1-0, min 86, André André.
Resultado Porto x Benfica na Liga NOS 2015 (1-0)

Resultado Porto x Benfica na Liga NOS 2015 (1-0)

francisco-dias
Francisco Dias
Live LoaderVAVEL Live SmallLive Match

A tabela classificativa dita que o Porto é, à condição líder isolado com 13 pontos, ficando à espera do que o Sporting fará esta segunda-feira em Alvalade frente ao Nacional. O Benfica mantem a 3ª posição com 9 pontos em igualdade pontual com o Estoril, que aproveitou este deslize para igualar os encarnados. Da equipa VAVEL é tudo depois de uma cobertura completa que levou até si todas as emoções do mega clássico Porto x Benfica que sorriu aos dragões por uma bola a zero.

O duelo entre Maxi e Gaitán esteve aceso com os dois amigos protagonizarem um confronto extra-futebol que captou os olhares de todos os que assistiam ao jogo. Os destaques VAVEL nesta partida vão para Corona, André André e Brahimi e no lado do Benfica, Gonçalo Guedes, Mitroglou e Jardel. Em termos globais, André André é a figua do encontro porque para além do golo trabalhou, construiu e pressionou na luta feroz no meio-campo. 

O 2º tempo foi dominado por completo pela equipa portista que desde o apito do árbitro pressionou, atacou e mostrou que era a equipa que realmente queria sair do dragão com os 3 pontos. O treinador Rui Vitória assistindo ao domínio dos dragões mostrou pouca ambição retirando Jonas e colocando Talisca. Os invictos aproveitaram o ímpeto e continuaram a criar iniciativas rápidas de ataque que o Benfica não conseguia evitar. Quando o 0-0 parecia ser o destino deste jogo, eis que Varela descobre espaço na ala direita acabando por servir extraordinariamente bem o médio André André para o 1º e único tiro certeiro do clássico.

A partida ficou marcado por uma 1ª parte equilibrada que o Porto dominou territorialmente, mas que o Benfica superou em oportunidades de golo. Os dois lances mais perigosos do 1º tempo foram protagonizados por Mitroglou e Luisão, que na sequência de dois pontapés de canto viram Casillas negar os tentos com defesas incríveis só ao alcance dos melhores do mundo. O Porto construiu jogo a meio-campo desenhando jogadas bonitas, no entanto na hora de atacar a baliza faltva critério e espaços. 

O FC Porto venceu o primeiro clássico do campeonato 2015/2016 com um tiro certeiro de André André ao minuto 86 consolidando a liderança azul e branca na liga NOS deixando o Benfica com 9 pontos, a 4 dos rivais portistas. 

 90+3' Canto para o Porto, na sequência o árbitro termina a partida.

90+1' André André novamente em zona de perigo a ficar pertíssimo de ampliar para 2-0.

90' O árbitro dá 3 minutos de compensação.

Rui Vitória aposta tudo e coloca Jiménez para fazer dupla com Mitroglou compondo uma parceria forte para atacar os últimos minutos.

88' SAI: Samaris, ENTRA: Jiménez.

Jogado muito bem desenhada pelos dragões com o Benfica a dar muito espaço surgindo Varela no flanco direito em condições de assistir André André que se estreia a marcar pelos azuis e brancos, com um remate seco e indefensável para Júlio César.

86' GOLO DO PORTO (André André)

84' Mitroglou empurra Maxi, acabando por levar amarelo.

83' Luisão afasta André André e leva amarelo.

82' SAI: Gonçalo Guedes, ENTRA: Pizzi.

82' SAI: Aboubakar, ENTRA: Osvaldo.

81' O mexicano Layún rematou com perigo com o esférico a passar perto da barra.

80' Nélson Semedo derruba Brahimi perto do limite da área, levando cartão amarelo. Livre muito perigoso para Layún, mas na sequência a sólida defesa do Benfica alivia para longe.

78' Com a entrada de Talisca e saída de Jonas, o Benfica passa a jogar em 4x2x3x1 deixando Mitroglou sozinho na frente de ataque. O Porto aproveita para procurar o golo.

77' SAI: Rúben Neves, ENTRA: Danilo.

76' SAI: Jonas, ENTRA: Talisca.

