Premier League: Nulo em White Hart Lane na estreia de Klopp
Foi uma grande batalha táctica entre as duas equipas. (Foto: mirror.co.uk)

Premier League: Nulo em White Hart Lane na estreia de Klopp

Em dia de estreia de Klopp no campeonato inglês, o Liverpool não foi além de um empate no reduto do Tottenham. O resultado não espelha o encontro de grande intensidade entre as duas equipas onde Mignolet salvou, constantemente, a equipa de Merseyside.

andre_vieira94
André Vieira

A nona jornada do campeonato inglês arrancou com um nulo entre duas equipas bastante distintas. De um lado, o “novo” Liverpool de Jürgen  Klopp – ainda em fase embrionária e muito desfalcado com membros cruciais (como o capitão Jordan Henderson e o avançado Daniel Sturridge) na enfermaria – e um Tottenham em fase ascendente que não sentia o sabor amargo da derrota há sete jornadas consecutivas.

O Liverpool até entrou melhor no relvado, correspondendo às indicações transmitidas por Klopp. Agressivo a recuperar bolas e vertiginoso no ataque, dominou os primeiros quinze minutos de jogo com iniciativas individuais de Adam Lallana e Coutinho a causarem estragos no adversário. Aos nove minutos, após um canto, Divock Origi cabeceia forte para a baliza, com a bola a embater violentamente na trave e Klopp, sempre inquieto no banco, quase festejava o primeiro golo da equipa.

Lallana e Eriksen discutem a posse de bola (Foto: Getty/ImagebankIL)

Contudo, a atitude irrequieta da equipa de Merseyside rapidamente foi engolida meio-campo dos Spurs, com Dembelé e Delle Api a dominarem o metro quadrado. Christian Eriksen através de passes milimétricos e combinações com o recém- entrado Njié (após lesão inesperada de Chadli), agitava o ataque da equipa londrina. O Liverpool não conseguia suster a criatividade do médio-ofensivo e limitava-se a ver jogar. Se não fosse Mignolet, com duas grandes paradas, a evitar o golo inaugural, o Tottenham estaria a ganhar, justamente, ao intervalo.

O segundo tempo mostrou um decréscimo na intensidade de jogo. À medida que o tempo ia passando, tornava-se cada vez mais óbvio que Klopp não conseguia mexer no jogo face às ausências de peças-chave importantes para a construção de jogo da equipa. Com três avançados lesionados (Benteke, Danny Ings e Sturridge), Origi aproveitou a oportunidade e fez um jogo competente, sempre a baixar no terreno para apoiar as alas mas nunca conseguiu causar arrepios no adversário. Do outro lado, o Tottenham continuava a pressionar e a criar oportunidades de golo, nomeadamente através do irrequieto Harry Kane, mas esbarrava, constantemente, em Mignolet.

Perto do final do encontro, Emre Can ainda assustou as bancadas do Hart White Lane com um grande remate que, por pouco, não balanceou as redes. Os minutos de desconto pouco acrescentaram ao jogo e ficou a sensação que Klopp ficou satisfeito com o empate face à ausência de jogadores cruciais. Quanto ao anfitrião, o empate sabe a derrota face a tantas oportunidades de golo desperdiçadas pelo conjunto londrino. Com este resultado, o Tottenham sobe ao sétimo lugar enquanto o Liverpool se mantém, provisoriamente, na nona posição da tabela.

VAVEL Logo
CHAT