Jornada 2: Sporting quer dar Paços seguros, FC Porto visita a sua ilha maldita

Jornada 2: Sporting quer dar Paços seguros, FC Porto visita a sua ilha maldita

Jornada 2 da Liga NOS 2015/2016 prossegue com a deslocação do FC Porto à sua ilha maldita, a Madeira, e a recepção do Sporting ao Paços de Ferreira. No Caldeirão dos Barreiros, o Porto tentará contraria a história da temporada passada, enquanto os Leões tentarão, também, não escorregar novamente frente aos «castores».

vavel
VAVEL

Segunda jornada da Liga NOS 2015/2016, segunda mudança no arranque veloz dos candidatos Sporting e FC Porto, que hoje aceleram para obter a segunda vitória consecutiva no campeonato. Os Leões recebem o Paços de Ferreira depois de uma senda de três triunfos seguidos e poderá esta tarde obter o quarto, e dessa forma quebrar uma malapata que dura desde a temporada 1990/1991. O FC Porto tem tarefa teoricamente mais difícil: visitar a sua ilha maldita e de lá sair com os três pontos.

Porto não quer voltar a ser cozinhado no Caldeirão dos Barreiros

Os Dragões vêem de uma convicente vitória caseira frente ao Vitória de Guimarães (3-0) mas diz a História recente que as deslocações à ilha da Madeira são de dificuldade extrema e de desfecho negativo para os intentos portistas: nas três partidas realizadas na Madeira em 2014/2015, o FC Porto em nenhuma ocasião foi capaz de regressar ao continente com os três pontos na bagagem. O Marítimo, oponente de hoje, bateu por duas vezes o Dragão (1-0 para a Liga e 2-1 para a Taça da Liga) e o Nacional arrancou um 1-1 na Choupana.

A ilha da Madeira foi, de facto, maldita para o Porto de Julen Lopetegui: os Dragões deixaram 4 pontos por lá e ainda foram eliminados da Taça da Liga, em jogos que se construíram com o mesmo padrão - intenso pendor defensivo de Marítimo e Nacional, intenso volume atacante do FC Porto, que, acabou sempre sem resultados práticos. Danilo Pereira, ex-Marítimo e expectável titular no onze do treinador basco, defrontará hoje, pela primeira vez, o antigo clube, onde brilhou enquanto médio defensivo com cariz de líder táctico.

Sporting quer relembrar 90/91 diante de um Paços tradicionalmente difícil

O Sporting, motivado e vivendo frenesi de alegria no arranque da era Jesus, pode imitar o Sporting de Marinho Peres da temporada 1990/1991 se vencer o Paços de Ferreira, perfazendo uma série de quatro triunfos seguidos: Benfica na Supertaça, Tondela na Liga e CSKA Moscovo para o «playoff» da Liga dos Campeões. Mas a tarefa dos Leões não será fácil - relembre-se que, na temporada passada, os «castores» arrancaram um 1-1 em pleno reduto de Alvalade (repetindo o mesmo resultado na Mata Real).

Jorge Jesus não fará descansar qualquer jogador tendo em vista o embate com o CSKA Moscovo, podendo apenas fazê-lo após um eventual resultado seguro; mas o jogo adivinha-se espinhoso, com o Paços de Ferreira de Jorge Simão a tentar explorar o espaço nas costas da defesa sportinguista (à semelhança do que fez Doumbia na partida da «Champions»). O onze leonino deverá ser o mesmo que defrontou o Tondela e a formação russa - Aquilani poderá ser a única novidade.

VAVEL Logo
    CHAT