Ressaca da cisão ainda ecoa: Benfica e Jorge Jesus em guerra aberta

Ressaca da cisão ainda ecoa: Benfica e Jorge Jesus em guerra aberta

A cisão entre Benfica e Jorge Jesus, ocorrida em Junho passado, é um assunto que continua a suscitar uma guerra entre o clube encarnado e o treinador que durante seis anos comandou os destinos técnicos da equipa Luz. Depois das afirmações polémicas de Jesus, e das SMS's, surge agora a notícia da intenção do Benfica em processar o técnico.

vavel
VAVEL

A saída de Jorge Jesus do Benfica, finalizando uma ligação intensa de seis anos de momentos trágicos e glórias que perdurarão na memória do universo encarnado, sempre esteve longe de se tratar de uma separação tranquila, mas, agora, os capítulos da cisão entre o clube e o técnico de 61 anos ganham contornos de uma guerrilha que promete perdurar no tempo.

A cisão, causada por uma vontade mútua em trilhar caminhos diferenciados, abalou o mundo benfiquista devido à inesperada mudança do treinador para o rival histórico Sporting; logo se iniciaram as hostilidades esperadas: o Benfica apagou Jorge Jesus de um «banner» publicitário da sua loja e as intervenções do Director de Comunicação do clube, João Gabriel, incendiou as redes sociais com agressivos juízos de valor sobre o novo treinador dos Leões.

A polémica entre o clube da Luz e o treinador prosseguiu com as declarações polémicas que antecederam a Supertaça Cândido Oliveira: Jesus ateou fogo ao «derby» lisboeta, lançando farpas ao trabalho de Rui Vitória e afirmando que o «cérebro» da equipa encarnada ainda residia na sua pessoa. No rescaldo da vitória leonina, o jogo de palavras e acusações deu-se nos jornais, com manchetes a darem conta do envio de SMS's entre Jesus e jogadores do Benfica, dias antes do confronto.

A trincheira benfiquista abraçou, em larga escala, acusações de falta de ética desportiva e profissional, sob a acusação de tentativas de pressão de Jorge Jesus a jogadores como Anderson Talisca, Eliseu e Jonas; o Sporting desvalorizou a polémica, enalteceu o triunfo dentro das quatro linhas (0-1) e Jesus desmentiu o teor (veinculado pelo Correio da Manhã) das mensagens trocadas. 

Agora, o guião ganhou uma narrativa ainda mais agressiva: o Benfica tem a intenção de avançar para a Justiça, processando Jorge Jesus por violação de contrato, já que, alegarão as águias, Jesus iniciou, em Junho, os trabalhos pelo seu novo clube quando ainda detinha uma ligação contratual com o Benfica. As águias exigirão uma indemnização de 7,5 milhões de euros, ao passo que Jesus pretende, ainda, ver o salário do mês de Junho pago pelo seu antigo clube.

VAVEL Logo
CHAT