Da Rússia com amor: Sporting em Moscovo com ordem para qualificar
Foto original: SCP Facebook/César Santos

Da Rússia com amor: Sporting em Moscovo com ordem para qualificar

O Sporting joga hoje, em Moscovo, a passagem à fase final da Liga dos Campeões. A vantagem caseira de 2-1 poderá ser crucial para que o Leão garanta, em solo russo, o sucesso da missão europeia «top priority» da equipa liderada por Jorge Jesus.

vavel
VAVEL

Missão «Champions» com prioridade máxima: o Sporting está na Rússia para completar a qualificação para a UEFA Liga dos Campeões, depois do positivo resultado obtido na primeira mão da eliminatória derradeira. O 2-1 construído em Alvalade, há uma semana atrás, permite ao Leão sonhar com o essencial avultado encaixe financeiro (cerca de 14 milhões de euros) e o convívio dos colossos da Europa. Mas, em solo russo, o Leão terá de se reinventar e fazer algo que nunca foi capaz de fazer: vencer.

De vitalidade máxima para a continuidade do investimento financeiro do clube, que esta temporada apostou no aumento dos custos como premissa básica para a obtenção de melhores resultados, a entrada na UEFA Liga dos Campeões é meta fundamental para que o Sporting versão 2015/2016, construído por Jorge Jesus, possa continuar a trilhar o rumo possante da aposta em jogadores internacionais, experientes e tarimbados - política inversa à praticada nos consulados de Jardim e Marco Silva.

Nesta primeira visita do Leão à Arena Khimki (nunca o Sporting enfrentou o CSKA Moscovo no reduto moscovita dos militares), o Sporting tentará anular, mediante uma estrutura táctica mais próxima do 4-3-3, as perigosidades extremas de jogadores velozes e dinâmicos como Ahmed Musa, Zoran Tosic e Seydou Doumbia - o extremo nigeriano foi uma constante dor de cabeça para João Pereira e companhia, ao passo que o médio sérvio é imprevisível e o avançado costa-marfinense um finalizador nato.

Para tal, a inclusão do italiano Alberto Aquilani parece ser um dado adquirido: o reforço de 31 anos fará parelha com Adrien no miolo do terreno, miolo esse que terá também o patrulhamento de João Mário; Bryan Ruiz e Carrillo (extremo peruano está numa forma incrível e deverá ser o maestro ofensivo da equipa) serão os extremos que apoiarão um único avançado, que poderá ser Islam Slimani ou Teo Gutiérrez. Jefferson, lesionado, é a baixa leonina - no seu lugar estará Jonathan Silva.

O Leão não será um estranho em Moscovo, já que por duas vezes visitou a cidade fria, para enfrentar, por duas vezes, o Spartak Moscovo - averbando uma derrota e um empate. A missão especial do Leão será a de contornar os obstáculos de uma equipa experiente (Akinfeev, irmãos Berezutskiy e Ignashevich marcaram presença na final da UEFA de 2005, diante do Sporting), forte fisicamente e emocionalmente gelada, mostrando tarimba para combater contra a elite europeia 2015/2016.

VAVEL Logo
CHAT