75' Brahimi em destaque nesta 2ª parte, rematou mas Júlio César sobrou sem problemas.

73' Na jogada a seguir, Varela cruza com perigo e Jardel afasta para canto, que acaba por não resultar em golo.

73' Canto marcado pelo Porto com Brahimi a ficar perto do golo.

72' Gonçalo Guedes rápido encontra espaço para o cruzamento com Mitroglou a cabecear ligeiramente ao lado.

71' Cartão amarelo para Rúben Neves.

70' Cartão amarelo para André André.

70' Ataque rápido do Porto com Aboubakar e Brahimi em destaque, no entanto no desfecho da jogada a defesa do Benfica responde muito bem.

68' Eliseu, timidamente ensaia o primeiro remate do Benfica na 2ª parte, mas este lance não serviu sequer para Casillas mexer um dedo.

65' Brahimi mais uma vez com perigo com um remate muito desenquadrado. O Porto acelera, pressiona e se Ru Vitória não alterar o meio-campo arrisca-se a sofrer o primeiro da partida.

Na segunda parte, o Benfica ainda não conseguiu chegar aos últimos 30 metros de meio-campo portista, com o miolo benfiquista a revelar-se inexistente e consequentemente sem criar jogo para os jogadores da frente.

61' SAI: Corona, ENTRA: Varela.

61' Na sequência Júlio César ficou tocado e pode estar lesionado.

59' Aboubakar livra-se de Jardel e na cara de Júlio César o brasileiro ganha o duelo com o camaronês.

56' Nélson Semedo afasta para canto desermando Aboubakar. Na sequência a defesa do Benfica afasta tranquilamente. 

55' Cartão amarelo para Maicon, na sequência de uma falta sobre Jonas.

54' Apesar dos momentos polémicos, no jogo jogado o Porto começou melhor neste segundo tempo com o meio-cmapo benfiquista a ser completamente abafado por Imbula e André André.

51' Os ânimos continuam exaltados e o Benfica reclama segundo amarelo para Maxi, depois de ter derrubado Jonas, no entanto o juiz da partida deixa seguir o lance.

49' Cartão amarelo para André Almeida. O jogador provoca Maxi, impedindo o uruguaio de repôr a bola em jogo.

47' No lance a seguir, novamente André André segue com o esférico em posse servindo Aboubakar que cabeceou com um estrondo ao poste de Júlio César.

46' André André sobe de forma oportuna no flanco esquerdo e no cruzamento Luisão afasta para canto.

45' O jogo recomeça como terminou a primeira parte, com mais um falta de Mitroglou sobre Maicon.

45' Recomeça a partida no dragão.

Para a segunda parte prevêm-se 15 minutos iniciais com cautelas nas duas equipas e ambos os treinadores colocaram já jogadores a aquecer.

O primeiro tempo ficou marcado por uma ligeira vantagem territorial do Porto com maior percentagem de posse de bola, mas sem conseguir qualquer lance de verdadeiro perigo para as redes de Júlio César. O Benfica por sua vez tem jogado um pouco mais na expetativa e na squência de dois cantos protagonizou as duas únicas oportunidades de golo da 1ª parte. Primeiro Mitroglou e mais tarde Luisão obrigaram Casillas a duas intervenções de classe mundial. Destaque ainda para o confronto entre Maxi e Gaitán que tem sido intenso e equilibrado. No Benfica, as duas peças em maior evidência são Gonçalo Guedes e Mitroglou e no lado do Porto, André André e Corona.

Após o apito do árbitro, Maicon e Jonas travam uma discussão feia depois de um lance disputado, onde os dois acabam por se confrontar fisicamente.

45' Intervalo.

43' Canto para o Porto. Na cobrança Brahimi foi lento e quando executou o passe já o avançado do Porto se encontrava em fora de jogo.

41' O suspeito do costume, Corona cruzou mas Jardel antecipa-se a Aboubakar e cede canto.

39' Layún sobe no terreno e ganha posição para rematar, mas o tiro sai com pólvora seca.

38' André André e Corona estão a encantar as bancadas principalmente o mexicano que tem feito lances deliciosos com muita técnica e perícia.

