0-1, MIN.12, MATHEUS PEREIRA; 0-2, MIN.16, MATHEUS PEREIRA; 0-3, MIN.40, BRUNO PAULISTA; 0-4, MIN.76, GELSON MARTINS
Taça: Sporting esmaga Vilafranquense com as jovens pérolas a brilharem
Foto: LUSA

Taça: Sporting esmaga Vilafranquense com as jovens pérolas a brilharem

O Sporting de Jorge Jesus garantiu o passaporte para a próxima fase da taça de Portugal, ao bater o Vilafranquense por expressivos 0-4. Os meninos Matheus, Bruno Paulista e Gelson foram os homens golo num jogo fácil para os de Alvalade.

francisco-dias
Francisco Dias

O detentor da taça de Portugal Sporting deslocou-se ao Estádio de Coimbra da mota e cilindrou o Vilafranquense por 0-4. Com várias mudanças no onze, Matheus Pereira bisou e Bruno Paulista e Gelson Martins festejaram uma vez cada um. 

Primeira parte: Matheus, o foguete que  desorientou o Vilafranquense 

Em casa emprestada pelo Estoril a equipa do Vilafranquense recebeu o Sporting para a grande festa da Taça de Portugal. Os leões de Jorge Jesus apresentaram várias alterações no onze, desde logo com a estreia de Bruno Paulista no meio campo. O regresso de Ewerton ao lado de Paulo Oliveira foi outra das novidades, tal como a  inclusão de Marcelo Boeck na baliza dos leões.  Na frente, Matheus Pereira, Mané e Montero assumiram as rédias do ataque.

No futebol jogado os de Alvalade começaram melhor e, aos 7 minutos, Alberto Aquilani ensaiou o primeiro tiro com o esférico a sair por cima. Nos 10 minutos inicias o Vilafranquense apresentou um bloco defensivo bem organizado, mas sem incomodar as redes de Marcelo Boeck no contra ataque. Ao minuto 12  os verde e brancos desenharam uma boa jogada coletiva e em posição privilegiada o menino prodígio Matheus Pereira ganhou posição, rodou sobre os defesas e atirou para o fundo das redes com um remate rasteiro ao canto inferior da baliza.

Não contente com o golo, a jovem pérola leonina resolveu bisar no encontro depois de um lance rapidíssimo de Jonathan Silva e Mané à passagem do minuto 16. Depois dos tentos de rajada, o Vilafranquense reagiu e Luquinhas causou sérios problemas a Marcelo, obrigando o guardião a sair dos postes na sequência  de um cruzamento perigoso.

Com um ritmo frenético e antes da meia hora, Aquilani esteve perto do golo com um tiro potente a passar a centímetros do poste. O irrequieto Luquinhas destacou-se no Vilafranquense e apesar da baixa estatura demonstrou bastante técnica e levou algum  perigo ao longo da primeira parte. Já perto do intervalo, David tentou visar as redes de Marcelo mas à imagem das tentativas anteriores não levou a direcção desejada, ficando no entanto o registo para a reacção interessante  do Vilafranquense. 

Antes do apito para o intervalo os de Alvalade ainda tiveram tempo para dilatar o score e em tarde de estreias o brasileiro Bruno Paulista não vacilou na sequência de um canto e  cabeceou sem dar chance de defesa. Em tempo de descanso, destaque para a vantagem justa do Sporting com Matheus Pereira e Mané em foco mas sem esquecer a atitude positiva do Vilafranquense que teve no tecnicista Luquinhas o homem perigo da equipa da casa. 

Segunda parte: Gelson dilatou a vantagem perante um guarda-redes competente

No primeiro minuto, o leão Aquilani começou a todo o gás e num bom remate ficou a um palmo de festejar. Momentos depois Fredy Montero recebeu a bola, driblando dois defesas e rematando para defesa apertada do guardião do Vilafranquense

Récem-entrado no segundo tempo, Gelson Martins rematou com perigo mas a direcção não foi a mais eficaz. Nesta segunda parte faltou eficácia nos primeiros 20 minutoe para os leões ampliaem a vantagem e no caso do Vilafranquense foi evidente a debilidade anímica e física perante um resultado tão desnivelado.

O duelo de Gelson com o guarda redes do Vilafranquense esteve frenético com o extremo a atirar com violência, permitindo mais uma parada incrível de Nélson Pinhão. As entradas de Junya Tanaka e Gelson acabaram por dar mais dinâmica ao ataque e Montero ganhou espaço para melhorar o seu rendimento. O colombiano esteve endiabrado e obrigou Nelson Pinhão a brilhar com intervenções de altíssimo nível. O guarda-redes Vilafranquense foi sem dúvida a figura da segunda parte e nem Montero nem Gelson tiveram hipótese de bater o surpreendente guarda-redes. 

À entrada do último quarto de hora, José Lúcio visou as redes de Marcelo mas sem perigo, ficando apenas o registo. Pouco depois Gelson Martins ganhou o duelo a Nelson Pinhão e furou a rede do Vilafranquense depois de uma jogada brutal de Tanaka e Mané. Embalados pelo golo, os leões estiveram a escassos centímetros do festejo com um remate de Mané.

A poucos instantes do fim, Luquinhas esteve na cara de Marcelo mas o brasileiro negou o golo ao adversário. O resultado final de 0-4 foi inteiramente justo para o Sporting, que podia ter feito mais golos, não fosse a exibição incrível de Nelson Pinhão nas redes do Vilafranquense. Apesar da goleada, a equipa da casa teve uma atitude personalizada e tem no guarda-redes e no extremo Luquinhas as principais figuras. Registo ainda para as saídas por lesão de Bruno Paulista e Gelson, que marcaram 2 dos 4 tentos que garantiram a passagem à próxima fase da Taça de Portugal.
   

    

   

VAVEL Logo
CHAT