Liga dos Campeões: Resumo da terceira jornada
Pjanić não pára de marcar golos de livre directo (Fonte: Gazetta.it)

Liga dos Campeões: Resumo da terceira jornada

Recorde aqui os resultados da terceira ronda da fase de grupos da prova milionária.

andre_vieira94
André Vieira

Terminou esta quarta-feira a terceira jornada da Liga dos Campeões. Numa ronda com vários resultados surpreendentes (com o Bayern de Munique a ser surpreendido, fora de portas, pelo Arsenal), o destaque da jornada vai para o encontro alucinante entre Leverkusen e Roma (4-4).

No grupo A, o PSG e o Real Madrid anularam-se e não foram além de um empate a zero. Este resultado deixou os dois tubarões europeus a lutarem pela liderança da tabela (ambos têm 7 pontos). No outro jogo deste grupo, o Malmö agravou a crise do Shakhtar Donetsk – que ainda não tem qualquer ponto nesta edição da Champions – ao receber e vencer o clube da Ucrânia.

Foi um encontro muito dividido entre as duas equipas (Fonte: Bleacher Report)
Foi um encontro muito dividido entre as duas equipas (Fonte: Bleacher Report)

O Wolfsburgo alcançou três pontos preciosos (que permitem a liderança do Grupo B) na recepção ao PSV com uma vitória por duas bolas a zero. Já o Manchester United desiludiu ao não ir além além de um empate por 1-1 na visita ao terreno do CSKA Moscovo. Os ingleses até foram melhores mas esbarraram, constantemente, no guardião da equipa adversária.  Este resultado deixou as duas equipas com 4 pontos e a lutar pelo terceiro lugar da tabela.

Martian empata o encontro em Moscovo (Fonte: Telegraph)
Martian empata o encontro em Moscovo (Fonte: Telegraph)

No grupo C, o Galatasaray alcançou a primeira vitória europeia ao surpreender o SL Benfica. Os encarnados que procuravam uma terceira vitória inédita na Liga dos Campeões até começaram o encontro da melhor forma com um golo fabricado por Nico Gaitán aos 3 minutos de jogo. Contudo, a equipa turca operou a reviravolta no seguimento da primeira parte e não largou a vantagem até ao final do jogo. No outro embate do grupo, o Atlético Madrid cilindrou o Astana por uns esclarecedores 4-0 e “ganhou” um balão de ar importante que permite repartair a liderança da tabela com as águias.

Em Manchester, o City recebeu e derrotou o sempre complicado Sevilha de Unay Emery. Um golo nos descontos de Kevin De Bruyne  – o menino prodígio que protagonizou uma das grandes transferências deste defeso –  deixou os Citizens no segundo lugar do Grupo D, atrás da líder Juventus que não foi além de um empate na recepção ao Borussia Mönchengladbach.

Bony festeja o tento contra a equipa de Unay Emery

Contudo, e sem que nada o previsse, o grande embate desta jornada ocorreu em Leverkusen. Num encontro frenético e impróprio para cardíacos, a equipa da casa até entrou melhor no relvado com “Chicharito” Hernández a fazer um bis nos minutos inaugurais. A Roma não se fez de gorada e conseguiu empatar a partida antes do fim da primeira parte. Pjanić com um fabuloso tento de livre directo e Iago Falqué pareciam ter colocado um ponto final no encontro e colocaram a equipa italiana na liderança do jogo aos setenta minutos. Num esforço notável, a equipa da casa nunca desistiu e foi atrás do resultado: Kevin Kampl com um remate fora da área fez o 3-4 e Admir Mehmedi deixou as bancadas num grande alvoroço ao completar o resultado final: 4-4. No outro jogo do grupo, o Barcelona deslocou-se à Bielorússia e venceu o Bate Borisov por 0-2 com Ivan Rakitić a completar um bis. Este resultado deixou a equipa catalã  na liderança do grupo E com 7 pontos.

O Bayer esteve a perder a ganhar 2-0, a perder 2-4 e conseguiu empatar o jogo no final. (Fonte: BBC)

No grupo F, o Arsenal surpreendeu o Bayern de Munique – no Emirates -  e alcançou a primeira vitória europeia nesta edição da Liga dos Campeões. Num jogo de sentido únicio em que o guardião Petr Cech vestiu a pele de herói e parou todas as tentativas da equipa bávara, os londrinos aproveitaram uma "fífia" do gigante Neuer para se colocarem na frente do marcador e mataram o encontro no seguimento de uma jogada de contra-ataque rápida por intermédio de Bellerín. Este resultado deixou os bávaros a repartir a liderança do grupo, visto que, o Olympiacos de Marco Silva saiu da Croácia com seis pontos após uma vitória esclarecedora por 0-2 frente ao Dínamo Zagreb.

 Olivier Giroud desbloqueou o encontro no Emirates (Fonte: BBC UK)

O FC Porto defendeu a liderança do grupo G com uma vitória esclarecedora (2-0) frente ao Maccabi Tel-Aviv FC. A equipa portuguesa até demorou a entrar no jogo mas os golos de Aboubakar e Brahimi descansaram as bancadas do estádio do Dragão. Este resultado deixou praticamente tudo na mesma, sendo que os israelitas ainda não têm qualquer ponto. Já o Chelsea de José Mourinho continua a fazer um arranque de época muito aquém das expectativas e não foi além do nulo no terreno do Dínamo de Kiev.

O FC Porto lidera o grupo G com 7 pontos. (Fonte: JN)

Por último mas não menos importante, os encontros do grupo H deixaram o Zenit com a passagem para os oitavos praticamente garantida. A equipa de  André Villas Boas deslocou-se até Lyon e vergou a equipa da casa com uma vitória por 1-3. Os russos entraram praticamente a ganhar com um golo de Dyzuba aos três minutos. Contudo, Lacazette, num grande gesto técnico, fez o empate perto do intervalo. Na segunda parte, um míssil de fora da área de Hulk e um golo de Danny selaram a vitória do Zenit. Já o Valência , num jogo repartido, venceu o Gent por 2-1 e consolidou a segunda posição do grupo H.

Feghouli após marcar o golo inaugural do Valência (Fonte: The Guardian)
VAVEL Logo
CHAT