34' A confusão instalou-se com amarelo para Maxi Pereira depois de um lance disputado com Gaitán. Os dois amigos acendem a chama do clássico e os ânimos estão exaltados.

33' A loucura inicial começa a abrandar no dragão com as duas equipas a não arriscarem tanto nas saídas para o ataque.

O mesmo Corona cruzou, mas Júlio César imperioso segurou a bola.

29' Eliseu trava Corona em falta.

28' O mérito de Samaris e André Almeida no meio-campo tem permitido ao Benfica dominar no centro do terreno com maior preponderância nos últimos 5 minutos.

26' Iniciativa de Gonçalo Guedes que passa com um foguete pela defesa do Porto servindo Mitroglou que ficou a centímetros de faturar.

23' Até ao momento o ritmo de jogo está alucinante com Gaitán e Corona a destacarem-se como principais velocistas nos dragões e nas águias.

22' Gaitán com perigo na ala esquerda a cruzar, mas Casillas recolhe com segurança.

Na sequência Imbula tentou furar, mas a defesa do Benfica resolveu.

19' Falta feia de Samaris sobre Corona , o árbitro avisa o grego.

17' Livre perigoso para o Porto. e na sequência Rúben Neves quase ganha posição, valendo a segurança de Júlio César.

15' Com perigo no primeiro quarto de hora, o Porto regista maior percentagem de posse de bola, mas o Benfica já dispôs de duas oportunidades claras para bater Casillas. O meio-campo do Porto tem ganho muitas bolas, mas nos últimos 30 metros falta rigor no passe para o avançado.

13' Cruzamento de Maxi pela direita, mas Júlio César recolhe tranquilamente o esférico.

Na sequência, Luisão obrigou Casillas a outra intervenção de nível mundial. O Benfica começa a criar muito mais perigo.

10' Novo canto para o Benfica na sequência de um confronto entre Maxi Pereira e Gaitán.

10' Incursão incriível de Aboubakar no ataque e na cara de Júlio César o juiz da partida assinalou fora de jogo.

7' Na cobrança, Mitroglou cabeceia de forma extraodinária, mas Casillas voou e defendeu a primeira grande oportunidade do jogo.

6' Remate de André Almeida que ganha o primeiro canto da partida.

5' Imbula e Brahimi desenham um ataque interessante, mas a defesa do Benfica resolve por Jardel.

3' O Porto tenta pressionar alto e nos primeiros minutos tem estado um pouco mais instalado no meio-campo do Benfica.

1´Primeiros momentos da partida com batalhas constantes entre Adré Almeida e Samaris e Rúben Neves e Imbula.

1' Rola a bola no clássico.

19:10. O estádio do dragão está ao rubro e com lotação esgotada. As equipas sobem ao relvado e prometem um espetáculo extraordinário.

18:50. A defesa encarnada será a habitual das últimas jornadas do campeonato, apesar da juventude Rui Vitória apostará em Nélson  Semedo a defesa direito, aproveitando o extraordinário momento que o lateral ofensivo tem atravessado. No meio-campo nota de destaque para a principal novidade no onze do técnico encarnado apresentando uma dupla mais cautelosa com André Almeida a 6 e Samaris a 8. Relembramos que André Almeida ainda não tinha sido utilizado em jogos oficiais podendo apresentar défices físicos para um jogo de tamanha responsabilidade, no entanto perante um meio-campo do Porto tão musculado e dinâmico a opção por estes dois centro-campistas das águias é inteligente para tentar travar a organização portista. Na frente, Gonçalo Guedes e Gaitán serão os extremos criativos dos encarnados com Mitroglou e Jonas a merecerem a confiança do treinador para tentar atacar a liderança do campeonato.

18:47. Na defesa dos dragões, relevo para a inclusão de Marcano ao lado de Maicon depois de ter cumprido castigo na partida da liga dos campeões. No meio-campo está desfeita a dúvida e o tridente do miolo será composto por Rúben Neves mais recuado, Imbula e André André. Com estes três jogadores, o treinador pretenderá recuperar o esférico com pressão alta aproveitando o meio-campo de duas unidades que o Benfica irá apresentar para variar o jogo automaticamente para o ataque, onde o reforço Corona volta a ser escolha para extremo. Finalmente, e para compor os três da frente destaque para Brahimi e para o melhor marcador da equipa, Aboubakar que será a principal seta apontada às redes de Júlio César.

