Everton agudiza crise: «Blues» de Mourinho perdem de novo na tarde de Naismith
Foto: PA

Everton agudiza crise: «Blues» de Mourinho perdem de novo na tarde de Naismith

Goodison Park viu Naismith brilhar e o Chelsea perdeu novamente, sendo esta a terceira derrota em cinco jogos. A equipa pode ficar nos lugares de despromoção dependendo dos resultados de Newcastle e Sunderland.

paulopereira79
Paulo Pereira

O Chelsea, equipa treinada por José Mourinho, deslocou-se a Liverpool e perdeu 3-1, caindo aos pés de um Everton aguerrido que acentuou a grave crise «Blue». O Everton triunfou com três golos (17, 22 e 82 minutos) do avançado Steven Naismith, e Nemanja Matic (ex-jogador do Benfica) fez o tento que viria apenas a servir de golo de honra. O internacional escocês foi o jogador da partida e neste momento a equipa treinada por Roberto Martínez tem oito pontos e posiciona-se em quarto lugar, embora a jornada 5 ainda não tenha encerrado.

Naismith foi a estrela (Foto: Ed Sykes/Reuters)

Esta derrota vem agravar o ténue momento vivido em Stamford Bridge: a equipa londrina já está a 11 pontos do Manchester City, que comanda a prova, e que venceu no campo do Crystal Palace (1-0) com golo do improvável Kelechi Iheanacho, ao minuto 90. Neste momento o Chelsea está em 16º lugar da Premier League, com parcos quato pontos, tendo já somado três desaires em cinco jogos. No pior arranque de sempre da carreira de José Mourinho, especula-se já se que Roman Abramovich, dono do clube, poderá avançar para a demissão do técnico (seria a segunda vez).

O próximo embate (que será para a Liga dos Campeões) frente ao Maccabi Tel Aviv, em casa, será decisivo para a continuidade do técnico, que nesta segunda passagem pelos «Blues» se auto-denominou de «Happy One», mas que de momento vive um período distante da felicidade profissional. No rescaldo da derrota, Mourinho considerou o resultado injusto. «Não culpo os meus jogadores, não me culpo e não aceito este resultado. Não me sinto sob pressão. Sinto que são os piores resultados de sempre na minha carreira. Agora, é fácil criticar o treinador e os jogadores e dizer que “tudo está mal. Mas discordo completamente».

VAVEL Logo
CHAT