0-1, MIN. 20, TELLO. 0-2, MIN. 90, ANDRÉ ANDRÉ.
Taça: Tello e André André dão vitória ao Dragão na Póvoa do Varzim
Foto: FC Porto Facebook

Taça: Tello e André André dão vitória ao Dragão na Póvoa do Varzim

Um Porto feito de jogadores menos utilizados visitou a Póvoa do Varzim e, com lógica tranquilidade, bateu o Varzim por 0-2, com golos de Cristian Tello e André André. O centrocampista marcou, aos 90 minutos, à equipa onde passou grande parte da sua juventude desportiva.

vavel
VAVEL

Depois das vitórias dos rivais Benfica (1-2 ante o Vianense) e Sporting (0-4 diante do Vilafranquense), o FC Porto visitou a Póvoa do Varzim para defrontar o Varzim SC, orientado pelo antigo jogador Quim Berto. Um ano depois de ter sido eliminado pelo Sporting, em pleno Dragão, o FC Porto de Julen Lopetegui regressou aos palcos da festa da Taça e, com golos de Cristian Tello e André André, carimbou a passagem à fase seguinte.

Com um onze naturalmente constituído por jogadores menos utilizados, o FC Porto controlou facilmente a partida e raramente sofreu calafrios perto da baliza do retornado Helton. Na defesa, nota para a estreia absoluta do jovem chileno Igor Lichnovsky na equipa principal dos Dragões, e para a oportunidade dada a jogadores que permanecem na sombra, como Alberto Bueno ou Aly Cissokho. Na frente, Pablo Osvaldo ocupou o lugar do habitual titular Vincent Aboubakar.

Perante um Varzim organizado e apostado em cortar as investidas do meio-campo portista, o Porto apenas demorou 20 minutos a festejar, por intermédio do extremo Cristiano Tello, que aproveitou bem a oportunidade concedida por Julen Lopetegui e voltou aos golos com a camisola do Porto - movimento de ruptura em velocidade e, perante a mancha do guarda-redes Ricardo Silva, o espanhol atirou a contar. Mérito para a assistência do seu compatriota Bueno.

O controlo imaculado e inequívoco do Porto arrastou-se durante todo o jogo e nem sequer foi quebrado pelas duas substituições operadas pelo técnico basco - Danilo Pereira entrou para o lugar do extremo Varela e o médio André André ocupou a posição do brasileiro Evandro. E seria o médio ex-Vitória SC que colocaria um ponto final na contenda, mesmo em cima do minuto derradeiro. Aos 90, André André marcou à equipa onde passou grande parte da sua juventude desportiva.

VAVEL Logo
CHAT