18:45. Rui Vitória e Lopetegui mantêm o sistema tático para o clássico. Os dragões vão alinhar no habitual 4x3x3 e o Benfica o 4x4x2.

18:44. Onze oficial do Benfica: Júlio César, Nélson Semedo, Luisão, Jardel e Eliseu, André Almeida, Samaris, Gonçalo Guedes, Gaitán, Jonas e Mitroglou.

18:41. Onze oficial do FC Porto: Casillas, Maxi, Maicon, Marcano, Layún, Rúben Neves, Imbula, André André, Corona, Brahimi e Aboubakar.

18:40. Já há onze oficiais!

17:40. O Estádio do Dragão estará totalmente cheio para receber o clássico Porto x Benfica; os bilhetes voaram nos dois primeiros dias e espera-se lotação esgotada para assistir à grande partida desta quinta jornada da Liga NOS 2015/2016. As portas do estádio abriram às 17:15 horas, e a tribuna presidencial terá a presença do líder encarnado Luis Filipe Vieira.

17:15. Rui Vitória afirmou, em conferência de imprensa, que nenhum lateral da Liga gostaria de actuar contra o argentino Nico Gaitán, enquanto que Julen Lopetegui afirmou que, para Maxi Pereira, todos os jogos são especiais. Adivinha-se um duelo quente, espectacular e imprevisível entre os dois antigos colegas sul-americanos; outro grande duelo jogar-se-á entre dois guarda-redes históricos, Iker Casillas e Júlio César.

17:00. O Benfica de Rui Vitória poderá sentir-se tentado a reforçar o sistema táctico com mais um elemento no meio-campo, abdicando do ofensivo 4-4-2 em detrimento de um possível 4-2-3-1 ou 4-5-1 até, dada a expectável pressão portista. Jonas deverá recuar no terreno para ligar o meio-campo ao ataque; Fejsa deverá fazer parelha com Samaris no meio campo. O Porto jogará no seu 4-3-3, restando saber qual a composição do tridente do meio-campo: manterá André André a titularidade.

16:45. Se o Benfica conseguir sair do Dragão com os três pontos na bagagem, obterá um feito desportivo que não concretiza desde a década de 70, quando bateu o rival FC Porto no reduto azul em dois jogos consecutivos do campeonato. Esse feito sucedeu-se nas temporadas 1975/1976 e 1976/1977. Nota de curiosidade: nas últimas 3 vezes que o Benfica visitou e bateu o Porto (na Liga), houve sempre bis encarnado - César Brito, Nuno Gomes e Lima foram os protagonistas.

16:35. Onzes prováveis do jogo Porto x Benfica:

16:25. Assim, no registo histórico de confrontos Porto x Benfica, para a Liga, disputaram-se 81 jogos, com 49 vitórias caseiras do Porto (60% de triunfos) e 13 vitórias do Benfica (16% apenas) e 19 empates. A vitória do Benfica da época passada quebrou um jejum de oito jogos sem ganhar no Dragão para o campeonato (seis vitórias dos dragões e dois empates). No total das competições, este será o 233º jogo entre as duas formações (o Porto venceu 89 jogos, o Benfica 86).

16:10. Desde o 25 de Abril de 1974, o domínio do Porto sobre o Benfica tem sido tremendamente acentuado em partidas no reduto da Invicta: apenas por seis vezes em 42 anos o Benfica foi capaz de bater o rival Porto no Estádio das Antas/Dragão, sendo a mais expressiva vitória encarnada nesse período temporal a de 1974/1975 (0-3). O Benfica venceu em 1975/1976 (2-3), 1976/1977 (0-1), 1990/1991 (0-2), 2005/2006 (0-2) e 2014/2015 (0-2). 

15:50. Na última ocasião que Porto e Benfica se defrontaram, para a Liga e no Estádio do Dragão, os encarnados levaram a melhor, com dois golos do avançado Lima, entretanto transferido. A equipa de Jorge Jesus levou a melhor sobre o colectivo treinado por Julen Lopetegui, à passagem da décima quarta ronda da Liga. Maxi Pereira assistiu, com um lançamento lateral, para o 0-1 e Talisca, com um remate de meia distância, proporcionou o 0-2 a Lima.

