Belenenses perto da Europa: golo de Caeiro dá vitória forasteira 27 anos depois
Foto: Os Belenenses Facebook

Belenenses perto da Europa: golo de Caeiro dá vitória forasteira 27 anos depois

O Belenenses saiu ontem da Áustria com um triunfo sobre o Altach, ganhando preciosa vantagem no caminho que leva à Europa. O golo madrugador de Tiago Caeiro deixa o clube do Restelo a 90 minutos de regressar às competições europeias.

vavel
VAVEL

Na derradeira eliminatória que separa o Belenenses da entrada na Liga Europa, a formação do Restelo entrou da melhor maneira, arrancando uma preciosa vitória forasteira frente ao Altach, adversário austríaco que foi o carrasco do Vitória de Guimarães na ronda anterior - um golo madrugador do médio Tiago Caeiro fez a diferença e a segurança defensiva do colectivo lisboeta fez o resto, preservando uma vantagem que permite, legitimamente, sonhar com a presença na competição.

Golo de Tiagos construiu vitória segura

Na cidade de Innsbruck, os pupilos de Sá Pinto entraram com o pé direito na partida, fragilizando de imediato o Altach, surpreendido com o tento de Caeiro: solicitado por Tiago Silva (que à última hora substituiu Carlos Martins, lesionado), o médio luso finalizou oportunamente o lance, decorria o minuto 13. O golo motivou os homens do Restelo e o controlo da partida foi do Belenenses, sempre mais dotado tecnicamente que o opositor.

A equipa de Sá Pinto poderia ter saído da Áustria com um resultado ainda mais animador, mas o 0-1 obtido deixa o Belenenses em excelente posição para, no Restelo, finalizar o trabalho que resta: bastará, para tal, apresentar o mesmo futebol seguro, interligado e consistente. «Sentimos que, principalmente na primeira parte, com mais tranquilidade em posse de bola, podíamos ter aumentado o resultado», declarou o técnico do Belenenses no pós-jogo.

Triunfo histórico, 27 anos depois de Leverkusen

A vitória de ontem teve o condão de quebrar um jejum forasteiro em jogos europeus que durava já há 27 anos: a última vez que o Belenenses ganhara uma partida fora de casa fora em 1988, quando os azuis do Restelo bateram o Bayer Leverkusen por 0-1 (golo de Mladenov). Com apenas dois jogos oficiais nas competições europeias (ao serviço do Belenenses), Sá Pinto quebrou já uma barreira de 27 longos anos e ainda para mais sem conceder golos.

VAVEL Logo
CHAT