) e no primeiro jogo oficial da época, que valia uma Supertaça, os encarnados também foram incapazes de singrar, perdendo 0-1 contra o rival Sporting.

Digressão e Eusébio Cup foram aziagas para Benfica (Foto: Mário Guzman-Epa)

16:55. O Benfica começa hoje a defesa do título de campeão nacional, jogando contra o Estoril, em plena Luz expectante, que espera o primeira triunfo da nova era encarnada dirigida pelo sucessor de Jorge Jesus, Rui Vitória. Será a primeira vez esta temporada que o Benfica actuará na sua casa, será igualmente a estreia de Rui Vitória enquanto treinador encarnado na Catedral da Luz em jogos oficiais. 

16:40. Sejam bem-vindos à transmissão do jogo Benfica x Estoril, referente à primeira jornada da Liga NOS 2015/2016. A partida terá lugar no Estádio da Luz, onde se esperam cerca de 50 mil adeptos para o embate contra o Estoril. Siga o minuto a minuto do jogo Benfica x Estoril, em directo e, grátis, em Vavel Portugal.

VAVEL Logo
CHAT