Ligue 2: Sabor agridoce para o contingente português

Ligue 2: Sabor agridoce para o contingente português

Ao fim de cinco jornadas as equipas com portugueses estão nos extremos da tabela. Num campeonato extremamente competitivo, o Football Club de Metz é o principal candidato à subida à Ligue1.

Alvaro-Varela
Varela Alvaro

O Football Club de Metz, aposta forte nesta temporada no regresso à Ligue 1, e começou da melhor maneira o campeonato, que jà lidera à quinta jornada, com 13 pontos fruto de quatro vitórias e um empate. A equipa, recheada de valores lusos, conta com os internacionais portugueses Tiago Gomes, de 29 anos ex- SC Braga, Nuno Reis ex- Sporting Clube de Portugal, André Santos proveniente dos turcos Balikesirspor, Daniel Candeias que chegou por empréstimo do Benfica, Amido Baldé que chega do Celtic. O Director desportivo é Carlos Freitas, que em Portugal desempenhou as mesmas funções no Sporting Clube de Braga e Sporting Clube de Portugal.

Mas nem só no novo projecto do FC Metz (e nem apenas no recheado de portugueses Mónaco) residem valores lusos em terras francesas. No Valenciennes actua o jovem ponta-de-lança de apenas 17 anos Anthony de Oliveira, ele que é uma promessa e uma aposta forte do clube. Ainda não se estreou neste campeonato apesar de ter estado no banco na derrota da sua equipa frente, precisamente, ao... Metz.

No Union Sportive Créteil-Lusitanos Football, actuam, o defesa Augusto Pereira de 28 anos que em Portugal actuou no Moreirense e o médio Rafaël Dias, que nunca actuou em Portugal. Augusto Pereira é uma aposta constante da equipa que esta no 11° lugar com 2 vitorias, 1 empate e 2 derrotas, sendo dele o golo do empate a uma bola frente ao Lens, na terceira jornada do campeonato.

Claude Gonçalves, é o representante português no Athletic Club Ajaccien, 17° classificado. Sem experiência no campeonato português, o médio ainda não conseguiu ganhar um lugar na equipa, jogando apenas 28 minutos nos dois jogos para o qual foi chamado. No Chamois Niortais Football Club, 19° classificado, actua o avançado Jérémy Grain de 20 anos, natural do Porto - o jovem atacante actuou durante 14 minutos frente ao Valenciennes.

Por fim o Red Star Football Club 93, clube que se estreia na Ligue 2 esta época, treinado pelo Português Rui Almeida de 45 anos - o clube não tem tido uma estreia fácil no campeonato. O treinador português, que se aventura na sua primeira experiência como técnico principal, depois de ter sido adjunto de Jesualdo Ferreira no Zamalek SC SC BragaPanathinaikos, aceitou o desafio de criar uma equipa competitiva que conseguisse a manutenção na Ligue 2.

Para isso conta no plantel com dois jogadores portugueses: o experiente  médio Rui Sampaio, proveniente do Arouca (ainda não se estreou) e o defesa central Vitor Bastos, que fez apenas uma partida, proveniente dos Croatas Nogometni Klub Istra Pula 1961, depois de em Portugal ter representado o Olhanense e o Vitória de Guimarães.  Com dois empates e três derrotas, a equipa segue no último lugar da tabela, mas apresenta um futebol que permite aos adeptos acreditar que a manutenção é possivel.

VAVEL Logo