15:35. Muitos serão os jogadores que irão estrear-se em duelos clássicos no principal escalão do futebol português: Nélson Semedo, Gonçalo Guedes e Mitroglou deverão ser titulares no Benfica, ao passo que Casillas, Miguel Layún, Jesús Corona, Danilo Pereira, André André e Giannelli Imbula deverão jogar de início e efectuar também o primeiro jogo clássico em solo português. Do banco também poderão sair outras estreias, como Raúl Jiménez, Victor Andrade ou Pablo Osvaldo.

15:20. Grandes motivos adicionais de interesse deste clássico Porto x Benfica: o guardião espanhol Iker Casillas, que trocou o Real Madrid pelo Porto, irá efectuar a sua estreia em clássicos do futebol português, após ter igualado o recorde de presenças da Liga dos Campeões (151). Maxi Pereira, antigo sub-capitão do Benfica, trocou o clube onde actuou durante oito anos, pelo rival Porto, e hoje fará o primeiro jogo contra a sua antiga equipa.

qCasillas e Maxi em grande foco (Foto via: O Jogo)

15:10. Em termos de ligação com o golo, Jonas, Mitroglou e Vincent Aboubakar são os jogadores mais notáveis deste início de temporada: o brasileiro, que na época passada ficou em segundo lugar na lista dos artilheiros da Liga, já marcou 5 golos em seis jogos. O internacional grego já festejou por 4 vezes esta época e o internacional camaronês do Porto já assinou 6 tentos nesta sua época de afirmação após a saída de Jackson Martínez.

Aboubakar bisou na «Champions» (Foto: Demotix)

14:55. O Benfica chega a este clássico depois de uma vitória natural sobre a equipa cazaque do Astana; na ronda inicial da Liga dos Campeões, o Benfica venceu por 2-0 na Luz com golo de Nico Gaitán e Mitroglou. O extremo argentino tem estado numa forma fenomenal e tem sido, claramente, o maestro dos encarnados, pensando o jogo e sendo o grande assistente para os golos do Benfica - vem marcando há dois jogos seguidos (Belenenses e Astana).

Gaitán tem brilhado (Foto: SL Benfica Facebook)

14:45. Já o Porto ainda não conheceu outro resultado que não a vitória no Estádio do Dragão, tendo vencido o Vitória de Guimarães (3-0) e o Estoril (2-0). A formação portista ainda não sofreu qualquer golo nas partidas efectuadas em casa; a equipa de Julen Lopetegui chega a este eterno clássico depois de um empate (o segundo da época) frente ao Dinamo Kiev, na jornada inaugural da Liga dos Campeões (2-2). Vincent Aboubakar brilhou ao bisar.

14:35. O Benfica ainda não ganhou fora de casa nesta temporada 2015/2016: no jogo de abertura da época, diante do Sporting, em reduto neutro (Algarve), as águias perderam por 1-0 com um golo de Carrillo. No único jogo disputado fora de casa, para o campeonato, o Benfica sucumbiu aos pés do abnegado Arouca, com um golo madrugador de Roberto. Apesar de ter rematado 30 vezes, o ineficaz Benfica saiu de Aveiro em branco. Benfica ainda não marcou golos longe da Luz.

14:20. Este será o primeiro grande clássico da época no campeonato, e caso o Porto vença poderá´deixar o Benfica a quatro pontos de distância na tabela classificativa; o Benfica terá de vençer o Porto se quiser ultrapassar o Dragão na classificação. O Porto ainda não conheceu o sabor da derrota nesta temporada, enquanto o Benfica, que vive um período de reaprendizagem e consolidação de novas ideias técnicas, perdeu uma partida, diante do Arouca (jornada 2).

14:10. Seja bem-vindo à transmissão do clássico Porto x Benfica, partida referente à jornada 5 da Liga NOS 2015/2016. O primeiro grande clássico do campeonato jogar-se-á no Estádio do Dragão, às 19:15 horas. Siga o jogo Porto x Benfica em directo e, minuto a minuto, em Vavel Portugal.

VAVEL Logo
CHAT